Ter cabelos mais fortes significa ter mais liberdade de moldar os cabelos de acordo com as tendências e personalidade da pessoa. Além disso, a força dos cabelos é um dos critérios usados por médicos na avaliação da saúde capilar.

Como saber se um cabelo é forte?

É possível medir a força dos cabelos através de um parâmetro chamado força tênsil.

A força tênsil é a máxima força que o fio aguenta ser puxado antes de se arrebentar.

Para chegar a esse valor, o fio é esticado através de suas extremidades por um aparelho apropriado.

Esse aparelho vai aumentando gradualmente a força de distensão do fio até ele se arrebentar.

O aparelho usado para essa medição é o mesmo usado para medir a resistência de fibras de tecido na indústria têxtil.

Estudos sobre fatores associados à força dos cabelos

A princípio, diversos fatores parecem interferir na força dos cabelos.

Dentre eles, por exemplo, estão o tipo de cabelo, alimentação, oleosidade, radiação solar, envelhecimento, uso de produtos e químicas capilares.

Para avaliar a interferência desses e de outros fatores, algumas estudos científicos têm sido realizados.

Dieta, idade, oleosidade e fios brancos

Um desses estudos foi publicado em 2016.

Nesse estudo, foram avaliados fatores como dieta vegetariana, uso de óleo nos fios, idade e cabelos brancos.

Os pesquisadores recrutaram 120 mulheres, coletando de cada uma delas 10 amostras de fios com 15 centímetros cada.

Foram excluídas da pesquisa pessoas com condições que poderiam comprometer os resultados dos testes.

Assim, não puderam participar mulheres com doenças capilares ou do couro cabeludo, distúrbios nutricionais ou doenças sistêmicas graves.

Além disso, crianças menores de 5 anos, mulheres com coloração, química ou uso frequente de secadores também ficaram de fora.

Os seguintes parâmetros foram avaliados: ponto de quebra e elasticidade do fio.

Nessa pesquisa, os cabelos das crianças se mostraram mais elásticos do que o dos idosos avaliados. Os outros fatores pesquisados, ou seja, dieta vegetariana, uso de óleo e cabelos brancos não apresentaram diferenças importantes.

Em um outro estudo científico, nem mesmo a idade pareceu interferir na força dos cabelos. Nesse estudo, além da idade, fatores como gênero ou uso de tintas de cabelo também não impactaram na força.

Tipo e formato do cabelo

Por outro lado, o tipo de cabelo nas diferentes raças mostrou ser um fator determinante. Em um estudo comparativo, os cabelos de afro-americanos revelaram-se mais frágeis e propensos à quebra do que os demais.

Além disso, outra pesquisa sugeriu que mesmo cabelos lisos também ficam mais fracos quando são enrolados.

O fato de cabelos afro ou enrolados se tornarem mais frágeis dá uma dica sobre o que determina a força dos cabelos.

Isso porque a análise dos estudos anteriores pode levar a crer que fatores como alimentação, química ou produtos capilares não alterem a força dos cabelos.

Mas não é bem assim. Não somente esses, mas também outros fatores como, por exemplo, radiação solar, uso frequente de chapinha, dentre outros estão associados à fragilidade capilar.

Para entender melhor sobre o efeitos deles nos cabelos, é preciso primeiro saber o que determina a força dos fios.

De onde vem a força dos cabelos?

A composição e a estrutura do fio de cabelo são os principais responsáveis pela sua força.

De fora para dentro, o fio de cabelo é composto de 3 partes: cutícula, córtex e medula.

Essas partes se sobrepõem em camadas agrupadas de forma concêntrica, ou seja, como uma cebola.

Cada uma dessas camadas tem estrutura e funções diferentes.

A cutícula protege o interior do fio contra danos causados por fatores ambientais ou por produtos capilares de uso diário.

A cutícula mede de 3 a 5 micrômetros e representa 10% do peso do fio.

Ela é composta de diversas camadas de células que se sobrepõem como em um telhado. Essas células são ligadas entre si e também às células do córtex, que vem logo baixo, através de uma material de adesão.

O córtex representa 90% do peso de um fio de cabelo.

Ele é composto por um complexo sistema de fibras capilares, responsáveis por suas propriedades mecânicas.

Essas fibras, assim como as células da cutícula, têm como principal componente uma proteína chamada queratina.

Cerca de 80% do fio de cabelo humano é formado pela queratina.

Essa proteína é responsável pela força, flexibildade, durabilidade e funcionalidade do fio.

Por ser a parte mais espessa do fio, o córtex é o local de maior concentração de queratina do cabelo. Dessa forma, ele é determinante para a espessura do fio.

Por sua vez, a espessura e a condição do córtex determinam a resistência do fio à quebra e, portanto, sua força.

Por que meu cabelo está ficando mais fraco?

Uma vez entendido que a força do fio de cabelo vem da integridade e espessura do córtex, ou seja, da camada interna do fio, fica mais fácil entender o que deixa os cabelos fracos.

Por agirem no córtex, químicas capilares afetam diretamente a força dos cabelos.

Além disso, fatores que danificam as cutículas e acabam expondo o córtex também podem aumentar a fragilidade dos cabelos.

É o caso, por exemplo, da radiação solar, do uso inadequado de chapinha ou de secador, alguns tipos de xampu ou outros produtos para cabelo, dentre outros.

Além da integridade da estrutura do fio, fatores que interferem na sua produção também são determinantes.

É o caso, por exemplo, da falta de vitaminas, minerais, proteínas ou de doenças que afetam o calibre do fio, como a alopecia androgenética.

Como voltar a ter cabelos fortes?

Segundo dados da literatura médica, pessoas sem problemas capilares como a alopecia, a força dos fios não varia de acordo com a área do couro cabeludo analisada.

Assim, em pessoas com cabelos saudáveis, a força do cabelo da nuca é igual ao da coroa ou a do topete.

Por sua vez, como a alopecia pode acometer de forma variável as diferentes áreas do couro, a força dos cabelos também podem também variar.

No caso, a diminuição da força dos cabelos ocorre por causa do afinamento dos fios provocado pela alopecia.

Dessa forma, se você tem percebido que seus fios estão ficando mais fracos e deseja ter fios mais fortes, procure um médico especialista.

A Clínica Doppio, além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu