Como o pH do xampu pode afetar os fios e causar queda de cabelo?

O ph do xampu é um dos fatores que podem interferir no aspecto e saúde dos cabelos e do couro cabeludo.

O uso de um produto com pH adequado ajuda a preservar fios e evitar problemas como ressecamento, frizz, dermatites e queda de cabelo.

O que é o pH?

O termo pH significa Poder de concentração do íon Hidrogênio. O íon hidrogênio (H+) é o responsável pela acidez dos produtos.

Assim, quanto mais ácido, maior a concentração de íons hidrogênio.

Por outro lado, quanto mais básico, menor a concentração de H+ e maior a quantidade de hidroxila (OH).

A escala ph varia entre 0 e 14, sendo 7 o valor neutro, ou seja, o valor em que os íons H+ e OH estão em equilíbrio.

A substância é considerada ácida quando o ph é abaixo de 7,0 e alcalina ou básica com ph acima de 7,0. Quanto mais ácido, mais baixo é o ph.

A efeito de comparação, o suco de limão é considerada uma substância ácida, com pH que varia entre 2,2 e 2,4. Por sua vez, uma substância muito alcalina é a “água sanitária” que tem 12,5 de pH.

O pH do couro cabeludo, assim como o do restante da pele do corpo, fica entre 4,5 e 5,5. Já o ph da haste capilar é de 3,67.

Ainda que não exista um padrão para o conceito de produtos de baixo pH, algumas pesquisas consideram que o pH do shampoo é baixo quando ele é inferior a 5,5, ou seja, o ph do couro cabeludo.

Por que é importante saber o ph do xampu?

Existem diversos fatores que influenciam a aparência e saúde dos cabelos e do couro.

O ph do xampu e de outros produtos capilares controla algumas propriedades do fio como, por exemplo, sua carga elétrica e a abertura e fechamento das cutículas.

Assim, um pH alcalino, ou seja, maior do que 7, pode aumentar a carga elétrica negativa da superfície do fio de cabelo e abrir sua cutícula.

Por sua vez, a abertura das cutículas e o acréscimo de carga negativa aos cabelos tendem a aumentar o atrito entre os fios.

Isso faz com que eles se embaracem mais, tenham mais frizz e que ocorra maior quebra do cabelo.

Além disso, o ph do shampoo também pode interferir no tratamento de condições que afetam o couro cabeludo e favorecer a queda de cabelo.

Isso porque produtos com ph>5,5 podem a irritar o couro cabeludo e provocar dermatites.

Por sua vez, a inflamação do couro cabeludo colabora para a queda de cabelo.

Analisando esses motivos, parece interessante usar apenas xampus com ph<5,5.

Na maior parte dos casos, isso é válido. Entretanto, existem exceções.

Uma delas, por exemplo, é que xampus com ph>5,5 podem ser interessantes para quem tem cabelos finos e oleosos.

Isso porque, além de limparem bem os fios, esses produtos às vezes conhecidos como anti-resíduos podem acrescentar volume aos cabelos.

Qual o pH do xampu que eu uso?

Em geral, os xampus são compostos por 10 a 30 ingredientes, ainda que existam opções com apenas quatro substâncias.

Os diferentes ingredientes que compõem os xampus incluem:

  • agentes de limpeza;
  • aditivos visando estabilidade do produto;
  • agentes condicionantes para proporcionar suavidade e brilho;
  • ingredientes para cuidados especiais, como para casos de cabelos com caspa ou oleosos.

Um aspecto que dificulta a identificação do pH do xampu é que essa informação não é obrigatória na embalagem ou formulação do produto.

Esse tema foi abordado por uma pesquisa científica brasileira que analisou o pH de 123 xampus, incluindo produtos importados.

A variação do pH do xampu nos produtos analisados ficou entre 3,5 e 9,0, sendo a maioria deles (61,78%) com pH>5,5.

Esses valores variaram de acordo com diferentes tipos de shampoo, sendo na ordem:

  • infantil (sem lágrimas): 100% dos xampus com pH> 5,5.
  • anticaspa: 80,77% dos xampus com pH> 5,5.
  • marcas populares: 65,62% com pH> 5,5.
  • dermatológico: 57,90% com pH>5,5.
  • profissionais ou de salão: 25% com pH> 5,5.

Aqui é importante fazer algumas observações.

O primeiro fato que chama a atenção nos dados dessa pesquisa é que todos os xampus para criança apresentaram pH>5,5.

O motivo para que eles tenham esse ph, está ligado ao seu efeito “sem lágrimas”. Isso porque para não irritar os olhos de bebês e crianças, o ph do xampu deve ser próximo ao ph da lágrima, que fica entre 7,0 e 7,4.

Essa aparente vantagem, no entanto, faz com que esses produtos não sejam tão eficazes para condicionar a fibra capilar ou o couro cabeludo.

Dessa forma, apesar de serem considerados como mais neutros e menos agressivos por não provocar lágrimas, esses produtos não são adequados para tratar fios danificados por química ou couro cabeludo com inflamações e irritações.

Outro dado que chama a atenção na pesquisa é o fato de que a grande maioria dos xampus para uso profissional em salões de beleza apresentarem pH de 5,5 ou menos.

Além de promoverem mais hidratação, esses produtos também são menos agressivos ao fio e ao couro cabeludo.

Qual shampoo escolher?

Diferentemente do que muitas pessoas pensam, os xampus não são apenas produtos de limpeza. Eles são produtos importantes para a saúde da haste capilar e do couro cabeludo.

Em casos de sensibilidade ou doenças como dermatite, seborréia e psoríase, pode ser preferível escolher um produto que irrite menos o couro cabeludo, com pH próximo a 5,5.

Além disso, esses produtos também podem ser indicados para cabelos mais frágeis, como cabelos afro ou com química.

Por outro lado, xampus com pH mais elevado, ou seja, pH>5,5 são mais indicados para limpeza profunda dos fios.

Nesse caso, recomenda-se usar em seguida condicionadores, que tem ph ácido, para selar as cutículas e manter os fios mais hidratados.

Como foi visto, xampus com ph>5,5 também são usados em bebês, crianças e pessoas com cabelos finos e ralos e que desejam dar mais volume ao cabelos.

Ph do xampu: considerações finais

Muitos fatores associados a xampus influenciam a aparência e saúde dos cabelos, incluindo concentração e qualidade de surfactantes, adição de agentes anti-estáticos e lubrificantes e pH final.

É importante considerar o pH do shampoo na escolha opções mais apropriadas ao seu tipo de cabelo.

Para saber mais sobre esses e outros tópicos capilares, faça-nos uma visita.

A Clínica Doppio possui uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície. Além disso, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

blank

Dr. Nilton de Ávila Reis

CRM: 115852/SP | RQE 32621


Posts Relacionados

Por que o cabelo cai com com minoxidil?
A queda de cabelo com minoxidil preocupa e desestimula muitos pacientes a usar o medicamento.... (Leia mais)
Desintoxicação capilar: cuidados com o cabelo e couro cabeludo
A desintoxicação capilar é um importante passo para a manutenção da saúde dos cabelos. Por... (Leia mais)
Capilia longa para tratamento da caspa, calvície e queda de cabelo
É até certo ponto comum ver compostos derivados de plantas como, por exemplo, o Capilia... (Leia mais)

2 Responses

  1. Acho que deveria ser informado o pH nas embalagens, e essa é uma dificuldade enorme pra quem tem problemas. Como posso ter acesso a pesquisa que foi informada no conteúdo? Grata

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *