Alopecia areata: queda de cabelo em tufos

A alopecia areata é uma doença autoimune relativamente frequente caracterizada pela queda de cabelos em tufos, sem formação de cicatriz.

O que causa alopecia areata?

A alopecia areata, também chamada de pelada, não é transmissível ou contagiosa.

Ela é considerada uma doença autoimune.

O termo autoimune se refere a uma alteração da resposta imunológica que leva o organismo a atacar componentes do próprio corpo.

Como exemplos de doenças autoimunes temos a diabetes tipo 1, tireoidite de Hashimoto, vitiligo, lúpus, dentre outros.

No caso da alopecia areata, ocorre ataque ao folículo piloso, interrompendo seu crescimento e levando à queda.

Não se sabe quais as causas da alopecia areata.

No entanto, alguns fatores podem estar envolvidos:

  • Estresse crônico;
  • Estresse severo agudo;
  • Trauma;
  • Predisposição genética;
  • Infecção viral ou bacteriana;
  • Hormônios;
  • Medicamentos ou produtos químicos.

Como saber se tenho alopecia areata?

A alopecia areata é caracterizada por uma queda de cabelos em tufos de início abrupto e de rápida evolução.

A queda é seguida da formação de uma ou mais falhas arredondadas, círculos ou buracos no couro cabeludo, barba, cílios ou sobrancelhas.

Outras áreas pilosas do corpo também podem ser acometidas, porém menos frequentemente.

A área afetada pela alopecia apresenta-se lisa, com pele normal e sem sinais inflamatórios.

Quais os sintomas da alopecia areata?

Cerca de 10% dos casos de alopecia areata podem apresentar alterações nas unhas, como linhas, pits ou depressões.

Nenhum outro sintoma costuma acompanhar a alopecia.

Apesar disso, é comum que os portadores de alopecia areata sejam tratados como se tivessem câncer.

Aliás, o que também não está correto, uma vez que o câncer não leva à queda. O que faz os cabelos caírem em pacientes com câncer é a quimioterapia.

Existem doenças associadas?

Não há comprometimento sistêmico nesse tipo de alopecia.

O acometimento se restringe aos pelos e fios de cabelos.

No entanto, pacientes com areata são mais associados a algumas condições e também são mais susceptíveis a desenvolver algumas doenças.

Entre elas, temos a dermatite atópica, síndrome de Down, psoríase, líquen plano e doenças autoimunes.

O contrário não é verdadeiro.

A presença dessas condições não aumenta a chance de vir a desenvolver alopecia areata.

Como é a evolução da doença?

A apresentação mais comum é a alopecia em placas, com uma falha ou mais falhas, restrita ao couro cabeludo.

Em cerca de 80% dos pacientes a falha é única, com acometimento do couro cabeludo em 70 a 90% dos casos.

Geralmente a queda é limitada e temporária, com recuperação completa dos cabelos posteriormente. Ao voltar, os fios podem ser mais finos ou brancos, com recuperação de suas características posteriormente.

A recuperação dos cabelos que caem só é possível porque não há destruição do folículo pelas células de defesa, como observado nas alopecias cicatriciais.

No entanto, a queda pode se tornar recorrente, crônica ou mesmo difusa.

Quadros mais difusos e severos são encontrados na alopecia areata total e universal.

Qual a diferença entre alopecia areata incógnita, alopecia ofiásica, alopecia total e alopecia universal?

Esses termos se referem a diferentes formas de apresentação da alopecia areata.

A alopecia areata incógnita é uma variante em que há rarefação difusa dos cabelos, sem falhas isoladas.

Ela é muitas vezes confundida e tratada erroneamente como calvície ou alopecia androgenética.

A alopecia ofiásica é o nome dado ao quadro de queda de cabelos da nuca pela alopecia areata.

A alopecia total ocorre quando há queda de todos os fios do couro cabeludo, com preservação de pelos corporais.

Por sua vez, quando há queda de todos os pelos do corpo tem-se a alopecia universal.

Qual é o tratamento da alopecia areata?

O tratamento da areata muitas vezes não é necessário. Isso porque se trata de uma condição benigna que costuma melhorar espontaneamente, sem medicações.

No entanto, quando se opta por tratar a queda, os corticóides costumam ser as medicações preferidas.

A escolha entre as aplicações tópica, oral ou injetável do corticóide depende da indicação de cada profissional.

O corticóide injetável é a forma mais frequentemente usada e que apresenta os resultados mais interessantes.

As injeções de corticóide no couro cabeludo são periódicas, com intervalos variando entre 3 a 6 semanas.

Corticóides tópicos geralmente são reservados para casos leves ou para uso em crianças.

A forma oral da medicação raramente é usada por conta dos seus efeitos colaterais.

Uma outra modalidade terapêutica é a imunoterapia.

A imunoterapia consiste na exposição da pele do couro cabeludo a potentes alergenos.

Os alergenos são substâncias capazes de provocar irritação e alergia no local da aplicação.

A exposição gradual e progressiva a esses agentes pode alterar o padrão de resposta imune, levando a recuperação dos cabelos.

Os alergenos mais utilizados na alopecia areata são a difenciprona e a antralina.

O uso dessas substâncias costuma ser reservado para quadros extensos e refratários ao tratamento com corticoterapia. Seus resultados são variáveis.

Outros possíveis tratamentos para alopecia areata incluem: minoxidil tópico, tacrolimus, crioterapia, fototerapia, ciclosporina e metrotrexate.

A resposta a esses agentes é bem restrita e não há consenso sobre seu uso.

Existe alguma medicação nova para a alopecia areata?

Pesquisadores têm testado uma nova classe de medicações para a alopecia areata.

Trata-se dos inibidores de citocinas JAK 1 e 3 (Janus Kinase). Essas citocinas são substâncias responsáveis pela comunicação entre as células que regulam a resposta imune.

O bloqueio dessas citocinas permite a modulação da resposta e controle da queda.

O Ruxolitinib e o Tofacitinib são as medicações mais estudadas.

O Ruxolitinibe, comercializado com o nome de Jakafi, é usado em pacientes com mielofibrose, uma doença proliferativa do sangue. O Ruxolitinibe creme tem mostrado resultados conflitantes em estudos prévios.

Por sua vez, o Tofacitinibe, ou Xeljanz, é usado para tratamento da artrite reumatóide.

Ambas medicações têm criado grande expectativa quanto à possibilidade de uso futuro no tratamento da alopecia areata.

No momento, entretanto, elas não são liberadas para esse fim.

Algum fator alimentar pode interferir no tratamento?

Apesar de não ter relação direta com nenhum alimento, a deficiência de vitaminas e minerais pode contribuir para a queda.

Estudos científicos têm mostrado que a deficiência de zinco ou vitamina D pode comprometer a evolução da alopecia areata.

A falta de qualquer um desses nutrientes está associada à maior severidade e duração da doença, além de maior resistência ao tratamento.

Assim, a dosagem de zinco e vitamina D deve fazer parte dos exames de rotina de pacientes com alopecia areata.

Queda de cabelo em tufos: o que fazer?

A queda de cabelo em tufos que ocorre na alopecia areata é uma condição que geralmente provoca grande ansiedade.

Mesmo quando buraco no cabelo é notado apenas pelo cabeleireiro durante o corte de rotina, é comum que ele gere incômodo imediato.

A correta identificação desse tipo de alopecia favorece seu tratamento e evita transtornos desnecessários.

Assim, ao notar que os cabelos estão caindo muito procure um médico especialista.

A Clínica Doppio além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

Dr. Nilton de Ávila Reis

CRM: 115852/SP | RQE 32621


Posts Relacionados

Umectação capilar noturna: dormir com óleo no cabelo faz mal?
Alguns sites e blogs da internet vem sugerindo dormir com óleo no cabelo para fazer... (Leia mais)
Riscos e efeitos colaterais da dutasterida para tratamento capilar
Desde a sua aprovação para tratamento da calvície masculina pela ANVISA, aumentou-se o interesse por... (Leia mais)
É bom usar Adeforte para cabelo?
Alguns sites e blogs da internet vêm incentivando as pessoas a utilizarem o Adeforte para... (Leia mais)

35 Responses

  1. Boa noite ! Meu neto está com buracos na cabeça sem cabelo ! Já levei em dois dermatologistas ! Está tomando gotas , passando shampoo e um creme , mas sem resultado ! Pediram exame pra fungo mas deu negativo

    1. Boa noite, César

      Existem diversas causas para queda de cabelos em crianças e adolescentes (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-e-calvicie-em-adolescentes/), entre elas algumas que deixam “buracos na cabeça sem cabelo”, como a micose do couro cabeludo e a alopecia aresta.
      Sugiro que mantenha as orientações dos dermatologistas e retorne com o exame para maiores esclarecimentos.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-lo.

      1. Boa tarde
        Tenho 54 anos agora após muito estress que passei por motivo da pandemia veio aparecer quedas arredondados no meu couro cabeludo mantenho condição de paga um clínico particular se puder me orientar em medicação agradeço é vi aqui nas indicações se.medicar com vitamina D .

        1. Olá, Alvaro

          Sugiro que antes de se automedicar, você procure um médico, mesmo que seja no serviço público.
          Gastar com qualquer tipo de medicamento sem uma avaliação médica pode, além de não ter efeito benéfico, ainda agravar seu quadro.

    2. Minhas saudações a todos os profissionais desta clínica.
      Estou com serca de 5 buracos na cabeça, acompanhei atentamente a informação a serca da doença e pode se dar o caso de que seja mesmo o tipo enfermidade que está a me assolar, porém o mais difícil é que na localidade em que me encontro não há profissionais na área, mesmo querendo o tratamento não vejo por onde ir. Tive que fazer a pesquisa para saber mais da doença, e gostaria muito de saber se podem me ajudar com o caso.

      1. Olá, José

        Obrigado pelo comentário.
        Existem algumas possibilidades para o quadro descrito por você.
        Para saber exatamente o que está acontecendo é preciso passar por uma avaliação médica.
        Somente após avaliação completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é que se pode esclarecer o que está ocasionando essas falhas.
        Além disso, o tratamento para essa doença, caso ela seja confirmada, não é com remédios em casa, mas com recursos que utilizamos no consultório.
        Portanto, precisa ir a um médico especialista mesmo.
        Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
        Estamos à disposição para ajudá-lo.

  2. Fui diagnosticada com a alopecia areata e gostaria de saber se o uso de produtos com substâncias químicas como escova progressiva e pintura de cabelo podem ser utilizados. Por enquanto tenho apenas um pequeno círculo sem cabelo e gostaria de saber se o uso destes produtos pode contribuir para aumentar a ocorrência.

    1. Olá, Cláudia

      Tomar vitaminas, ou seja, suplementos alimentares (https://clinicadoppio.com.br/suplementos-para-cabelos/) só é benéfico em casos específicos em que faltam vitaminas (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-por-deficiencia-de-vitamina/) ou minerais (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-por-deficiencia-de-minerais/) no sangue.
      Para saber se é o caso, é preciso fazer exames de sangue antes.
      Isso porque o uso desse ou de qualquer outro suplemento deve ser feito com cautela uma vez que também pode haver piora da queda por excesso de vitaminas e minerais (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-por-excesso-de-vitaminas-e-minerais/).
      Por outro lado, existem diversas outras causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/causas-de-queda-de-cabelo-feminino/) que precisam ser investigadas.
      Mas isso só é possível ao passar por uma avaliação médica especializada.
      Somente após avaliação completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é possível determinar os motivos da sua queda de cabelo.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  3. Olá bom dia,
    Minha filha tem 16 anos e desde 13 anos ela vem sofrido com alopecia areata. Primeiro foi com 13 anos que caiu uma parte dos cabelos da nuca mais cresceu novamente. Depois foi junho passado caiu novamente a parte toda da nuca até a orelha 🙁 cresceu mais surgiu outros partes arredondadas em cima. Não sei o que fazer mais . Ela já faz tratamento com infeção e o tópico. Preciso de oração.

  4. Tenho alopecia areata, estou usando medicamento topico e tomando suplemento alimentar para reposição de zinco. Queria saber se posso se posso usar uma quimica a base de hidroxico de calcio.

    Desde já agradeço

  5. Boa tarde. Meu nome é Luciana, tenho 55 anos e sou de Curitiba. Há 2 meses estou tratando alopecia areata com Minoxidil e o suplemento Pantogard, prescrito por uma dermatologista. Fiz exames de sangue e deram normais. O cabelo está nascendo na área afetada. Ainda assim, a médica prescreveu Triancil 20 mg injetável, direto no couro cabeludo. Essa medicação é melhor?

  6. Existe cura? Eu tive a um tempo atrás e tomei algumas vitaminas e usei alguns cremes em menos de um ano voltou o cabelo,mas agora começou a fazer buraco dnvo oq devo fazer? Posso tomar um remédio pra nunca mais ter?

    1. Olá, Solange

      Não existe cura para alopecia areata, mas existem tratamentos.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  7. Tudo bem, gostaria de saber o que acontece com meu cabelo além de ter dois círculos sem cabelo, tenha umas falhas em todo cabelo e coçar bastante, tipo queimar, estou bastante assustada.

    1. Olá, Francisca

      Existem algumas possibilidades para o quadro descrito por você.
      Para saber exatamente o que está acontecendo é preciso passar por uma avaliação médica.
      Somente após avaliação completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é que se pode esclarecer o que está ocasionando a queda.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  8. Bom dia dt estou com um probleminha na lateral da minha cabeça caiu um tufo de cabelos arredondadas estou precisando no lugar que caiu o cabelo ficou o couro lizinho o que pode ser

  9. meu filho está caindo as mechas do cabelo e vira um horrível está aumentando cada vez mais o que faço já passei ele no médico e a medicação não deu em nada

  10. Fiz a leitura sobre essa doença Alopecia areata e pelo diagnóstico que vc dar ai tudo endica qui tou com esse problema no meu coro cabeludo pq nos lugares qui caíram os fios de cabelo já tá nascendo os fios brancos e já tem uns três buracos no meu cabelo qui caíram.
    então a pergunta é , tem algum tratamento qui possa fazer pra qui os cabelos voltem a crescer nos buracos qui ja cairam

    1. Olá, Leoncio

      Sim, existem tratamentos para fazer os cabelos voltarem a crescer nos buracos que já caíram.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-lo.

  11. boa noite fui escova meu cabelo no salão e mulher achou um lugar pequeno sem cabelo arredondado na minha cabeça oque você mim recomendaria fazer tor com muito medo está piqueno ainda tem alguns remédio endicado pra tomar pra nascer de novo cabelo

    1. Olá, Franciele

      A indicação de medicamentos e outras formas de tratamento dependem de uma prévia avaliação médica completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue.
      Portanto, sugiro que agende uma consulta para que possamos discutir possibilidades terapêuticas.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  12. boa noite Dr meu cabelo começou a cair aums dois mesese e desde então estou fazendo tratamento mas com minoxidil d vitaminas mas continua caindo o que fazer

    1. Olá, Ivanete

      A indicação de medicamentos e outras formas de tratamento dependem de uma prévia avaliação médica completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue.
      Portanto, sugiro que agende uma consulta para que possamos discutir possibilidades terapêuticas.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  13. boa tarde Doutor, minha barba ficou banca em circulos, ate fica totalmente branca e fina abaixo da boca, em uma linha totalmente reta, ha uma divisao entre fios brancos e pretos bem marcada, o que pode ser ? e tem tratamento ?

    1. Olá, Maiko

      É preciso examinar para saber o que pode ser.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-lo.

Deixe um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *