Qual a melhor água para lavar os cabelos?

Qual a melhor água para lavar os cabelos?

O tipo de água usada no banho interfere diretamente nas características do fio. Mas, diante das diferentes possibilidades, qual seria a melhor água para lavar os cabelos?

Por que os cabelos ficam diferentes durante viagens?

Não é incomum perceber que os cabelos mudam quando se viaja para lugares distantes.

Para algumas pessoas, o curioso fato pode passar desapercebido. Entretanto, para pessoas que costumam ter uma rotina de cuidados com os cabelos, essas mudanças podem exigir dedicação extra.

Além do clima, umidade e outros fatores ambientais que podem modificar os cabelos, o tipo de água pode ser determinante.

Diferentes tipos de água: dureza da água

As águas não são todas iguais.

Uma das características que as diferenciam é a concentração de sais minerais que elas contêm.

Dependendo da quantidade de sais como, por exemplo, carbonato de cálcio e sulfato de magnésio, a água pode ser classificada com dura ou mole.

A água dura é a água rica em sais minerais.

A dureza dessas águas pode ser temporária ou permanente.

Águas duras temporárias são aquelas que podem deixar de ser duras após serem fervidas. É o caso das águas com bicarbonato.

Já as águas duras permanentes, ricas em sulfatos, não mudam a quantidade de sais após serem fervidas.

Por outro lado, a água mole é aquela com baixo teor de sais minerais.

Exemplos de água mole são a água destilada e a água deionizada.

Essas águas são formadas após se retirar os sais minerais e íons de suas composições.

Mas qual a participação dos sais minerais em alterar propriedades e características dos fios?

E se tratando de cuidados capilares, qual delas seria a melhor água para lavar os cabelos?

Melhor água para lavar os cabelos: água mineral ou água sem sal?

Alguns aspectos devem ser avaliados para se responder essa questão.

O primeiro deles é se a quantidade de sais presentes na água poderia interferir em características dos cabelos.

Alguns estudos científicos sobre o tema foram feitos.

Um estudo publicado em 2013 foi um dos primeiros a testar o efeito dos diferentes tipos água nos cabelos.

Para determinar a melhor água para lavar os cabelos foram selecionadas 15 mulheres entre 20 e 25 anos de idade.

Em seguida, foram separadas 15 amostras com pedaços iguais de cabelos de cada uma das voluntárias para a pesquisa.

O experimento consistia em deixar os cabelos imersos em água dura ou destilada por 10 minutos a cada 2 dias.

Após retirar os cabelos da água, eles eram secados com secador.

Esses procedimentos foram repetidos durante 30 dias.

Após esse período, as amostras foram submetidas a testes para avaliar qual seria a melhor água para lavar os cabelos.

Foram testados parâmetros como a força e a elasticidade dos fios.

Os testes revelaram que as diferentes quantidades de sais minerais presentes nas águas não interferiram na força nem na elasticidade dos fios.

No entanto, em um outro estudo publicado em 2018 o resultado foi diferente.

Nesse estudo, foram analisadas amostras de cabelos de 70 homens, submetidas a testes por um período de 3 meses.

Após os testes, os cabelos imersos em água dura apresentaram redução significativa da sua força.

A justificativa dos pesquisadores para os achados diferentes do estudo anterior foram o fato das amostras terem sido submetidas a testes com maiores concentrações de sais minerais e por período mais prolongado.

Ação de xampus

Outro aspecto interessante a ser observado é a ação dos xampus nos diferentes tipos de água.

Quanto mais dura, ou seja, mais sais minerais tem a água, mais difícil do xampu ou sabão fazer espuma e menor a ação desses produtos na remoção da sujeira.

Isso porque parte dos agentes de limpeza do xampu reagem com os sais minerais contidos na água, anulando seu efeito.

Além disso, essa reação leva à formação de resíduos que se precipitam nos cabelos e couro cabeludo.

Esses resíduos podem se tornar abrasivos, lesando partes da estrutura do fio e portanto, aumentando sua fragilidade.

Melhor água para lavar os cabelos: água fria x água morna x água quente?

Ao contrário do que é divulgado, a temperatura do água não induz a abertura ou fechamento da cutícula dos fios.

Essa é uma propriedade que depende do ph, ou seja, da acidez do produto aplicado ao cabelo.

Mas a temperatura da água do banho pode modificar uma outra característica do fio associada a sua fragilidade.

Na presença de um agente de limpeza, a água quente remove com maior intensidade a oleosidade dos fios.

Em cabelos oleosos, isso pode não ser significativo.

Entretanto, em fios mais ressecados como, por exemplo, nos cabelos afro ou quimicamente tratados, a retirada excessiva do sebum dos fios torna os fios mais ressecados e quebradiços.

Além disso, a água quente também pode remover excessivamente a oleosidade do couro cabeludo, favorecendo o desenvolvimento de dermatites.

Inflamações do couro cabeludo, por sua vez, podem contribuir para a queda de cabelo.

O fato da água quente poder provocar quebra e queda dos cabelos, não significa que o contrário seja verdadeiro.

A água fria não traz nenhum tipo de benefício extra aos cabelos em relação à água morna.

Também não há nenhum prejuízo pelo seu uso.

A possível redução do calibre dos vasos do couro cabeludo provocada pela água fria não é significativa o suficiente para prejudicar a nutrição dos fios e comprometer seu desenvolvimento.

Dessa forma, a decisão entre lavar os cabelos com água fria ou morna deve ser baseada somente no conforto térmico proporcionado por cada uma delas.

Qual a melhor água para lavar os cabelos?

A queda de cabelo e a quebra dos fios são problemas comuns.

Pacientes frequentemente associam mudanças no tipo e temperatura da água com a falta de brilho e fragilidade dos fios.

Lavar os cabelos com a água e os produtos corretos pode evitar problemas.

Para saber mais sobre como cuidar dos seus cabelos, faça-nos uma visita.

A Clínica Doppio, além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *