Queda de cabelo por distúrbios hormonais

A relação entre hormônios e queda de cabelo é bem conhecida.

Alterações hormonais são uma das causas mais frequentes de comprometimento capilar.

Hormônios e queda de cabelo

Os hormônios são mensageiros químicos produzidos por órgãos chamados glândulas endócrinas.

Uma vez produzidos, os hormônios seguem pelo sangue até outros órgãos e tecidos, onde regulam suas atividades.

Assim, por exemplo, eles comandam diversas tarefas vitais para o organismo como metabolismo, defesa e reprodução, dentre outras.

Um mesmo hormônio pode desempenhar diferentes funções e agir em locais distintos.

Por refletir a saúde e equilíbrio do organismo, o cabelo se torna especialmente vulnerável a alterações hormonais.

Dessa forma, se justifica a relação entre os mais diversos hormônios e queda de cabelo.

Alguns deles serão abordados a seguir.

Hormônios e queda de cabelo: tireóide

A tireóide é uma glândula responsável pela produção de hormônios necessários para o correto metabolismo do organismo.

Assim, alterações nas concentrações desses hormônios comprometem diversas funções e estruturas do corpo.

Uma dessas estruturas é o cabelo.

Tanto o hipertiroidismo quanto o hipotiroidismo são disfunções hormonais responsáveis por acentuada queda de cabelos.

A queda por doenças tiroidianas pode ocorrer em homens e mulheres de qualquer idade.

Mulheres, no entanto, costumam ser acometidas mais frequentemente.

Além da queda de cabelo, outros sinais e sintomas podem estar presentes em doenças da tiróide.

No hipotiroidismo pode ocorrer apatia, depressão, ganho de peso, lentificação dos movimentos, sensação de frio e irregularidade menstrual.

Por sua vez, o hipertiroidismo pode ser acompanhado de emagrecimento, agitação, sensação de excesso de calor e palpitações.

Hormônios e queda de cabelos: andrógenos

Os hormônios com efeito mais direto no desenvolvimento da calvície masculina e feminina são os andrógenos.

Apesar de serem conhecidos como hormônios masculinos, os andrógenos são produzidos por homens e mulheres, mas em diferentes quantidades.

Em homens, cuja produção é bem maior, os andrógenos são responsáveis pelo desenvolvimento dos traços masculinos e pela reprodução.

Os testículos são os maiores produtores de andrógenos nos homens.

Nas mulheres, esses hormônios são produzidos pelo ovário, adrenal e tecido adiposo.

Existem diversos andrógenos, sendo a testosterona e seu derivado diidrotestosterona (DHT) os mais envolvidos na calvície e queda de cabelo.

Outros andrógenos incluem a androstenediona, a deidroepiandrosterona (DHEA) e o sulfato de deidroepiandrosterona (SDHEA).

Como esses outros andrógenos são capazes de se converter em testosterona e DHT, eles também podem contribuir para a queda.

Qualquer condição que leve ao aumento dos andrógenos em homens e mulheres pode desencadear ou agravar quadros de alopecia androgenética.

Inclusive, esse é o mecanismo de queda e calvície provocado por substâncias como anabolizantes e suplementos para musculação.

Condições médicas como tumores virilizantes, hiperplasia adrenal congênita e síndrome dos ovários policísticos também podem levar a queda e alopecia.

Hiperplasia adrenal congênita

O termo hiperplasia adrenal congênita (HAC) compreende um grupo de doenças genéticas que se caracterizam pela deficiência de uma enzima envolvida na produção de hormônios da glândula adrenal.

Essa glândula, localizada bilateralmente sobre os rins, produz os hormônios adrenalina, cortisol, aldosterona, andrógenos e hormônios sexuais femininos.

A falta genética dessa enzima acaba gerando diferentes graus de deficiências de aldosterona e corticóide, além de excesso de andrógenos.

O excesso de hormônios masculinos é o principal responsável pela queda de cabelos e alopecia que podem estar presentes na HAC.

Síndrome dos ovários Policísticos

Outra condição relacionado ao aumento de andrógenos é a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP).

Na SOP, há um aumento da produção de testosterona.

Níveis elevados de testosterona podem acelerar o aparecimento e a progressão da calvície em mulheres predispostas.

Hormônios sexuais femininos: progesterona e estrógeno

Uma das causas mais comuns de queda de cabelo feminina são as alterações dos hormônios sexuais femininos.

Variações de progesterona e estrógeno estão associadas a fases da vida da mulher com períodos de queda capilar muito marcantes.

Coincidentemente, essas são fases em que a mulher está especialmente sensível a mudanças que ocorrem com seu corpo.

Assim, a queda pode causar grande impacto físico e emocional, com prejuízos a sua autoestima e bem-estar.

Essas fases são a adolescência, período pós-parto e menopausa.

A menarca, ou primeira menstruação, marca o fim da infância e o início da puberdade nas meninas.

Esse período de amadurecimento do sistema reprodutor é acompanhado de irregularidades menstruais e desequilíbrios hormonais.

Esses desequilíbrios podem favorecer a queda temporária dos cabelos.

O ajuste dos níveis hormonais ocorre com o tempo, mas a queda pode ser mantida ou até acentuada por outros fatores comuns dessa fase.

Em meninas predispostas, por exemplo, o aumento da produção de hormônios masculinos na puberdade pode deflagrar o início da calvíce feminina.

A queda também ser secundária à introdução de anticoncepcionais que ocorre com frequência na adolescência.

Outro período muito comum de se observar aumento da queda de cabelos é no pós-parto e durante a amamentação.

A queda nesse período é normal e pode ser secundária a processos fisiológicos da gravidez, sendo geralmente temporária.

Entretanto, é importante se lembrar que pode haver outros agravantes característicos dessa fase  em casos de queda acentuada.

Por fim, a diminuição dos hormônios sexuais, dentre outras mudanças da menopausa também pode favorecer a queda dos cabelos.

Hormônios e queda de cabelos: prolactina

A prolactina é um hormônio produzido pela hipófise ou pituitária, glândula localizada na base do cérebro que produz diversos outros hormônios reguladores como o GH, FSH, LH, ACTH e TSH.

Esses hormônios regulam a ação das outras glândulas do corpo como FSH, LH (testículos e ovários), ACTH (adrenal) e TSH (tireóide).

A principal função da prolactina no organismo é estimular a produção de leite após parto. Por isso, os valores da prolactina costumam ser  maiores em mulheres do que em homens.

Uma das principais causas do aumento da prolactina no sangue, chamada hiperprolactinemia, é o prolactinoma.

O prolactinoma é um tumor benigno da hipófise.

Apesar de não dar metástases e nem causar risco de vida, o prolactinoma pode causar sintomas como

  • alterações visuais;
  • dor de cabeça;
  • perda do desejo sexual;
  • perda de massa óssea;
  •  infertilidade.

Outros sintomas do prolactinoma no homem incluem:

  • disfunção erétil ou impotência;
  • queda de pelos da barba ou do corpo;
  • aumento da sensibilidade ou tamanho das mamas (ginecomastia) – raro;
  • saída de secreção pelo mamilo masculino – muito raro.

Em mulheres, a hiperprolactinemia pode causar

  • irregularidade menstrual;
  • dor ou sensibilidade nas mamas;
  • galactorréia, ou seja, saída de secreção pelos mamilos;
  • Secura vaginal com dor durante ato sexual;
  • acne, oleosidade,  pelos na face e corpo.

Parte dos sintomas provocados pelo prolactinoma se devem ao efeito de massa, pelo qual ele empurra estruturas ao seu redor. Esse é o caso da dor de cabeça e das alterações visuais, por exemplo.

Outra parte dos sintomas é causado pelo próprio aumento da prolactina, ou seja, a hiperprolactinemia e outros pela redução de outros hormônios como a testosterona em homens e estrogênio em mulheres.

A suspeita de que a prolactina também causa queda de cabelo principalmente em mulheres é sugerida por alguns relatos de casos da literatura.

Alguns artigos científicos também sugerem que o aumento de prolactina pode estar relacionado ao afinamento dos cabelos na alopecia feminina.

Hormônios e queda de cabelo: GH

O GH é um outro hormônio produzido pela glândula hipófise.

A sigla GH vem do inglês Growth hormone, ou seja, hormônio do crescimento, outro termo frequentemente usado para se referir ao hormônio.

Como o próprio nome diz, o GH é responsável pelo crescimento e desenvolvimento durante a infância e pela manutenção de órgãos e tecidos durante a vida.

A produção de GH começa a cair a partir da meia-idade.

Como forma de manter ou mesmo ganhar massa óssea e muscular, algumas pessoas passar a repor GH sintético, acreditando que dessa forma possam ter hipertrofia muscular, recuperando a juventude e vitalidade.

Entretanto, há pouca evidência científica desses benefícios da reposição de GH em adultos sem deficiência desse hormônio.

Por outro lado, o aumento do GH pode causar riscos de problemas de saúde como:

  • acromegalia: crescimento exagerado de extremidades ósseas;
  • diabetes tipo 2;
  • ginecomastia;
  • síndrome do túnel do carpo;
  • inchaço e dor articular;
  • aumento do risco de certos cânceres.

Quando o assunto é cabelo, há poucos dados na literatura científica associando o GH com crescimento ou queda de cabelo.

Um artigo alemão sugere que a deficiência de GH possa causar cabelos finos e que o excesso pode induzir hipertricose no corpo.

Cortisol

O cortisol é um hormônio produzido pela glândula adrenal.

Seus níveis costumam aumentar em reposta a situações de estresse.

Outras condições que geralmente estão associadas a altos níveis de cortisol são os tumores de adrenal e hipófise.

A exposição a longos períodos com cortisol alto acaba por desencadear o aparecimento de manifestações que caracterizam a síndrome de Cushing.

Dentre os diversos sinais e sintomas dessa síndrome, está a queda de cabelos e a alopecia.

O comprometimento capilar, no caso, pode estar associado ao aumento não somente do cortisol, mas também da testosterona.

Hormônios e queda de cabelo: como investigar?

A associação entre hormônios e queda de cabelo deve sempre ser investigada.

Primeiro porque alterações hormonais são uma das causas mais comuns de comprometimento capilar.

Em segundo lugar, porque muitos distúrbios hormonais podem ter como um dos primeiros sintomas a queda dos cabelos.

Assim, é recomendável incluir dosagens hormonais nos exames de sangue para avaliação da queda de cabelo e alopecia.

Uma vez detectada alteração nesses exames, o médico mais indicado para cuidar da parte hormonal é o endocrinologista.

Entretanto, se o distúrbio hormonal ainda não é conhecido e o que se observa é somente a alteração capilar, um médico especialista em cabelos deve ser o primeiro a ser consultado.

A Clínica Doppio além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

Dr. Nilton de Ávila Reis

CRM: 115852/SP | RQE 32621


Posts Relacionados

Você sabia que minoxidil faz mal para cães e gatos
Os pets cada vez mais ganham espaço na vida das pessoas. Por isso, é comum... (Leia mais)
Eclipse capilar: o elo entre a queda e o crescimento do cabelo
O eclipse capilar pode ser a resposta de porque demora tanto para o cabelo crescer... (Leia mais)
Minoxidil oral para tratamento capilar: indicações, efeitos e resultados
A prescrição do minoxidil comprimido vem se tornando cada vez mais popular para tratar a... (Leia mais)

75 Responses

  1. Gostei ,me chamou a atenção, pq eu faço uso do hormônio progesterona e o meu cabelo cai muito ,ja Estou com muitas falhas na frente e tentando esconder e preciso fazer uso do hormônio, qual será o indicado? estou na menopausa e sinto muito calor .uso tbm o estradiol OESTROGEL.

    1. Olá, Rita

      A indicação da terapia de reposição hormonal na menopausa, bem como a determinação de quais tipos e doses dos hormônios a serem usados nessa fase são atribuições dos médicos endocrinologista ou ginecologista.
      Os critérios usados para a escolha da melhor opção para seu caso vai variar de acordo com suas queixas e necessidades.
      Para mais orientações sobre seus hormônios sugiro que procure um desses profissionais.
      Quanto ao cabelo, somente após avaliação dos seus fios de cabelo, couro cabeludo e dos seus exames de sangue é possível determinar se os hormônios a que se referem estão contribuindo para suas falhas, pois existem diversas outras causas possíveis.
      Para saber mais sobre o assunto, sugiro o texto:https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-feminino/
      Estamos à disposição para mais informações

    2. minha filha está com queda acentuada faz dieta academia alimenta direito tem 21 anos os cabelos dela estão ralos vendo o couro cabeludo o que fazer?

      1. Olá, Elza

        Acredito que você precisa levar ela a um médico especialista (https://clinicadoppio.com.br/medico-especialista-em-cabelos/), pois existem muitas causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-em-mulheres/) e diversos motivos para o cabelo estar ficando fino e ralo (https://clinicadoppio.com.br/afinamento-capilar-causas-e-tratamento/).
        Para saber exatamente o que está acontecendo é preciso passar por uma avaliação médica.
        Somente após avaliação completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é que se pode esclarecer o que está ocasionando a queda.
        Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
        Estamos à disposição para ajudá-las.

  2. Graça 190318
    Estou usando Pant ( minoxidil) p/ queda de cabelo,porém não estou vendo efeito.Gostaria de uma opinião!Será q/ preciso fazer tto hormonal?Estou na pós-menopausa.Hoje após
    o banho calculei perda de +ou _ 200 à 250 fios.Obrigada!

    1. Olá, Graça

      O primeiro ponto a ser esclarecido é sobre a queda de cabelo. Para isso, sugiro o texto: https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo/
      Após ler esse texto, indico esse artigo para entender o motivo da queda no banho: https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelos-no-banho-o-que-fazer/
      Outro artigo interessante para o seu caso é:https://clinicadoppio.com.br/pant-minoxidil/. Atente para o efeito shedding descrito nesse artigo.
      Sobre a menopausa, o artigo mais recomendado é: https://clinicadoppio.com.br/calvicie-e-queda-de-cabelos-na-menopausa/
      Por fim, outras causas de queda de cabelo em mulheres são descritas no texto: https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-em-mulheres/
      Como foi possível perceber, além das descritas, existem muitas outras causas de queda de cabelos, que só podem ser esclarecidas com o exame completo do couro cabeludo e do fio de cabelo.
      Assim, sugiro que agende uma avaliação com um médico especialista.
      Sinta-se à vontade para nos contatar para maiores informações pelo telefone 11 38539175 ou WhatsApp 11 938011653.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

    1. Olá, Josuely

      A reposição de hormônios não garante o crescimento dos fios.
      Isso até pode acontecer em alguns casos bem específicos, mas não é regra.
      Nas doenças da tireóide, por exemplo, a normalização dos níveis hormonais costuma controlar a queda e o crescimento dos fios. https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-por-problemas-na-tiroide/
      Por outro lado, parte das alterações provocadas por hormônios sexuais sobre os cabelos podem ser definitivos, independentemente da reposição. https://clinicadoppio.com.br/alopecia-androgenetica/
      Assim, levando-se em conta apenas os cabelos, não há indicação de reposição hormonal após a menopausa, por exemplo. https://clinicadoppio.com.br/calvicie-e-queda-de-cabelos-na-menopausa/
      Diante das inúmeras possibilidades, sugiro que consulte um médico para avaliar a necessidade e benefícios da reposição hormonal no seu caso.
      Sinta-se à vontade para nos contatar para maiores informações pelo telefone 11 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  3. estou com queda de cabelo intensa, fui no dermato e ele me passou alguns exames. as taxas de ferritina 63,8 ng/dl testosterona total 48,0 ng/dl, DHEA 8,8 ng/dl, agora o S-DHEA 397,00 ug/dl, eu tenho 24 anos, eu gostaria de saber se o fato do S-DHEA estar alto pode estar causando a queda de cabelo ?

    1. Olá, Akemi

      SDHEA elevado dificilmente é responsável único pela queda capilar.
      Existem muitas outras causas que precisam ser investigadas (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-em-mulheres/).
      Assim, não é possível determinar quais delas estão contribuindo para sua queda sem antes passar por uma avaliação médica especializada.
      Somente após check up completo, com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e mais exames de sangue, é possível determinar os motivos da queda de cabelo no seu caso.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  4. Estou com queda de cabelo, já perdi 50% dos meus cabelos em 1 mês , a dermatologista disse q pode ser estres , mas lendo umas reportagens vi sobre causas hormonais e lembrei q parei de tomar anticoncepcional há 3 meses atras , será que pode ser isso? Devo proucurar um endroquinologista?

    1. Olá, Vânia

      Olá,

      O início, troca e interrupção do anticoncepcional são causas comuns de queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/anticoncepcionais-e-queda-de-cabelos/).
      Entretanto, não é possível determinar se esse é o motivo da sua queda, pois existem diversos outros fatores que podem estar envolvidos (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-em-mulheres/).
      Para esclarecer o que realmente está acontecendo no seu caso, é preciso passar por uma avaliação médica especializada.
      Somente após avaliação completa, com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é possível determinar os motivos da sua queda de cabelo.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  5. Meu nome é Maria Lúcia estou com um problema de queda de cabelo meu cabelo está quebrando empedacinho não cai ele quebra mais de dois anos com esse problema fui na dermatologista me passou o Pantogar neo já estou no fim da segunda caixa e não vi nenhum resultado será que está relacionado a monopals já tomei muito tipo de remédio de nada valeram já não sei mais o que fazer será que tem uma resposta para mim

    1. Oá, Maria Lúcia

      A quebra de cabelo pode ser por um problema na fabricação ou por desgaste do fio.
      Problemas na fabricação incluem desde problemas hormonais, nutricionais, até defeitos provocados por doenças que deixam o fio mais fraco, como a alopecia androgenética (https://clinicadoppio.com.br/calvicie-feminina/).
      Já as causas de desgaste do fio variam desde procedimentos capilares como tinturas (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-por-tintura/), química (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-por-quimica-e-procedimentos-capilares/), até uso incorreto do secador (https://clinicadoppio.com.br/secador-e-queda-de-cabelo/) ou mesmo xampu.
      Como existem muitas possíveis causas, seria necessário fazer um exame completo, incluindo fio, couro e exames de sangue.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la

  6. Olá, sou a Crizz, e peguei febre amarela em janeiro com 12 dias de internação e graças a Deus me curei. Tive anemia severa, hepatite aguda, icterícia entodos os sintomas da doença. Hoje após realizar exames regulares tudo voltou ao normal, com excessão do estrogenio que está inferior a 20. Após alta em janeiro passei 2 meses perfeitos e em abril meu cabelo que era extravolumoso começou a cair exageradamente me deixando muito assustada. Como não posso ainda tomar medicamentos fortes que passam pelo figado,. Tireóide está normal. O Dr me receitou vitaminas A E C + pantogar, que ja estou tomando. A ginecologista receitou Exímia para possivel falta de vitamina e ainda não resolveu nada, a queda continua. Estou com medo de ficar careca, o volume diminuiu 50%. Estou na menopausa e so falta fazer exame de testosterona.Enquanto isso será que o Minoxidil ajudaria em algo? Ja passei pelo Infectologista, Gastro, Ginecologista. Será ainda resquício da doençanfebre amarela? Ou seria pela queda brusca do esteogenio? Estou assustada!!! Obrigada!!!

    1. Olá, Maria Cristina

      Existem muitas causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-em-mulheres/). Uma delas é a provocada por doenças infecciosas como a febre amarela.
      Entretanto, não é possível determinar o motivo da sua queda sem antes passar por uma avaliação médica especializada.
      Somente após check up completo, com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é possível determinar os motivos da sua queda de cabelo.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  7. Bom dia meu nome e Letycia Rubia tenho 34 anos desde qdo tive meu segundo filho meu cabelo nunca nais foi o mesmo e desde então cai igual a água mas cai muito mesmo me da desespero eu hidrato muito faço reconstrução tbn queratina uso shampoos caros de boa qualidade etc e mesmo assim ele continua caindo ja fiz exames de tiróide e graças a deus nao deu nada fiz exames de lúpus tbm pq minha mãe tem e gracas a Deus tbm nao constou os médicos disse que é estress maa gente meu filho tem 5 anos meu cabelo ate cresce os fios que ficam na cabeça mas os resrante cai e ele tbm quebram muito da metade do fio em diante o medico me passou exames de hormônios maa hoje nao tenho condições de fazer os exames pq sao caros e qdo chega o outono e inverno ai q eles cai muito mais me ajudem por favor…😔😔😔😔

    1. Olá, Letycia

      Existem muitas causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-em-mulheres/) e quebra dos fios (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-por-quimica-e-procedimentos-capilares/).
      Entretanto, não é possível determinar o motivo da sua queda sem antes passar por uma avaliação médica especializada.
      Somente após check up completo, com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é possível determinar os motivos da sua queda de cabelo.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  8. Olá boa tarde!!
    Estou com queda de cabelo, e acredito que seja por conta dos ovários policísticos. Nunca quis tomar anticoncepcional, mas se esse for o motivo, o anticoncepcional resolve?

    1. Olá, Carla

      A síndrome dos ovários policísticos (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-na-sindrome-dos-ovarios-policisticos/) pode levar à queda de cabelo. O tratamento dessa condição muitas vezes inclui o uso de anticoncepcionais (https://clinicadoppio.com.br/anticoncepcionais-e-queda-de-cabelos/).
      Entretanto, antes de iniciar o uso de qualquer medicação, suplemento ou anticoncepcional, sugiro que procure por orientação médica, uma vez que o uso de alguns anticoncepcionais podem não só piorar a queda como também trazer riscos à saúde.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  9. Olá!
    Fazem 6 meses que interrompi o uso de anticoncepcional, e após isso meu cabelo está caindo muito! Fiz alguns exames, e o valor do hormônio DHT está alto.
    Este pode ser o motivo da minha queda de cabelo?
    Se regularizado os hormônios, os cabelos voltam a crescer normalmente?

    Obrigada.

    1. Olá, Carol

      Existem muitas causas para queda de cabelos em mulheres (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-em-mulheres/), entre elas a interrupção de anticoncepcionais (https://clinicadoppio.com.br/anticoncepcionais-e-queda-de-cabelos/).
      Entretanto, a queda de cabelos somente pela interrupção do anticoncepcional costuma durar até 6 meses.
      Se você nota persistência da queda após esse período, sugiro que procure um médico especialista.
      Quanto ao DHT, o valor desse hormônio não deve analisado isoladamente. Outros parâmetros precisam ser analisados, o que reforça ainda mais a necessidade de você passar por uma avaliação médica.
      É preciso associar essas informações com outros exames, incluindo exames do fio de cabelo, couro cabeludo e outros exames de sangue para saber o que realmente está causando sua queda.
      Para maiores informações, entre em contato conosco pelo telefone (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  10. Olá, Tem 4 meses que estou usando Diu Mirena ,meu cabelo começou cair tem 15 dias e já esta muito ralo.Estou pensando em tirar o Diu

      1. Olá, Gislaine

        Mais do que um valor absoluto, é preciso analisar toda a situação, pois existem muitas causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/causas-de-queda-de-cabelo-feminino/) que precisam ser investigadas.
        Entretanto, não é possível determinar o motivo da sua queda sem antes passar por uma avaliação médica especializada.
        Somente após avaliação completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é que se pode esclarecer o que está ocasionando a queda.
        Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
        Estamos à disposição para ajudá-la.

  11. Olá. Já utilizei anabolizantes, fiz exames e a princípio estão normais. Estou com medo de ter afeto meus receptores, a espironolactona é eficiente nisso? Qual Mg ao dia? E ela não vai acabar com meus hormônios fazendo com que eu engorde e tudo mais ?

    1. Olá, Lizandra

      O uso de anabolizantes (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-e-anabolizantes/) é um dos motivos do aumento da queda de cabelos e alopecia recentemente (https://clinicadoppio.com.br/por-que-aumento-da-queda-de-cabelo-e-calvicie/), principalmente entre mulheres.
      Muitos efeitos do uso de anabolizantes não podem ser medidos ou detectados por exames de sangue.
      Um desses casos é o cabelo.
      Para saber qual foi o efeito dos anabolizantes no seu cabelo é necessário que se faça uma avaliação médica. Somente após exame do fio de cabelo e couro cabeludo é possível determinar possíveis tratamentos para o seu caso, incluindo a necessidade ou benefício da espironolactona.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo telefone (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  12. Bom dia, eu tenho um elevado nível do hormônio dehidroepiandrosterona sulfato 9 563 mcg\dl, tenho 31 anos e sofro de queda de cabelo. esta queda esta associada a esse alto nivel desse hormonio?
    obrigada

    1. Olá, Sarah

      A dosagem isolada de um hormônio não permite fazer seu diagnóstico.
      Existem muitas outras causas de queda de cabelo em mulheres (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-em-mulheres/) que devem ser avaliadas.
      Assim, para saber o que está ocorrendo com o seu cabelo é necessário que se faça uma avaliação médica.
      Somente após exame do fio de cabelo, couro cabeludo e análise de outros exames de sangue é possível determinar possíveis causas e tratamentos para o seu caso.

  13. Olá, eu tirei a glandula suprarenal esquerda há 3 meses em razão de um problema inflatório que ocorreu, porém, apesar desse pouco tempo, está ocorrendo uma enorme queda de cabelo, ao ponto de a escalpa já estar praticamente bem visível. Há algo que posso fazer?

    1. Olá, Bryan

      É preciso avaliar diversas possíveis causas para sua queda (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-masculino/), dentre elas a própria cirurgia (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-apos-cirurgia/) e possíveis alterações hormonais decorrentes dela.
      Para isso, sugiro que procure um médico especialista para exame completo dos seus fios de cabelo, couro cabeludo e da sua saúde geral.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-lo.

  14. Olá, meu nome é Yone. Tive cancer de mama em 2017 e faço tratamento que é o homonioterapia. A Hormonioterapia é medicação oral que uso diariamente e ela é um inibidor de hormonios, pois o meu cancer era hormonal. Meu cabelo depois da quimio nasceu forte so que agora com a homonio terapia está caindo e ficando muito fininho. Será que posso fazer uso desses medicamentos como o Avcis. Vc tem algum artigo que fale sobre isso. grata

  15. Olá tenho 44 anos meu cabelo vem caindo muito. Nasce fios novos mas cai muito os fios longos . Tem algum tratamento que possa fazer.

  16. Boa noite meu nome é shelaine
    Faço reposição hormonal há 4 anos sempre tive queda.tive de tirar o útero e os ovários,, comecei a reposição hormonal e meu cabelo continuou caindo muito; mas parei de fazer a reposição e meu cabelo parou de cair depois de 30 anos sempre caindo . Mas não aguentei o calorão e voltei com a reposição.sera q tem como lidar com esse calorão sem fazer a reposição fiquei tao feliz meu cabelo sempre caiu e sem a reposição parou

    1. Olá, Shelaine

      Existem diversas alternativas para tratamento dos sintomas relacionados à menopausa.
      Para saber qual a melhor opção para o seu caso, sugiro que procure um médico endocrinologista ou ginecologista.
      Esses são os profissionais habilitados a encontrar a melhor solução para o seu caso.

  17. Bom dia ,ou boa tarde né.
    Olá meu nome é Ivana, tenho 31 anos , e no ano passado comecei á perceber ,meu cabelo ,caindo excessivamete desde a raiz , achei que fosse por conta das progressivas que fazia , então desde , o ano passado não fiz mais , porém a queda excessiva continua , nesse período tomei várias vitaminas, mas nenhuma deu efeito . Agora acredito que seja baixa hormonal mesmo ,porque nesse período tive dois abortos espontâneos, só ainda não consigo identificar qual é o hormônio que estou com deficiência . Por favor me ajude doutor !
    Desde já agradeço!

    1. Olá, Ivana

      Não é possível identificar se há falta de hormônio sem exames de sangue, nem determinar as causas de sua queda sem uma avaliação completa.
      Isso porque existem muitas causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/causas-de-queda-de-cabelo-feminino/), inclusive alterações hormonais.
      Portanto, sugiro que passe por uma avaliação médica especializada.
      Somente após avaliação completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é possível determinar os motivos da sua queda de cabelo.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  18. Boa noite!
    Na tentativa de engravidar a 1 ano sem sucesso ,descobri que tenho SOP e minha taxa de prolactina em 38% . Isso pode estar associado diretamente a minha queda de cabelo? Tomei didrogesterona pois haviam 3 meses que estava sem ovular e Glifagem para o tratamento da SOP. Apos qnt tempo posso ver algum resultado na questão da queda de cabelo? Obrigada!

    1. Olá, Danielle

      Tanto a SOP (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-na-sindrome-dos-ovarios-policisticos/) quanto taxas altas de prolactina podem estar associadas à queda de cabelo.
      Entretanto, existem muitas outras causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-em-mulheres/).
      Enquanto todas elas não forem identificadas e tratadas, pode ser que você não perceba melhora da queda.
      Portanto, , sugiro que você passe por avaliação médica especializada.
      Somente após avaliação completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é possível determinar os motivos que estão deixando o seu cabelo com o aspecto descrito.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  19. Olá eu tô com problema sério com queda de cabelo eu to com medo de ser o anticoncepcional eu uso destrogel de uso contínuo tem algo a vê será??

    1. Olá, Flávia

      Existem muitas causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/causas-de-queda-de-cabelo-feminino/), inclusive anticoncepcionais (https://clinicadoppio.com.br/anticoncepcionais-e-queda-de-cabelos/).
      Entretanto, não é possível determinar o motivo da sua queda sem antes passar por uma avaliação médica especializada.
      Somente após avaliação completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é possível determinar os motivos da sua queda de cabelo.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  20. Olá! Tenho 44 anos, estou sofrendo com a perda progressiva de cabelo na região frontal, já fiz vários exames ,faço uso de variados tipos de medicação, mas continuo perdendo todo meu cabelo. Os médicos que passei disseram que não tem jeito.uso Reuquinol ,porém não faz nenhum efeito.

    1. Olá, Jocelia

      O primeiro passo é ter um diagnóstico bem definido.
      Para isso, é preciso passar por uma avaliação médica completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue.
      Uma vez esclarecido o diagnóstico, discute-se opções de tratamento.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  21. Ola eu tiver cancer de mama a 17 anoa atraz desde entao uso uma protese capilar porq meu cabelo nunca mais voltou ao normal cresceu muito ralo e regiao frontal e mais evidente fiz muitos exames de tiroide e sangue mais deram normais tomei remedios mais sem evolucao alguma Obs eu tinha muito cabelo gostaria de saber se seria falta de algum hormonio porq aos 39 ja entrei na menopausa apos fazer a cirurgia da mama hj estou com 55 anos ainda sinto muito calor que a menopausa causa
    Obrigada

    1. Olá, Rosely

      Tanto o tratamento para câncer de mama (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-por-hormonioterapia-para-cancer-de-mama/) quanto a menopausa (https://clinicadoppio.com.br/calvicie-e-queda-de-cabelos-na-menopausa/) podem colaborar para a queda de cabelo.
      Entretanto, existem muitas outras causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/causas-de-queda-de-cabelo-feminino/) que precisam ser investigadas.
      Assim, é preciso passar por uma avaliação médica especializada, com avaliação tricológica completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), que inclui análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, para determinar os motivos da sua queda de cabelo.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  22. Boa tarde Dr. Por favor me ajude estou desesperada.vivo em Londres. Estive n Brasil faz 2 meses atraz.meu cabelo seco demais.e caindo.fiz tdos analise n deu nda.so falta de hormonios. Tenho 54 anos me pasou exímia. Tomei um mes.aqui n ha.comprei norkrin.tou tomar a 10 dias.total 40 dias lavo c shampoos da derco.e n para de cair.parei o remedio do hormonio que seria soyfemme 150mg aqui n tem tbm..Socorro que faser? Me ajude serar da menopausa? Eu estou iritada c insonias faz parte dos hormonios? Cai mais’ ajuda me😭😭 obgdo

    1. Olá, Cidinha

      Existem muitas causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/causas-de-queda-de-cabelo-feminino/), inclusive alterações hormonais como a menopausa (https://clinicadoppio.com.br/calvicie-e-queda-de-cabelos-na-menopausa/)
      Entretanto, não é possível determinar o motivo da sua queda sem antes passar por uma avaliação médica especializada.
      Somente após avaliação completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é que se pode esclarecer o que está ocasionando a queda.
      Como você mora em outro país, sugiro que procure um centro médico especializado em cabelos em Londres.
      Caso retorne ao Brasil, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  23. Oi bom dia, gostei muito da matéria mas ainda tenho uma dúvida: estou com uma que de cabelo realmente acentuada, fui ao dermo que solicitou uma série de exames segundo ele quase todos deram normal exerto o estradiol que deu apenas 5, eu tenho 37 anos então estou longe da menopausa.

  24. Boa noite Dr, me chamo Rodrigo, tenho 32, faço reposição hormonal desde 2011 pois tenho síndrome de Kallmann.
    De uns meses pra cá tive um grande aumento na queda de cabelo, acredito q seja por causa da reposição.
    Oq devo fazer pois estou perdendo meu cabelo mt rápido?

  25. Boa noite Dr.Nilton:
    Faço uso de hormonios bioidenticos a 1 mês e meio mais ou menos: testosterona, estradiol e progesterona e estou observando uma queda de cabelo muito preocupante a cada vez que lavo e penteio os cabelos será que podem ser os hormonios? Não gostaria de parar ,pois estou me sentindo muito melhor agora,mas a queda está me preocupando muito. O que fazer? Não tenho a tireoide a 20 anos, não sei se isso tbm interfere ? Gostaria de um parecer do Dr .
    Desde já, agradeço!

    1. Olá, Cláudia

      O uso de testosterona, mesmo sedo bioidêntica (https://clinicadoppio.com.br/testosterona-gel-e-calvicie/) e sob prescrição médica, pode acelerar a queda e provocar afinamento dos cabelos em pessoas predispostas (https://clinicadoppio.com.br/testosterona-e-calvicie-qual-a-relacao/).
      A queda de cabelo tende a melhorar alguns meses após a suspensão da reposição e regularização dos níveis hormonais. O tempo exato que isso leva depende da dose de hormônios utilizada e da metabolização e regulação hormonal do seu organismo.
      Se houve afinamento e redução do comprimento dos fios, esses não melhoram sem tratamento, mesmo tendo parado os hormônios.
      Além disso, existem muitas outras causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/causas-de-queda-de-cabelo-feminino/) que precisam ser investigadas.
      Portanto, é preciso passar por avaliação médica completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, para determinar os motivos da sua queda de cabelo.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  26. Boa noite. Tenho 32 anos e sofro com queda de cabelo há anos. Há cerca de 10 meses tive uma queda intensa de cabelo e de lá pra cá o cabelo não parou mais de cair. Além de cair os fios ficaram ralos, ressecados e o volume diminuiu mais da metade. Tive algumas alterações hormonais e tenho sop.faco uso de aldactone 100mg e agora anticoncepcional mais a queda não melhora e meu cabelo está muito pouco e fino. Já apresento falhas na lateral da cabeça, na frente e no couro cabeludo, bem no centro da cabeça. Estou com muito medo de ficar careca. Como meus exames novos deram hormônios normalizados os médicos dizem que não tenho nada mais de alteração mais a queda não cessa.

    1. Olá, Priscila

      Você citou diversas situações que contribuem para a queda e rarefação capilar, como SOP (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-sindrome-ovarios-policisticos/), anticoncepcional (https://clinicadoppio.com.br/anticoncepcional-e-queda-de-cabelo/) e alterações hormonais.
      Entretanto, tem muitas causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-em-mulheres/) e diversos motivos para seu cabelo estar ficando fino e ralo (https://clinicadoppio.com.br/alopecia-tipos/) que precisam ser investigados.
      Portanto, sugiro que você procure por uma consulta médica especializada.
      Somente após avaliação completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é possível determinar os motivos que estão deixando o seu cabelo com o aspecto descrito.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  27. Ola bom dia, eu estou com uma queda muito intensa tem uns 2 meses, já fui ao dermatologista e ele me passou biotina, não vejo resultado, estou desesperada.
    Parei de tomar anticoncepcional será que pode ser isso ??
    Já fiz todos os exames e está tudo normal.

    1. Olá, Juliana

      Existem muitas causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/causas-de-queda-de-cabelo-feminino/), inclusive a parada de anticoncepcionais (https://clinicadoppio.com.br/anticoncepcional-e-queda-de-cabelo/).
      Entretanto, não é possível determinar o motivo da sua queda sem antes passar por uma avaliação médica especializada.
      Somente após avaliação completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é que se pode esclarecer o que está ocasionando a queda.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  28. Olá, estou usando diu mirena há 3 anos e desde então meu cabelo cai muito, e minha pele ficou bem oleosa. Tenho dificuldade em perder peso, meus últimos exames constaram pequeno mioma, cistos no ovário e mama. O uso do diu hormonal pode ter essa relação? Obrigada

  29. Meu filho com 15 anos começou tratamento com GH, pois parou de crescer na pandemia, exames ostras que os testiculos deles estão com volume pequeno.
    Só que começou a ficar com entradas na frente do cabelo, dermatologista receitou monóxido, mas se ele fica sem passar 1 semana cai os cabelos tudo de novo.
    Além disso desenvolveu psoriase na cabeça.
    Gostaria de uma indicação do que pode estar causando tanta coisa nele e que tratamentos é profissionais posso buscar…

    1. Olá, Cristina

      Para falar sobre possibilidades diagnósticas e terapêugicas é preciso antes passar por uma avaliação completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue.
      Os médicos mais indicados no caso seriam um dermatologista ou especialista em cabelos.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-los.

  30. Boa noite Dr! Estou com muita queda de cabelo. Há 1 ano e meio parei o anticoncepcional, e vieram as espinhas e a queda de cabelo. Usei a isotretinoína (Roacutam) para tratar a acne, finalizei o tratamento há pouco mais de dois meses. Nesse tempo a dermatologista me passou o Minoxidil, que cessou a queda durante o tratamento, mais quando parei, foi um efeito rebote, começaram a cair tufos de cabelo de uma vez. Hoje faz 1 ano e meio que parei o anticoncepcional, quase 3 meses sem a isotretinoina, meu cabelo não para de cair, já perdi mais de 70% dos fios, sem contar que esta opaco, sem vida, crespo, todo quebrado. Não tenho nenhum tipo de química no cabelo, ele sempre foi fino e super liso. Fiz diversos exames hormonais e de sangue e todos estão bons. Dermatologista nem o endócrino conseguiram cessar essa queda, o que devo fazer para ter meu cabelo de volta?

    1. Olá, Patrícia

      Existem muitas causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-em-mulheres/) e diversos motivos para seu cabelo estar ficando fino e ralo (https://clinicadoppio.com.br/alopecia-tipos/), alguns citados por você.
      Entretanto, para saber o que fazer no seu caso seria preciso fazer uma avaliação completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  31. Estou com uma queda capilar desde 2020, já passei por 2 dermatologistas e nenhuma identifica o que é porque os exames estão normais. Não sei mais oq fazer, cai muito, tenho uma alimentação saudável e prático exercícios, cuido bastante do meu cabelo mas nada adianta. O que poderia ser? já faço uso do minoxidil no couro cabeludo. Os fios caem inteiros.

    1. Olá, Caroline

      Existem algumas possibilidades para o quadro descrito por você.
      Para saber exatamente o que está acontecendo é preciso passar por uma avaliação médica.
      Somente após avaliação completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue, é que se pode esclarecer o que está ocasionando a queda.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

Deixe um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *