frequência de lavar o cabelo

Qual a frequência certa de se lavar os cabelos para evitar a queda?

Muito se discute sobre a frequência de lavar o cabelo e a relação desse hábito com a queda capilar.

Há diversas opiniões sobre o assunto, com informações discordantes e orientações distintas dependendo da fonte consultada.

A falta de consenso acaba contribuindo para que as pessoas com queda tenham dúvidas sobre se estão lavando os cabelos corretamente.

Qual a frequência de lavar o cabelo?

Diversos aspectos devem ser considerados antes de se determinar a melhor frequência de lavar o cabelo.

O tempo ideal entre as lavagens depende das características do fio, condições do couro e necessidades individuais de cada pessoa.

Determinação da frequência de lava o cabelo de acordo com o tipo de fio

Um dos aspectos básicos para saber quando lavar o cabelo é a sua aparência.

À princípio, pessoas com cabelos oleosos ou com cheiro forte devem lavar a cabeça todo dia.

O aspecto de fios oleosos depende não somente da oleosidade do couro cabeludo, mas também da manipulação dos cabelos e de algumas outras características dos fios.

Essas características variam nos diferentes do tipo de cabelo.

Os cabelos são divididos segundo etnias em: asiático, africano e caucasiano ou europeu.

O cabelo asiático e o caucasiano possuem fios mais arredondados e uniformes, permitindo melhor distribuição do óleo produzido no couro.

Por outro lado, o cabelo afro tende a ser mais seco, pois o óleo tem mais dificuldade de atingir a ponta dos fios. A má-distribuição do óleo no cabelo afro ocorre pelos seu formato ovalado, calibre irregular e crescimento em espiral.

Como o cabelo seco é mais susceptível à quebra, pode não ser aconselhável lavar cabelos afro diariamente.

Outra característica que deve ser levada em conta é a quantidade de cabelo.

Pessoas com cabelos ralos e fios finos tendem a ficar aparentemente mais calvas quando estão com cabelos oleosos.

Isso faz com que elas tendam a ter maior frequência de lavar o cabelo para que eles pareçam mais volumosos.

Determinação da frequência de lavar o cabelo de acordo com as atividades pessoais

O estilo de vida, as atividades profissionais e de lazer das pessoas também interferem na frequência do banho.

Isso porque além da oleosidade, o suor, poeira, sal do mar e cloro das piscinas também precisam ser removidos.

Assim, é recomendado sempre lavar os cabelos após atividades físicas, mergulhos ou exposição a lugares com muita poeira.

Dependendo da atividade e rotina das pessoas, talvez seja preciso lavar os cabelos mais de uma vez ao dia.

Determinação da frequência de lavar o cabelo em casos de condições associadas

O tratamento de condições inflamatórias do couro cabeludo pode fazer com que seja necessário uma maior frequência de lavar o cabelo.

As principais doenças inflamatórias do couro cabeludo são a psoríase, dermatite seborreica e o eczema.

Essas dermatites costumam cursar com vermelhidão e descamação, podendo ou não ter irritação e coceira.

Nesses casos, para remoção da caspa e controle da dermatite geralmente é necessário lavar os cabelos de forma mais frequente com xampus específicos.

Queda de cabelo e frequência de lavar o cabelo

As pessoas tendem a associar o ato de lavar os cabelos com a sua queda, principalmente por encontrarem mais fios durante e após o banho.

Com isso, as pessoas com queda tendem a evitar ao máximo lavar os cabelos para que os fios não se desprendam.

A preocupação pode ser tão intensa que acaba levando algumas pessoas a evitar até tocar os cabelos com medo que eles caiam.

Soma-se a essa preocupação a dificuldade e tempo necessários para secar os cabelos naturalmente, com secadores ou modeladores e o mito de que lavar muito os cabelos apodrece os fios.

Todos esses fatores acabam colaborando para que as pessoas lavem menos os cabelos. Chega-se ao ponto de algumas pessoas lavarem os cabelos somente uma vez por semana.

Produtos como xampus a seco são então frequentemente usados para disfarçar a oleosidade dos cabelos e evitar a lavagem.

Apesar de todos esses mitos, o fato é que o cabelo não cai mais quando lavado diariamente.

A taxa de queda diária dos fios não diminui ao se evitar lavá-los. Ela só se acumula para cair tudo de uma vez em uma próxima lavagem.

Assim, a quantidade de cabelos que vão cair semanalmente é a mesma, lavando uma vez na semana ou diariamente.

Além de não impedir a queda ao se evitar lavar os cabelos, essa atitude pode agravar problemas do couro cabeludo, piorando a queda.

O hábito de não fazer a higienização adequada do couro cabeludo pode contribuir para o aumento da oleosidade e fungos no local.

Esses são fatores associados à piora da dermatite seborréica.

Segundo sugerem alguns artigos científicos, fungos, caspa e quadros inflamatórios do couro cabeludo podem estar relacionados ao aumento da queda de cabelos e progressão da calvície.

Qual frequência de lavar o cabelo para evitar a queda?

Há diversas opiniões sobre o tema, com orientações que devem ser vistas com cautela.

Aspectos pessoais, tipo de cabelo, condições associadas e estilo de vida devem ser levados em conta.

Nos casos de queda, uma análise médica do fio e couro cabeludo são fundamentais para determinar a melhor frequência de lavar o cabelo e os produtos mais adequados para controle da queda.

Além da orientação sobre a rotina de higiene capilar, também é importante investigar outras causas possivelmente associadas à queda.

Por isso, em caso de queda de cabelos é sempre aconselhável procurar um médico especialista.

A Clínica Doppio além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

 

Atendimento

Categorias