Propecia: a finasterida original

Propecia: a finasterida original

O Propecia foi o primeiro medicamento oral aprovado para o tratamento da alopecia androgenética em homens.

Alopecia androgenética masculina

A alopecia androgenética, também conhecida como calvície hereditária, é a principal causa de perda de cabelo masculino.

Nos homens, ela geralmente é notada como uma diminuição do volume capilar no topo da cabeça ou ainda por “entradas”.

A calvície genética ocorre por ação de um hormônio masculino chamado diidrotestosterona (DHT). O DHT é formado através da conversão do hormônio testosterona por uma enzima chamada 5-alfaredutase.

Em pessoas com predisposição genética, o DHT é responsável pelo processo de miniaturização. A miniaturização caracteriza-se pelo afinamento e encurtamento progressivos dos fios até sua completa extinção.

Como a finasterida age?

A principal ação da finasterida é bloquear a enzima  5-alfaredutase e, portanto, a conversão da testosterona em DHT.

Dessa forma, ao reduzir o DHT, a finasterida promove o desaceleração do processo de miniaturização dos fios.

Por esse motivo ela é usada para o tratamento da calvície genética.

Finasterida: informações

A finasterida é uma medicação desenvolvida há mais de 40 anos pela indústria farmacêutica.

Mas inicialmente ela era comercializada na dose de 5 mg com o nome de Proscar, sendo primeiramente utilizada no tratamento da hiperplasia benigna prostática.

Somente em 1997, o agência de saúde americana FDA (Food and Drug Administration) autorizou seu uso na dose de 1 mg para tratamento da alopecia androgenética masculina.

O primeiro remédio oral contendo finasterida 1 mg aprovado pelo FDA foi o Propecia.

Propecia: finasterida 1 mg original

No Brasil, a autorização do Propecia pela ANVISA (Agência Nacional de Saúde) ocorreu em 1998.

Como o Propecia foi também o primeiro medicamento contendo finasterida 1mg a ser aprovado no Brasil, ele se tornou a medicação de referência, ou seja, o medicamento original da finasterida 1 mg.

Assim, todos os outros produtos comercializados contendo finasterida 1 mg são considerados similares ou genéricos.

O Propecia é um medicamento da empresa MSD (Merck Sharp & Dome), sediada em New Jersey, Estados Unidos.

Ele pode ser encontrado em diversos países ao redor do mundo, inclusive Brasil.

Onde comprar Propecia no Brasil?

O Propecia pode ser encontrado em diversas redes de farmácias no Brasil, principalmente em capitais.

Assim como outros medicamentos originais, o preço do Propecia costuma ser maior do que similares como o Finalop ou medicamentos genéricos contendo finasterida 1 mg.

Quem pode tomar Propecia?

O Propecia é indicado somente para homens em tratamento da calvície hereditária.

Esse medicamento é contraindicado para uso por mulheres ou crianças.

Ele também não deve ser usado por pessoas com suspeita de alergia a algum de seus ingredientes.

Propecia funciona?

Conforme a bula do Propecia, seu efeito no tratamento da calvície foi comprovado em 3 estudos, envolvendo mais de 1800 homens.

Dois estudos foram realizados durante 5 anos e 1 estudo teve duração de 1 ano.

De acordo com esses estudos, os participantes observaram início da melhora nos primeiros 3 meses, com benefícios contínuos ao longo dos 5 anos de tratamento.

Quando o assunto é tratamento da calvície com Propecia, um dos estudos mais citados é o publicado no Journal of the American Academy of Dermatology.

Nesse estudo com 1553 homens foi observada melhora em até 66% dos casos após 2 anos de uso da medicação.

A boa resposta terapêutica do Propecia a longo prazo foi confirmada em diversos outros estudos, entre eles um publicado em 2011.

Nesse estudo, pacientes em uso de Propecia foram acompanhados por 10 anos.

Além dos resultados favoráveis após 2 anos de uso da medicação e manutenção da resposta terapêutica durante 5 anos, 21% dos participantes desse estudo apresentaram melhora ainda mais significativa após 5 anos de uso da medicação.

Efeitos colaterais do Propecia

Segundo a bula do Propecia, os efeitos adversos associados à medicação são incomuns.

Dentre os efeitos citados, incluem-se:

  • Reações alérgicas: erupção cutânea, coceira, urticária, inchaço dos lábios, língua, garganta e face.
  • Problemas de ejaculação: redução da quantidade de sêmen liberada durante relação sexual, o que ocorre em 0,1% a 1% dos casos. Conforme a bula, isto parece desaparecer em homens que pararam de tomar a medicação e em muitos que continuaram o tratamento.
  • Sensibilidade e aumento da mama, com raros casos de câncer de mama masculino.
  • Dor testicular
  • Depressão
  • Diminuição do desejo sexual e/ou dificuldade de ereção: ocorre em 1% a 10% dos casos. Assim como ocorre com o volume ejaculatório, há tendência à melhora com a interrupção do remédio ou até naqueles que o mantém.
  • No entanto, há referência sobre a persistência da diminuição da libido, impotência e redução do volume ejaculatório mesmo após interrupção do tratamento.
  • Infertilidade masculina e baixa qualidade do sêmen.

Quais as orientações sobre uso do Propecia?

A dose usual de Propecia é de 1 comprimido ao dia, sendo o tempo de uso determinado pelo médico.

O comprimido pode ser tomado com ou sem comida, não havendo horário preferencial para sua ingestão.

No caso de esquecer de tomar o comprimido em um dia, não se recomenda tomar um comprimido extra no dia seguinte. A dose diária de 1 mg de finasterida deve ser mantida.

O Propecia não funciona melhor ou mais rápido em doses maiores do que 1 comprimido ao dia.

Propecia: considerações finais

O Propecia foi o primeiro medicamento oral aprovado para o tratamento da calvície em homens.

Sua eficácia e segurança foram comprovadas em diversos estudos científicos, boa parte deles com longos períodos de seguimento.

Apesar de eficiente e seguro, no entanto,  nem sempre os resultados do seu uso são semelhantes.

Isso porque para se obter os resultado desejados, é necessário que diversos outros aspectos sejam avaliados.

Assim, antes de iniciar seu uso, recomenda-se consultar um médico especialista.

A Clínica Doppio além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *