Amônia faz mal aos cabelos ou à saúde?

Amônia faz mal aos cabelos ou à saúde?

Parte dos danos causados pelo excesso de químicas no cabelo se deve à presença de amônia nos produtos. Ainda que muitas pessoas saibam que a amônia faz mal, nem todas têm consciência de como ela faz isso.

O que é a amônia e como ela age?

Para entender como a amônia faz mal aos cabelos é preciso primeiro entender como ela age.

De fora para dentro, as camadas do fio de cabelo são: cutícula, córtex e medula.

A cutícula representa 10% da fibra, o córtex 88% e a medula, parte mais central, apenas 2%.

O principal componente do fio de cabelo é a proteína queratina.

A ligação entre as moléculas de queratina é que determina, entre outros, o formato do cabelo.

Essa união é feita por ligações químicas como as de Van der Waals, pontes de hidrogênio e pontes dissulfeto.

A estabilidade e força dessas ligações é que mantém as moléculas de queratina coesas.

Na cutícula, essa coesão garante a proteção do interior da fibra contra as agressões do meio externo.

Assim, para alterar a estrutura ou elementos como cor dos cabelos, é preciso abrir a cutícula e expor o córtex.

A amônia é um agente químico alcalino, ou seja, de ph alto. Substâncias de ph alto abrem as escamas da cutícula dos fios.

Dessa forma, ao abrir a cutícula, a amônia permite a entrada de outros agentes como, por exemplo, pigmentos de tinta, alisantes e a água oxigenada, para dentro da fibra.

Além disso, a amônia também age como catalisador, ou seja, acelerador de outras reações que ocorrem no fio.

No caso da tintura se cabelo, por exemplo, ela interage com a água oxigenada colaborando para descolorir a fibra capilar.

Amônia faz mal para os cabelos?

Mesmo quando usada corretamente, a amônia favorece a quebra e enfraquecimento dos fios.

Tinturas

Nas tinturas, por exemplo, além de abrir a cutícula e expor o interior da fibra, a amônia acelera a ação das demais substâncias no fio.

Assim, ela permite com que a cor penetre nas camadas mais profundas da haste capilar.

Entretanto, essas reações no interior do fio enfraquecem a estrutura da fibra capilar.

Dessa forma, mesmo quando a cutícula é selada posteriormente, o fio já ficou danificado.

É importante destacar que a cor da tintura não influencia nos danos capilares, mas sim a presença de agentes como a amônia ou a monoetanolamina (MEA).

O MEA substitui a amônia em algumas tintas de cabelo, mas assim como a amônia faz mal, o MEA também faz.

Isso foi demonstrado em um estudo de 2018 em que concentrações de MEA acima de 5% provocaram danos à fibra capilar.

Por outro lado, produtos com pigmentos, porém livres de amônia, como por exemplo, os tonalizantes ou a henna não causam tantos danos aos fios.

Alisamento

A amônia também está presente em produtos para alisamento como o tioglicolato de amônio.

Assim como na coloração a amônia faz mal à fibra, no alisamento ela também pode prejudicar a estrutura capilar.

Qual o aspecto dos cabelos tratados com amônia?

A aparência dos fios também é afetada pelo uso de produtos à base de amônia.

Entre os sinais visíveis dos danos a fibra capilar destacam-se:

  • pontas duplas;
  • dificuldade para pentear;
  • falta de brilho;
  • fios que quebram com facilidade;
  • fios bagunçados, que não se alinham.

Assim, por mais se busque melhorar a estética dos fios com procedimentos capilares, nem sempre isso ocorre.

Além de prejudicar a estrutura do fio de cabelo, produtos à base de amônia ainda podem ainda causar queda de cabelo e danos à saúde.

Qual a relação entre amônia e queda de cabelo?

Quando o produto com amônia é aplicado próximo ao couro cabeludo, ele pode entrar em contato com ele e causar ardência, alergias, queimaduras e até mesmo cicatrizes.

A inflamação no couro cabeludo secundária à irritação provocada pela química pode desencadear a queda de cabelo.

Além disso, muitas pessoas, após realizar esses procedimentos, diminuem o ritmo de lavagens com o objetivo de manter os resultados por mais tempo, o que torna o couro mais oleoso e propenso de inflamação e queda.

Quais os riscos da amônia à saúde?

Como mostra o informativo da Agência Nacional de Saúde da Inglaterra, além de danificar a estrutura dos fios, produtos à base de amônia podem prejudicar a saúde tanto da pessoa que se submete ao tratamento como também do profissional que realiza o procedimento.

A exposição à amônia pode provocar irritação na pele e nos olhos.

Além disso, o vapor liberado pelos procedimentos com amônia podem irritar vias aéreas causando tosse, falta de ar e queimação das vias aéreas.

No caso de exposição crônica, há ainda alguns relatos de casos de possível comprometimento pulmonar.

Essa possibilidade foi levantada em alguns artigos científicos, como nesse relato de casos da Suécia e esse outro artigo americano.

Mesmo com dados limitados sobre os efeitos da amônia na gravidez, mulheres grávidas não devem realizar tratamentos que utilizam amônia durante toda a gestação por possibilidade de malformação fetal.

Produtos à base de amônia: como evitar?

A possibilidade de mudar os cabelos e seguir tendências faz com que os procedimentos químicos capilares sejam cada mais frequentes.

Como boa parte desses procedimentos são à base de amônia, é esperado que seus danos também aumentem.

Portanto, caso faça uso da produtos químicos à base de amônia e perceba algum dos sintomas apresentados acima, interrompa seu uso.

Lembre-se: amônia faz mal aos cabelos e à saúde!

Caso queira mais informações sobre o assunto, faça-nos uma visita.

A Clínica Doppio, além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

2 respostas

  1. Nossa que legal, muito bom saber disso, meus cabelos parou de quebrar, e + aumentou de volume e esta até crescendo, pq parei de usar amônia, porém tinturas sem, tbm não pega😢

  2. Eu sou homem, me chamo Paulo. Tenho 23 anos e comecei a usar tintura com amônia a partir dos 18 anos de idade, e tbm fiz uso de alisante sem formol, com tioglicolato, porém de lá pra cá começaram a aparecer falhas acentuadas no topo da cabeça e na nuca. Tbm ja fiz descolorações e etc. Vou passar a não usar mais amônia, pra ver se para de cair tanto. Minha mãe parou de usar amônia e agora não cai mais. Sou cabeleireiro. E não escapei desse costume.. Infelizmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *