Alopecia de tração: penteados que podem causar queda de cabelo

As constantes manipulações dos cabelos têm feito da alopecia de tração um diagnóstico cada vez mais comum.

Causas da alopecia de tração

A alopecia de tração não é uma doença sistêmica, mas uma condição associada ao tracionamento intenso dos fios.

Ela ocorre quando o cabelo é submetido à grande tensão por um longo período de tempo.

A força excessiva exercida sobre a raiz do cabelo causa seu arrancamento, podendo provocar danos ao folículo.

Longos períodos sob essas circunstâncias podem, enfim, cursar com a queda da produção do fio até sua interrupção definitiva.

Penteados e apliques

Seja por gosto pessoal ou exigência profissional, alguns hábitos relativos aos cabelos favorecem seu comprometimento.

Assim, penteados muito apertados ou o uso de apliques são considerados fatores de risco para a alopecia de tração.

Alguns exemplos de penteados que podem levar à queda são a trança boxeadora ou”boxer braid”, trança unicórnio, rastafári, cornrows e dreadlocks.

Mais importante do que o estilo do penteado, no entanto, é a tensão exercida sobre a raiz dos cabelos. Assim, apesar de menos complexo, o rabo de cavalo costuma ser um dos penteados mais comumente associados ao dano capilar.

Profissões

Algumas profissões também expõem mais os cabelos a esse tipo de alopecia.

Um exemplo são as bailarinas e outras dançarinas profissionais, que costumam usar penteados muito apertados.

O mesmo ocorre com atletas profissionais, que os mantém sempre presos para não afetar suas performances.

Por sua vez, a necessidade de constantes mudanças para personagens e papéis faz com que atrizes também sejam um grupo de risco.

De uma maneira geral, celebridades são mais propensas a esse tipo de acometimento capilar.

A maior exposição que fazem da imagem e consequente cobrança e expectativa para que lancem moda ou sigam tendências acabam mudando o papel dos seus cabelos, que deixam de ser protagonistas e se tornam vítimas da profissão.

Alopecia de tração: perfil

A alopecia de tração é especialmente comum em mulheres negras.

O fio de cabelo de afrodescendentes é mais fino que o de europeus e asiáticos. Isso faz com que o cabelo afro seja mais frágil e propenso à quebra.

Além disso, o cabelo afro é mais compacto e enrolado. Dessa forma, para pentear e prender os cabelos, costuma-se exercer mais força e tensão às raízes capilares, aumentando os riscos de danificá-las.

Apesar de ser uma condição mais frequente em mulheres, a alopecia de tração também pode ocorrer em homens.

Nos homens, penteados como o coque samurai e uso de dreads são alguns exemplos de situações de maior propensão ao comprometimento capilar.

Por fim, a alopecia de tração pode ocorrer em qualquer idade, sendo uma das possíveis causas de queda de cabelos em adolescentes e crianças.

Sinais e sintomas da alopecia de tração

Não há outros sintomas associados à perda capilar na alopecia de tração.

Pessoas com grande tensão nos fios, no entanto, podem relatar dores de cabeça e aumento da sensibilidade do couro cabeludo.

Esses sintomas melhoram com redução da tração sobre os fios.

O comprometimento capilar da alopecia de tração segue padrões determinados pelas forças de tracionamento.

Assim, no caso de penteados apertados as falhas costumam ocorrer em uma faixa que se estende pela franja e laterais da cabeça. Dependendo do penteado, também pode haver falhas na nuca.

Em pessoas com Mega hair, as falhas são mais frequentes nas laterais e na região posterior da cabeça.

Alopecia de tração: o que fazer?

Existem alguns tipos de alopecia que são inevitáveis, o que não é o caso da alopecia de tração, que pode ser facilmente prevenida através da diminuição da tensão sobre os cabelos.

Assim, basta promover afrouxamento e mudanças intermitentes de penteados.

No caso de apliques, o ideal é sua remoção definitiva.

Em alguns casos selecionados, no entanto, a mudança para apliques removíveis, como os tic-tac, pode ser considerada.

Dependendo do estágio do comprometimento capilar causado pela alopecia de tração, ainda é possível impedir o avanço da perda e recuperar parte dos cabelos.

Portanto, ao notar falhas no cabelo, é importante procurar ajuda médica.

A Clínica Doppio além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

Dr. Nilton de Ávila Reis

CRM: 115852/SP | RQE 32621


Posts Relacionados

Como engrossar o cabelo?
Na internet existem diversas receitas e dicas de como engrossar o cabelo. Embora muitas delas... (Leia mais)
Erros ao usar minoxidil: por que ele não funciona?
O minoxidil é um remédio comprovadamente eficiente para tratar a alopecia. Mas existem alguns erros... (Leia mais)
Hemoglobina, ferro, ferritina e queda de cabelo: qual a relação?
É comum médicos dermatologistas conversarem com seus pacientes sobre a relação entre ferritina e queda... (Leia mais)

10 Responses

    1. Olá, Aline

      A alopecia de tração se restringe aos fios submetidos à tensão excessiva, não se espalhando para outras áreas.

    2. Bom dia.
      Sou homem, europeu e tenho tranças corridas. Ao fim de 3 dias comecei a sentir um desconforto na zona frontal onde existe maior tracção capilar.
      É visível também irritação do couro cabeludo nessa zona (sem pus).
      A ideia seria manter este penteado por 2 semanas, mas ainda vou no 4 dia.

      Será que poderá ocorrer a queda do cabelo por alopecia ate fazer as 2 semanas?

      Grato desde já.

      1. Olá, Daniel Sousa

        A trança aumenta a tração das raízes dos cabelos, mantendo-as tensionadas.
        Dependendo da força com que elas estão presas (um indício disso é a dor ou sensibilidade), ela pode ajudar a arranca o fio, aumentando a queda.
        Além disso, qualquer força extra colocada na trança, como ao dormir potencializa ainda mais a tração e a chance de queda.

    1. Olá, Gustavo

      Sim, há remédios capazes de reverter cabelos aparentemente perdidos.
      Tudo depende da causa da perda e do grau de evolução da doença.
      Por isso, seja lá qual for a razão de estar perdendo cabelos, quando antes se examina, se faz o diagnóstico e se inicia o tratamento, maiores são as chances de recuperar os cabelos.
      Isso vale para praticamente todas as causas de queda ou perda de cabelos.

    1. Olá, João

      Precisa examinar sua marca para te dizer o que é possível fazer.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-lo.

Deixe um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *