Ardência no couro cabeludo: o que pode ser?

Ardência no couro cabeludo: o que pode ser?

A ardência no couro cabeludo é um dos sintomas mais frequentes de processos inflamatórios ou irritações no local.

Causas de ardência no couro cabeludo

Diversas patologias que afetam o couro cabeludo podem ter entre seus sintomas a ardência.

Entretanto, como os tratamentos são distintos, o primeiro passo é um diagnóstico correto.

Procedimentos químicos

A realização de tratamentos capilares com química é uma das causas frequentes de irritação e ardência no couro cabeludo.

É o caso, por exemplo, do processo para alisar ou para descolorir e posteriormente pintar o cabelo.

Esse tipo de situação pode ser evitada realizando um teste da substância antes do procedimento em si.

Caso o couro cabeludo fique sensível, comece a doer ou coçar, o produto não deve ser aplicado.

Caso ele já tenha sido realizado, é recomendado enxaguar o produto com água morna ou fria e não usar nenhuma outra química na sequência. Se a ardência persistir ou se agravar, é preciso procurar ajuda médica.

Alergia

Os produtos usados em procedimentos costumam ser muito fortes e por isso, provocam irritação no couro. Essa aparece desde o primeiro contato com o produto.

Entretanto, existem substâncias que são usadas rotineiramente, algumas até próprias para o couro cabeludo, que podem provocar alergia.

A alergia, ou dermatite de contato, pode ocorrer com tintas, xampus, cremes, gel, pomada e até mesmo produtos para tratamentos capilares como o minoxidil.

Além da ardência no couro cabeludo, nesse caso, é comum se observar coceira e vermelhidão em outras áreas como face e orelhas.

Queimaduras

Além de compostos químicos, outras situações também podem provocar queimaduras com consequente ardência no couro cabeludo.

O uso incorreto de aparelhos térmicos como, por exemplo, chapinha e secador, é um dos desses casos.

O contato dessas fontes de calor pode provocar queimaduras graves, às vezes com danos irreversíveis.

Pessoas com calvície ou rarefação capilar também estão mais sujeitas a apresentarem ardência no couro cabeludo devido a queimaduras provocadas por exposição solar excessiva.

Dermatite seborreica

A dermatite seborreica consiste em uma inflamação na pele que pode afetar áreas da face, como sobrancelhas e cantos do nariz, couro cabeludo e orelhas.

Trata-se de uma doença crônica, ou seja, ela apresenta períodos mais controlados e outros com piora dos sintomas, que incluem:

  • vermelhidão;
  • coceira;
  • caspa ou descamação;
  • espinhas ou pequenos machucados;
  • sensibilidade ou ardência no couro cabeludo;
  • queda de cabelo.

Não existem causas conhecidas da dermatite seborreica, mas pesquisas indicam associação com fatores genéticos, constitucionais (colonização de fungos, doenças neurológicas e infecciosas), ambientais (alimentação, consumo excessivo de álcool) e emocionais (fadiga ou estresse).

Destaca-se que a seborréia não é provocada pela má-higienização do couro cabeludo, mas o uso do xampu anticaspa, que tem substâncias específicas, pode contribuir no tratamento.

O importante é não deixar de lavar o cabelo por acreditar que as lavagens aumentam a intensidade da dermatite. O que pode ocorrer nesse caso é o couro cabeludo ficar sujo e piorar o quadro.

Além do xampu anticaspa, o tratamento pode incluir medicamentos específicos para o couro cabeludo, sendo que a prescrição deve ser feita por um médico especialista após avaliação do quadro.

Alguns cuidados associados incluem lavagens mais frequentes, não usar gel, cremes, chapéus, lenços e bonés até o controle da condição.

Psoríase

A psoríase é uma doença cutânea inflamatória crônica de causa desconhecida.

Ela pode acometer a pele de qualquer local do corpo, com preferências por alguns locais como cotovelos, joelhos e região lombar.

No couro cabeludo, a psoríase pode se manifestar por lesões avermelhadas, grosseiras, com descamação, coceira, dor e ardência.

Em geral, o tratamento da psoríase no couro cabeludo é realizado com uso de xampus específicos e medicações.

Em ambos os casos, a recomendação do produto, frequência de lavagem e tempo do tratamento devem ser prescritos por um médico.

A psoríase não tem cura, mas tem controle, sendo o resultado do tratamento muito dependente da colaboração do paciente.

Foliculite

A foliculite é uma inflamação do folículo piloso em decorrência de infecções bacterianas, fúngicas, pelos encravados ou doenças inflamatórias da pele.

Uso frequente de bonés, anabolizantes, manipulação frequente do couro cabeludo estão entre fatores que predispõem à inflamação dos folículos.

Em pessoas sem calvície, a identificação da foliculite ocorre, normalmente, pela palpação.

Os sintomas mais associados à inflamação do folículo incluem inchaço, dor, coceira e ardência no couro cabeludo.

Em geral, a foliculite apresenta lesões isoladas que somem em alguns dias. Se houver um agravamento da condição, com aumento das lesões e intensificação dos sintomas, um médico deverá ser consultado.

Câncer de pele

O câncer de pele, na maior parte dos casos, é assintomático, ou seja, não provoca nenhum sintoma.

Geralmente ele é notado quando se percebe uma saliência no couro cabeludo, com ou sem crescimento progressivo.

Outro aspecto que ajuda a identificar a neoplasia cutânea é a mudança de cor da lesão.

Entretanto, em parte dos casos de câncer de pele há formação de uma ferida que não cicatriza.

Nesses casos, a queixa de ardência do couro cabeludo pode ser o primeiro sinal da malignidade.

Ardência no couro cabeludo: o que fazer?

A ardência é um sinal de que um processo inflamatório está acontecendo ou que há alguma lesão aberta.

Por vezes, a inflamação é leve e passageira, com melhora espontânea em pouco tempo.

Entretanto, se houver persistência ou agravamento da ardência no couro cabeludo, é recomendado que um médico especialista seja consultado para diagnóstico e tratamento.

A Clínica Doppio possui uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície. Além disso, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

 

TÍTULO SEO
IMAGENS SEO
IMAGEM 1
Ardência no couro cabeludo: o que pode ser?
IMAGEM 2
Ardência no couro cabeludo: o que pode ser?
LINKS SEO
TEXTO SEO

Ardência couro cabeludo arde pinica formigamento coro latejando sensível sensibilidade queda de cabelo caspa seborréia alergia química capilar salão de cabeleireiro ardência após escova progressiva  definitiva botox capilar formol amônia tintura de cabelo produto químico dermatite câncer de pele cabelo caindo muito ardência na cabeça o que pode ser ardência no couro cabeludo o que fazer tratamento da ardência couro cabeludo queimando queimação couro cabeludo

WORDS SEO

bem, ei pessoal, como prometido para o Q
esta semana eu vou estar falando sobre
padrão feminino perda de cabelo médica
termo para isso é alopecia genética Andrew

este é um acompanhamento do Q da semana passada
onde e eu me dirigi a todos os seus
perguntas sobre queda de cabelo masculina
então hoje eu vou estar falando de mulher

perda de cabelo padrão, se você é novo aqui
bem-vindo meu nome é Andrea eu sou um
dermatologista eu filmo vlogs divertidos também
como vídeos de estilo de vida e receita e

comentários sobre cuidados com a pele e perguntas e respostas sobre cuidados com a pele; então se
este tipo de conteúdo lhe interessa I
realmente encorajo você a se inscrever e
fique atento para o padrão mais feminino

perda de cabelo é um tipo distinto de cabelo
perda que ocorre em mulheres também conhecida como
alopecia androgenética e bastante
recentemente eu quero dizer o popular

Instagrammer fitness como o BBG
comunidade se vocês estão familiarizados com
ela, ela tornou muito público que ela
ela mesma sofre dessa condição

o que eu achei muito corajoso da parte dela
sair e usar sua plataforma para
dar voz a essa condição porque
muitas mulheres lutam com padrão feminino

perda de cabelo e pode ser incrivelmente
devastador e tem enorme psicológico
impacto, então eu a aplaudo por ela muito
público saindo e falando sobre isso

e dando algum conhecimento levantando alguns
consciência sobre esta condição que você conhece
de fato, cerca de 40% das mulheres, que é um
porcentagem bastante grande de mulheres

mostrar algum grau de cabelo padrão feminino
perda quando chegam aos 50 anos
menos de 45% das mulheres realmente alcançaram
a idade de 80 anos com a cabeça cheia de cabelos

que eles já tinham um padrão feminino
perda de cabelo há afinamento difuso de
o cabelo no topo da cabeça e é
fazendo uma combinação de ambos os

alopecia androgenética, bem como uma
aumento da quantidade de queda de cabelo que
tipo de estão ocorrendo simultaneamente e
se você sentir falta da minha prévia

um controle de qualidade há algumas semanas sobre o cabelo
derramamento e aqui derramamento pós-parto I
incentivá-lo a verificar os dois
vídeos eu vou listá-los abaixo, mas em

padrão feminino queda de cabelo ou Andrews
alopecia genética e as mulheres há
na verdade, uma combinação de ambos aumentou
queda de cabelo, bem como um aumento

sensibilidade dos cabelos a alguns dos
hormônios que estão normalmente presentes em
todos nós e resultando nesses cabelos
sensíveis que se tornam pêlos de bebês

muito cedo e eu vou falar um pouco
mais sobre isso, como eu mencionei um
parte da perda de cabelo de padrão feminino é uma
aumento da quantidade de queda de cabelo, mas

precisa ser diferenciado da perda de cabelo
devido exclusivamente a uma quantidade aumentada
derramamento ou eflúvio telógeno ou ou
ou, na verdade, nenhuma alopecia genética para que

é por isso que é muito importante se você estiver
sofrendo de perda de cabelo para procurar
avaliação e gestão pelo seu
prestador de cuidados de saúde para o tipo de ajuda

distinguir entre se você é uma mulher
que sofre de cabelos crônicos
derramando exclusivamente ou você é alguém
quem tem alopecia androgenética e que

você tem uma combinação do cabelo
derramamento, bem como perda de cabelo devido a
sensibilidade do cabelo aos hormônios
que estão circulando no sangue bem

então é muito importante procurar
avaliação em gestão porque
precisa ser diferenciado, mas
ao contrário da contraparte masculina que eu

falou na semana passada ou padrão masculino
calvície e perda de cabelo de padrão feminino
a distribuição da perda de cabelo é diferente
mulheres bem não perder o cabelo de

esta parte da cabeça e não o que
acontece em mulheres, na verdade, é ao invés de
experimentando uma linha fina recuando e
careca caindo aqui no couro cabeludo mulheres

realmente experimentar uma ampliação daqui
Vou apenas separar meu cabelo uma ampliação do
parte central do cabelo que é onde
sua perda de cabelo começa a começar em

esta parte aqui tudo bem, é quase como
você é se você separou seu cabelo no
meio dessa linha começa a ficar
progressivamente mais amplo e mais amplo

ok é assim que se apresenta em todas as mulheres
certo e há você sabe que eu recebo muitos
questiona o que causa isso tem
algo a ver com meus hormônios tão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *