Cold cap: como a crioterapia capilar pode ajudar na queda de cabelo?

Cold cap: como a crioterapia capilar pode ajudar na queda de cabelo?

O cold cap tem sido utilizado para prevenção da queda de cabelos por quimioterapia durante tratamento do câncer.

O que é Cold cap?

O Cold cap é conhecido por diversos nomes como, por exemplo, touca gelada, touca inglesa, touca hipotérmica ou scalp cooler.

O termo cold cap pode ser traduzido como boné ou touca fria. Outro nome que também costuma ser usado para se referir ao aparelho é Paxman.

A família Paxman, inventora da refrigeração do chopp e cerveja, foi a responsável pelo desenvolvimento do sistema scalp cooling.

O primeiro protótipo da touca foi criado na tentativa de amenizar a queda de cabelo de uma integrante da família com câncer de mama terminal.

Esse episódio serviu de motivação para que em 1997 o sistema de refrigeração do couro cabeludo começasse a ser usado na Inglaterra.

Desde então, o método conhecido como scalp cooling ou crioterapia capilar tem sido amplamente difundido no mundo.

No Brasil, o Cold Cap Paxman é regulamentado na ANVISA com o nome de Orbis Scalp Cooler.

Já nos Estados Unidos, além da touca inglesa Paxman Scalp Cooling System, ainda há o suíço DigniCap regulamentados pelo FDA.

Por que o tratamento de câncer causa queda de cabelo?

O princípio básico da quimioterapia é eliminar células do organismo com alto metabolismo e reprodução rápida.

Assim, além de destruir células cancerígenas, os quimioterápicos também atacam outras células com essas características.

Como os cabelos são um dos tecidos humanos com mais rápida taxa de divisão, eles se tornam também um dos mais afetados pela quimioterapia.

A queda de cabelo provocada pela quimioterapia costuma começar por volta de 2 semanas após início das sessões.

Na maioria dos casos, os cabelos voltam crescer naturalmente em até 12 meses após o fim da quimioterapia.

Como Cold cap funciona?

O scalp cooler congela a pele e os vasos do couro cabeludo, reduzindo o fluxo sanguíneo em 20 a 40%.

Dessa forma, há uma redução da quantidade de drogas quimioterápicas que atingem o folículo, reduzindo a queda de cabelo.

Além disso, outro possível mecanismo de ação do Cold cap seria a redução do metabolismo e da divisão das células do bulbo capilar pelo resfriamento.

Como isso, além de chegar menos droga aos bulbos capilares, eles também captariam menos os medicamentos que provocam a queda.

O Cold Cap funciona?

O Cold cap não funciona sempre.

Segundo a Paxman Scalp Cooling System, a taxa de sucesso do tratamento fica entre 56-73%.

Taxas semelhantes foram encontradas em um estudo publicado na respeitada revista científica JAMA de 2017.

Nesse estudo, de 101 pacientes em tratamento quimioterápico para câncer de mama, 63% apresentaram preservação de pelo menos 50% dos cabelos. No grupo controle, composto por 16 mulheres que não utilizou a touca gelada, todas apresentaram queda total dos cabelos.

Como usar o touca gelada Cold Calp?

O Cold cap deve ser usado de 30 minutos antes a 90 minutos depois de cada sessão de quimioterapia.

A temperatura que parece ser mais efetiva na prevenção da queda de cabelo é abaixo de 22oC, frequentemente 18oC.

As baixas temperaturas atingidas pelo sistema de crioterapia capilar justificam, em partes, os efeitos colaterais da touca gelada.

Efeitos colaterais da touca inglesa Cold cap

Os efeitos adversos da touca hipotérmica costumam ser temporários, geralmente ocorrendo durante e logo após cada sessão de quimioterapia.

Esses incluem, por exemplo, desconforto, coceira, dor de cabeça e tontura.

Há ainda relatos de raros casos de queimaduras pelo frio, geralmente leves e que não geram cicatriz ou alopecia.

Quem pode usar o sistema de scalp cooling Cold Cap?

O sistema de scalp cooling não pode ser usado por pacientes com as seguintes condições:

  • Câncer em células do sangue, como por exemplo, leucemia, linfoma não-Hodgkins ou linfomas generalizados.
  • Doenças provocadas ou agravadas pelo frio, como casos de crioglobulinemia e urticária, ou seja, alergia pelo frio.
  • Metástases cranianas
  • Em programação para transplante de medula óssea ou radioterapia no couro cabeludo

Cold cap: informações finais

A queda de cabelo pode causar um grande impacto no bem estar e qualidade de vida do paciente com câncer.

Isso porque a queda capilar talvez seja um dos aspectos mais marcantes e estigmatizantes do tratamento.

Além disso, a queda é um sinal físico que constantemente faz o paciente se lembrar de sua doença.

Muitas pessoas pensam que a queda de cabelo é o de menos, sendo apenas uma questão de vaidade.

Entretanto, o estresse e sintomas depressivos associados à queda podem enfraquecer o sistema imune da pessoa, o que pode fazer com que o tratamento não evolua tão bem com ele poderia.

Nesse sentido, o uso da tecnologia pode ajudar a amenizar o impacto do diagnóstico e as sequelas do tratamento.

Para conhecer mais sobre outros métodos de prevenção de queda de cabelo, faça-nos uma visita.

A Clínica Doppio, além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

2 respostas

  1. Olá, ouvi de um médico dermatologista que quando há queda de cabelos não existe tratamento para nascimento de novos cabelos, e sim tratamento para fortalecer os cabelos que restaram. É possível haver tratamento para nascimento de novos cabelos?

    1. Olá, Rafaela

      O aparecimento de cabelos novos depende da causa que levou eles a caírem.
      Existem condições em que isso é possível e outras que não.
      Entretanto, não é possível determinar o motivo da sua queda sem antes passar por uma avaliação médica especializada.
      Somente após check up completo, com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é possível determinar os motivos da sua queda de cabelo.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *