Mitos sobre cabelos: principais dúvidas e respostas

Mitos sobre cabelos: principais dúvidas e respostas

Não é de se estranhar que existam diversos mitos sobre cabelos, uma vez que se trata de um assunto muito popular.

Alguns desses mitos serão descritos a seguir.

Piolho e caspa são sinais má-higiene pessoal

O couro cabeludo é uma parte do corpo que necessita de cuidados especiais, uma vez que seu comprometimento pode levar à queda de cabelos.

Dessa forma, faz-se necessário estabelecer uma rotina de higiene capilar.

Tanto a frequência como os produtos usados para lavar os cabelos devem ser adequados a cada tipo de cabelo.

A má-higiene dos cabelos e do couro cabeludo podem contribuir para o agravamento da dermatite seborréica, com caspa, coceira ou irritação.

Apesar disso, a má-higiene capilar não é a única causa do aparecimento de caspa.

Estresse, predisposição genética, doenças, alergias, dermatites, procedimentos capilares e até hábitos como dormir com cabelo molhado podem estar implicados.

Dessa forma, não é possível afirmar que a caspa seja sinal de má-higiene.

Por sua vez, os piolhos são parasitas transmitidos pelo contato direto com pessoas infectadas.

A infestação por piolhos, ou pediculose, é mais comum entre crianças pelo contato frequente em creches e escolas.

Adultos costumam ser infestados ao entrar em contato com essas crianças.

Sendo assim, o fator mais importante no contágio na pediculose é o contato e não a higiene pessoal.

Portanto, achar que piolhos e caspa são sinais de má-higiene são exemplos de mitos sobre cabelos.

Cortar cabelo estimula seu crescimento e deixa o fio mais forte

Esse talvez seja um dos mais difundidos mitos sobre cabelos.

É muito comum ouvir conselhos sobre cortar os cabelos para deixá-los mais fortes ou para que eles voltem a crescer.

Apesar de definitivamente não ser verdade, é possível imaginar qual a lógica por trás desse conselho.

O comprimento final do cabelo é determinado basicamente pelo tempo que os fios permanecem na fase de crescimento ou anágena.

Quanto mais tempo ele permanece nessa fase, mais longo ele tende a ser.

O tempo de fase de crescimento dos fios tem forte participação genética, mas também sofre interferência de diversos fatores como dieta, hormônios, cuidados com o fio e com o couro cabeludo.

Durante a fase de crescimento, o fio de cabelo cresce em média 1 centímetro ao mês.

Assim, em um ano, é esperado que ele cresça cerca de 12 centímetros.

Apesar do cabelo crescer igual independentemente do corte, pode haver uma falsa impressão de crescimento dependendo do quanto foi cortado.

Isso porque ao cortar menos do cabelo, a percepção de variação do comprimento dos fios é menor.

Talvez esse seja um dos motivos que levam as pessoas a acreditarem que cortar os cabelos fazem eles crescerem mais.

Mas o fato é que definitivamente isso não acontece.

O fio é uma estrutura inerte, composta por células mortas, sem comunicação entre a ponta e a raiz, onde o fio é produzido.

Portanto, não há qualquer interferência do corte na força ou crescimento do fio.

Secador causa queda de cabelo

Por ser muito usado, o secador é um dos primeiros a serem lembrados quando os cabelos começam a cair.

Mas a verdade é que a queda provocada pelo secador não passa de mais um mito sobre cabelos.

O secador age sobre a haste, parte do fio que fica fora do couro cabeludo.

Por sua vez, fatores que levam à queda geralmente se relacionam ao couro ou à raiz dos cabelos.

Apesar de não provocar queda de fios inteiros, o uso incorreto do secador pode causar quebra dos fios.

A perda de pedaços de fios quebrado levar à falsa impressão de aumento da queda.

Entretanto, desde que usado corretamente, o secador não costuma gerar queda, mesmo quando usado frequentemente.

Vitaminas fazem cabelo crescer mais rápido

É fato que a falta de vitaminas pode comprometer o crescimento do fio e provocar queda dos cabelos.

Nesse sentido, cada vez mais estudos científicos têm evidenciado o papel da vitaminas no desenvolvimento e manutenção de cabelos saudáveis.

A colaboração das vitaminas para os cabelos vai muito além da participação em reações químicas envolvidas nas produção dos fios.

As vitaminas também participam de uma série de processos essenciais para o bom funcionamento do organismo.

Entre esses processos, por exemplo, estão a produção de energia, de hormônios, metabolismo, coagulação, circulação sanguínea e imunidade.

Situações em que há desequilíbrios nesses sistemas podem se relacionar ao aumento da queda.

Além de provocar queda capilar de forma indireta, as vitaminas também podem interferir diretamente no ciclo do cabelo, como no caso da vitamina D.

Apesar de ser importante para a saúde capilar, isso não significa que a quantidade de vitaminas determina o crescimento dos fios.

Pessoas com deficiências de vitaminas podem ter suas taxas de crescimento capilar regularizadas após reposição.

Entretanto, para pessoas sem déficits de vitaminas, a suplementação não confere nenhum crescimento extra.

Assim, acreditar que vitaminas vão deixar os cabelos mais fortes ou ajudar no seu crescimento não passa de mais um dos mitos sobre cabelos.

Lavar os cabelos apodrece o fio

Muitas pessoas se esforçam para distanciar ao máximo o dia de lavar os cabelos.

Quando indagados sobre o motivo de tal atitude, é comum ouvir sobre o receio do banho danificar os fios.

O conceito que se tem é de que os fios quando lavados com frequência podem apodrecer.

Além do fato de ser uma crença popular, não há muito o que justifique essa impressão.

Os cabelos não só não apodrecem quando lavados, como também são beneficiados pela higiene capilar.

Lavar os cabelos a cada 1 ou 2 dias ajuda a manter o couro cabeludo limpo e saudável, evitando o agravamento de dermatites.

O que é verdade sobre os mitos sobre cabelos

A divulgação de mitos sobre cabelos pode prejudicar o cuidado com os fios e até a saúde capilar.

Por isso, é importante receber informações corretas sobre o assunto com um médico especialista.

A Clínica Doppio além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *