entrada no cabelo feminino normal

Entrada no cabelo masculino e feminino: como saber se é normal?

Diversos homens e mulheres ficam preocupados com a presença de entrada no cabelo.

O receio deles é de que estejam desenvolvendo um quadro de calvície.

O que muitas pessoas não sabem, no entanto, é que pode ser normal ter entradas no cabelo até certo ponto.

Mas qual seria essa medida?

Como medir a entrada no cabelo?

O limite entre o testa, também conhecida como fronte, e o início do cabelo é chamado de linha de implantação frontal.

A estrutura anatômica considerada ponto de referência para medir as entradas no cabelo são as sobrancelhas.

Dessa forma, para saber o tamanho da entrada, deve-se medir a máxima distância entre a sobrancelha e o início do cabelo, ou seja, o ponto com mais entrada.

Entrada no cabelo é normal?

Nem toda entrada no cabelo é sinal de calvície.

Um primeiro aspecto que precisa ser esclarecido é que o conceito de entrada capilar normal varia entre os indivíduos.

Aliás, a definição sobre o valor normal da linha de implantação frontal é motivo de muitos debates médicos e também de alguns estudos científicos.

A maior dificuldade encontrada é padronizar medidas ou parâmetros que possam orientar sobre o que é normal ou não.

Afinal de contas, existem variações anatômicas associadas à conformação dos ossos do crânio e posicionamento da sobrancelha, tida como ponto de referência.

Além disso, características individuais e familiares precisam ser levadas em conta, o que dificulta a padronização.

Outro fator a ser considerado é a idade.

Segundo dados da literatura médica, até a pré-adolescência a entrada capilar é similar em meninos e meninas.

Nessa fase predomina uma linha na forma de um arco côncavo regular que une orelha a orelha, independentemente do sexo ou da raça.

A partir da puberdade ou início da adolescência, no entanto, a tendência é que ocorram alterações na conformação dessa demarcação.

O novo formato da linha de implantação capilar, assumido após as mudanças hormonais da puberdade, é chamado de entrada no cabelo do desenvolvimento, em inglês, maturing hairline.

Entrada no cabelo feminino e masculino própria do desenvolvimento

A partir da adolescência ocorre uma distinção entre a entrada capilar de meninos e meninas.

Essas alterações ocorrem a partir da interação de diferentes fatores como predisposição genética, hormônios e fatores externos, como tração dos cabelos.

Entrada no cabelo masculino

A influência do hormônio testosterona nos meninos a partir da adolescência faz com que o formato da linha de implantação se altere, em geral, entre 18 e 29 anos.

A curvatura da linha, antes regular, volta-se pra dentro do couro cabeludo nas laterais da testa, dando origem a duas entradas no cabelo.

Essa mudança natural do formato da linha de implantação faz com que a entrada fique mais saliente do que a observada na infância.

Existem diversos padrões de retrocesso da linha capilar no desenvolvimento puberal masculino.

Uma das possibilidade é que ocorra um avanço nos recessos capilares laterais sem mudança da parte central da linha de implantação.

Essa conformação do cabelo em “V” é popularmente conhecida como bico de viúva ou em inglês widow’s peak.

Quando presente, a ponta do bico serve como marcação do local onde a linha do cabelo costumava passar na infância.

Apesar do avanço gerar preocupação natural, a entrada no cabelo não significa que o paciente tenha calvície, ainda que seja possível se ter essa relação.

Entrada no cabelo feminino

As mudanças da linha de implantação no cabelo feminino durante o desenvolvimento costumam ser menos acentuadas do que nos homens.

Essas variações podem ser tão discretas que às vezes passam desapercebidas.

Além disso, geralmente elas ocorrem mais tardiamente do que em homens, podendo só aparecer após a menopausa.

No desenvolvimento feminino, o movimento ascendente da linha do cabelo costuma deixar o bico de viúva, ou seja, a ponta bem no centro da testa, em cerca de 81% das mulheres adultas.

Quando a entrada no cabelo pode ser sinal de calvície?

Como foi dito anteriormente, é normal que durante o desenvolvimento, homens e mulheres apresentem mudanças do formato da linha de implantação capilar.

No público masculino, essa costuma ser mais acentuada, com alteração da entrada capilar de côncava para convexa próximo aos 18 anos em decorrência da influência da testosterona.

O grande problema é que a testosterona, responsável por essa mudança, é o mesmo hormônio associado à calvície.

Por conta desse fator hormonal, os homens têm uma maior tendência natural a desenvolver entradas capilares.

Além dessa propensão, a entrada no cabelo masculino tem sido mais estudada por conta da maior frequência da alopecia androgenética nos homens.

Ainda assim, essa característica não significa que o paciente tenha ou vá desenvolver calvície.

Alguns dos fatores que indicam a tendência à alopecia incluem a ampliação progressiva da entrada e miniaturização capilar.

A miniaturização consiste em um afinamento progressivo dos fios de cabelo, principalmente no topo da cabeça.

Esse processo também pode provocar um aumento da entrada capilar.

Nesse caso, a entrada no cabelo acentuada, em inglês receiding hairline, passa a ser um sinal de calvície.

Outro aspecto que deve ser levado em conta é o histórico familiar.

Pessoas que tenham pai, irmãos, tios ou avós calvos têm mais chances de ter progressão da entrada no cabelo normal.

Caso esse conjunto de fatores esteja presente, é importante buscar auxílio de um médico especialista em cabelos para diagnóstico e indicação do tratamento mais apropriado.

Qual a medida normal da linha de implantação capilar?

Atualmente, quando a alopecia androgenética é diagnosticada precocemente existem diversas opções de tratamentos disponíveis, como medicamentos, laser e outros.

No entanto, o avanço da calvície ou um diagnóstico mais tardio frequentemente resultam na indicação do transplante capilar para correção das entradas.

O bom resultado de um transplante de cabelo depende de diferentes fatores, como, por exemplo, densidade capilar da área doadora, técnica empregada (FUT ou FUE) e habilidade do cirurgião, dentre outros.

A despeito de todos esses fatores, aquele que traz o maior grau de satisfação com os resultados do procedimento é o desenho da linha de implantação capilar frontal, ou seja, o topete.

O motivo talvez seja o fato de que essa seja a área mais aparente quando se tira fotos ou quando se olha no espelho.

Na busca de uma padronização para o desenho da linha, alguns estudos científicos têm proposto uma definição matemática das medidas ideais.

Essa foi justamente a proposta de um estudo conduzido com 431 pacientes diagnosticados com alopecia de padrão masculino.

Tendo como base a glabela, região localização entre as sobrancelhas, a distância média para início do cabelo na testa foi de aproximadamente 8 centímetros.

A partir desse ponto inicial, o restante da linha capilar foi traçado de forma a parecer o mais natural possível, preservando, inclusive, as leves reentrâncias laterais características das entradas no cabelo normais do desenvolvimento.

O desenho final foi de uma figura geométrica semelhante a de um livro semiaberto, com as pontas da capa e contracapa incidindo sobre o ponto mais alto das entradas e da sobrancelhas, respectivamente como na figura abaixo.

entrada no cabelo masculino medida normal

A distância entre cada ponta ou ângulo da figura foi a mesma da medida inicial, ou seja, aproximadamente 8 centímetros de média.

Com esses parâmetros, os cirurgiões conseguiram um índice de satisfação de 94,7% entre pacientes da pesquisa submetidos ao transplante capilar.

Apesar desse estudo propor um padrão para a linha de implantação capilar, por conta de todas as variações anatômicas e individuais, esse limites não podem ser aplicados em todos os casos.

Sendo assim, a experiência do cirurgião passa a ser essencial para que resultados seguros, satisfatórios e naturais sejam obtidos.

Entrada no cabelo: o que fazer?

Identificar se a entrada capilar é normal ou um sinal de calvície é essencial para se ter maiores chances de recuperação.

Portanto, ao notar mudanças no cabelo, procure um médico especialista para que seja feito o diagnóstico precoce e correto possibilitando, dessa forma, um tratamento mais adequado.

A Clínica Doppio possui uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície. Além disso, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

Atendimento

Categorias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *