clascoterona tratamento calvície

Clascoterona: novo remédio tópico para tratamento da calvície

O tratamento da alopecia masculina e feminina pode ter em breve uma nova opção, o Breezula, nome comercial da clascoterona.

O que é clascoterona?

A clascoterona, ou 17 alfa-propionato de cortexolona, é um medicamento tópico com propriedades anti-androgênicas, ou seja, capaz de amenizar os efeitos dos hormônios androgênicos.

Esses hormônios são os responsáveis pela acentuação de características masculinas como oleosidade, acne, aumento de pelos no corpo e calvície.

Entre os principais hormônios com efeitos andrógenos estão a testosterona e a diidrotestosterona (DHT), ambos envolvidos na calvície.

Qual a relação entre calvície e hormônios masculinos?

A alopecia androgenética ou calvície é a causa mais comum de perda de cabelo masculino e feminino no mundo.

Nessa condição, a queda de cabelo e rarefação capilar estão diretamente associadas à ação da testosterona e, principalmente, do DHT.

Os cabelos de pessoas com calvície são extremamente sensíveis ao aumento desses hormônios, motivo pelo qual anabolizantes aceleram a calvície.

O processo, conhecido como miniaturização, acontece nas células da raiz do cabelo, também chamado de folículo capilar.

No folículo, há receptores para hormônios masculinos chamados AR (androgen receptor).

Em pessoas com genética para calvície, a ligação de hormônios masculinos aos receptores AR sinaliza para que o cabelo comece a afinar e diminuir progressivamente.

Os receptores AR são sensíveis à testosterona, mas muito mais sensíveis ao DHT.

Assim, o aumento dos níveis de DHT é o principal responsável pela ativação dos receptores AR e, consequentemente, da progressão da calvície.

O hormônio DHT, ou diidrotestosterona, é formado através da conversão da testosterona pela enzima 5-alfa redutase.

A finasterida é um remédio capaz de bloquear a 5-alfa redutase e, portanto, reduzir a formação de DHT e consequentemente a progressão da calvície.

Como a clascoterona funciona e qual a sua diferença para a finasterida?

Apesar de também estar relacionada ao DHT, principal hormônio da calvície, o mecanismo de ação da clascoterona não é o mesmo da finasterida ou da dutasterida.

A clascoterona é um inibidor do receptor de andrógeno (AR), ou seja, ela compete com o DHT pela ligação ao receptor responsável pela calvície.

Assim, enquanto a finasterida ou dutasterida bloqueiam a formação do DHT, reduzindo seus níveis no sangue, a clascoterona inibe a ação desse hormônio nos cabelos através do bloqueio de sua ligação aos receptores capilares.

Portanto, ambas atuam na redução da progressão da calvície via DHT, mas enquanto a finasterida reduz o DHT, a clascoterona bloqueia a ação desse hormônio no cabelo.

Por terem mecanismos de ação e forma de aplicação diferentes, a princípio, finasterida e clascoterona poderiam ser usadas conjuntamente.

Aliás, a combinação desses dois medicamentos poderia potencializar suas ações e ser mais eficaz no combate à calvície.

Vantagens da clascoterona sobre a finasterida

Da mesma forma que elas poderiam ser usadas juntas, o uso da clascoterona como tratamento único traz algumas vantagens em relação à finasterida.

Por ser uma solução capilar, ou seja, um remédio tópico, a clascoterona tem ação mais restrita ao local da aplicação.

Dessa forma, seus efeitos se concentrariam no couro cabeludo, diminuindo a chance de efeitos colaterais sistêmicos.

Assim, mesmo que infrequentes, os efeitos indesejados da finasterida, como impotência e perda de libido, poderiam ser evitados.

Além disso, por não interferir nos níveis do antígeno prostático PSA, a clascoterona não prejudicaria a triagem para o câncer de próstata, como ocorre com a finasterida e a dutasterida.

Testes e estudos científicos sobre a clascoterona

Uma nota de imprensa liberada pela empresa italiana Cassiopea em 16 de abril de 2019, indústria farmacêutica que desenvolveu o Breezula, revelou os resultados positivos da avaliação da clascoterona durante a fase IIa de testes.

Esse estágio da pesquisa visa estabelecer a eficácia e segurança de diferentes doses do medicamento. No caso do Breezula, foram testadas quatro possibilidades.

De acordo com os pesquisadores, o tópico anti-androgênico se saiu muito bem nas avaliações, sem apresentar efeitos colaterais graves.

Durante os 12 meses de testes na fase II, realizada na Alemanha, foram acompanhados 400 homens com alopecia androgenética.

Os participantes da pesquisa, homens calvos entre 18 e 55 anos, foram divididos em 4 grupos, usando diferentes doses de clascoterona:

  • 3 grupos aplicavam Breezula duas vezes ao dia em soluções de 2,5%, 5% ou 7,5%;
  • 1 grupo aplicou clascoterona 7,5% uma vez ao dia.

A avaliação dos 344 voluntários que completaram a fase de testes apresentou os seguintes resultados:

 

 CLASCOTERONA SOLUÇÃO CAPILAR
2,5%  2x ao dia 5%  2x ao dia 7,5%  1x ao dia7,5%  2x ao dia
Aumento da contagem dos folículos10,213,812,714,3
Espessura dos fios521,1615658,8762,5

 

Além disso, a clascoterona apresentou excelente perfil de segurança nos testes.Os primeiros resultados do Breezula começaram a aparecer a partir do 3º mês de uso, sendo significante após o 6º, 9º e 12º mês de tratamento.

Os únicos efeitos colaterais observados foram irritações e infecções locais.

Alopecia feminina

Os resultados positivos obtidos pelo Breezula em homens com calvície encorajam a que o remédio também seja testado em mulheres com calvície.

Além da alopecia feminina, o efeito anti-androgênico do Breezula, dessa vez em creme 1%, parece ser útil para o acne da mulher adulta, em especial na sintomas da síndrome dos ovários policísticos (SOP).

Clascoterona e tratamento da calvície: informações e perspectivas futuras

Antes de estar à venda nas farmácias, a clascoterona precisa passar por mais uma fase de testes, a fase III.

Nessa fase, ela deverá ser comparada com outros tratamentos tópicos como minoxidil 5% e finasterida, provavelmente.

Alguns estudos científicos como o da American Journal of Clinical Dermatology e o da Clinical and Experimental Dermatology já abordam a possibilidade da clascoterona ser incluída como opção de tratamento capilar. 

A perspectiva da empresa Cassiopea é que o Breezula passe por essa fase final e consiga ser aprovado até 2022 pelo FDA, órgão americano de controle de medicamentos.

Após completar a fase III e ser aprovado pelo FDA, a clascoterona estará disponível para ser comprada nas farmácias.

Tratamento capilar atual: o que fazer?

Para pessoas preocupadas em perder o cabelo agora, 2022 parece bem distante.

Considerando que a alopecia androgenética é uma condição progressiva e definitiva se não tratada, é melhor não ficar esperando.

Pacientes que desejam conhecer as opções atuais de tratamento para estabilizar a queda de cabelo, promover o crescimento capilar e prevenir a calvície, devem buscar uma ajuda médica o mais rápido possível.

Em geral, quanto antes se faz o diagnóstico e se inicia o tratamento da alopecia, mais satisfatórios são os resultados.

Atualmente existem boas opções de tratamento para queda de cabelo e calvície.

Elas incluem medicamentos, aparelhos, produtos e técnicas capilares que podem ser agrupados de diferentes formas, a fim de criar esquemas terapêuticos mais adequados às necessidades médicas e estilo de vida de cada pessoa.

Além disso, iniciar o tratamento agora não impede que outros remédios como o clascoterona possam ser incluídos posteriormente.

Caso o Breezula ou qualquer outro medicamento ou procedimento capilar se mostrar comprovadamente eficaz e seguro, ele pode ser incorporado ao esquema terapêutico de forma complementar.

Para saber mais sobre essas e outras formas de tratar a calvície, faça-nos uma visita.

A Clínica Doppio possui uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície. Além disso, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

Atendimento

Categorias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo protegido.