A grande quantidade de fios que saem ao se passar cremes nos cabelos levanta a dúvida: pode haver queda de cabelo por condicionador ou leave in?

Condicionadores: qual o seu papel?

Antes de falar sobre queda de cabelo por condicionador, máscara ou leave in é preciso entender como eles funcionam.

Os agentes condicionantes são utilizados para deixar os cabelos mais macios e fáceis de pentear, ajudando a desembaraçar os fios.

Eles também podem melhorar o brilho, aumentar a proteção do fio e diminuir a eletrostática dos cabelos, responsável pelo frizz.

Para melhor limpeza e remoção de resíduos, os shampoos precisam abrir as cutículas dos fios. Para isso, eles precisam de substâncias de ph básico.

Cutículas abertas expõe mais os fios aos agentes externos, capazes de danificá-los, além de torná-los mais ressecados e quebradiços.

Por possuir ph ácido, agentes condicionantes são capazes de selar a cutícula dos fios, protegendo-os desses efeitos.

Os condicionadores geralmente contêm silicone, agentes tensoativos, espessantes, reguladores de ph e componentes de apelo comercial.

Os agentes tensoativos dos condicionadores são importantes para diminuir o frizz, deixar os cabelos mais macios e fáceis de pentear.

Ao lavar os cabelos com shampoo, os fios ficam carregados de íons negativos.

Isso porque o surfactante presente nos shampoos tem carga negativa, o que é passado para os fios após seu uso.

Fios carregados negativamente tendem a se repelir, adquirindo um aspecto áspero e arrepiado, conhecido como frizz.

O agente tensoativo do condicionador contém cargas positivas que neutralizam as cargas negativas deixadas pelos shampoos. Isso faz com que se diminua a repulsão entre os fios.

Além disso, a carga positiva depositava nos fios tem forte atração pela água e queratina dos fios.

Com isso, ele consegue manter os fios mais úmidos, macios e fáceis de pentear.

Essas características podem ser ainda mais potencializadas por componentes como umectantes e silicone presentes na formulação.

O silicone forma uma camada que reveste o fio aumentando a retenção água e diminuindo o atrito, facilitando o pentear.

Condicionador, bálsamo, creme para pentear, leave in, máscara capilar: qual a diferença?

Existem diversos agentes condicionantes disponíveis no mercado.

Entender como eles funcionam é fundamental para que se evite quebra ou queda de cabelo por condicionador ou outros produtos capilares.

Consistência x ação

Algumas características podem a ajudar a diferenciar condicionadores, máscaras e cremes para pentear, como, exemplo, sua consistência.

Considerando a densidade ou “peso” dos produtos, as máscaras costumam ser as mais pesadas, seguidas pelo condicionador e, por fim, o leave in.

As diferentes consistências desses produtos relacionam-se as suas distintas aplicações e funções.

Como exposto anteriormente, os condicionadores  são usados para selar as cutículas, hidratar os fios e facilitar o seu penteado.

Eles atuam complementando a ação dos xampus e protegendo os fios de possíveis danos.

Entretanto, por agirem somente na superfície dos fios, os condicionadores são muitas vezes limitados para tratar fios já danificados por outros procedimentos.

Nesse caso, o mais indicado seria o uso de máscaras.

Mais densas, as máscaras são consideradas produtos de ação mais profunda e com maior poder de hidratação dos fios.

Sua indicação, portanto, seria para cuidados com cabelos danificados por química ou procedimentos capilares.

Por sua vez, por ser o mais leve, o creme para pentear, sem enxague ou leave-in é o único que pode ser deixado nos cabelos por longos períodos.

Tempo de ação e enxague

O tempo de ação, duração e necessidade de enxague é outro diferencial entre os agentes condicionantes.

O condicionador geralmente é aplicado nos cabelos durante o banho, com enxague após alguns minutos.

Máscaras também são usadas durante o banho ou com cabelos úmidos, devendo ser mantidas nos fios por tempos muito variáveis.

Assim como os condicionadores, elas também precisam ser removidas com enxague.

Já o leave in, ou creme para pentear, é aplicado após o banho, com cabelos ainda úmidos, sem necessidade de enxague.

Além de facilitar o penteado, ele pode ajudar na proteção térmica e, principalmente, a modelar cabelos cacheados.

Por fim, cabe a observação de que os bálsamos não são considerados como categoria à parte, mas como outro nome dado aos condicionadores.

Condicionador x dano capilar: estudos científicos

Existem poucos dados na literatura médica sobre o tema.

Como a maioria das condições que provocam afinamento ou queda dos fios estão relacionadas à problemas no organismo ou couro cabeludo, a pesquisa científica se concentra mais nessas áreas.

Dessa forma, resta às grandes companhias de cosméticos patrocinar estudos orientados para avaliação de seus produtos capilares.

Entretanto, por serem estudos com conflito de interesse, seus resultados são questionáveis.

O pouco de ciência sobre o assunto parece indicar que o uso de xampus pode danificar estruturas da superfície do fio, principalmente após aplicações repetidas.

Nesse sentido, um estudo bem antigo já apontava essa possibilidade.

Por outro lado, estudos mais recentes abordam a possibilidade de condicionadores diminuírem os riscos de danos provocados pelos xampus.

Quando pode ocorrer queda de cabelo por condicionador ou outros cremes capilares?

O uso correto de xampus, condicionadores ou outros cremes capilares não provoca danos aos fios ou queda de cabelos.

Pelo contrário, eles fazer parte da higiene capilar e cuidados com os fios, sendo, portanto, benéficos.

Entretanto, em algumas pessoas, o uso incorreto desses produtos pode levar, por exemplo, à queda de cabelo por condicionador.

Isso é especialmente válido para pessoas com tendência à seborréia ou caspa no couro cabeludo.

A seborréia ou dermatite seborréica é uma inflamação do couro cabeludo que tem como fatores predisponentes a oleosidade e a participação de fungos.

O couro cabeludo produz óleo, que é distribuído pelo fio de acordo com cada tipo de cabelo.

O óleo natural produzido pelas glândulas sebáceas do couro é responsável por manter o equilíbrio do couro e hidratação dos fios.

O uso de xampus e condicionadores pode ajudar ou atrapalhar a manter esse equilíbrio.

Xampus que removem muito o óleo natural retiram a proteção natural tornando o couro mais susceptíveis a inflamações e os fios à desidratação.

O uso incorreto dos agentes condicionantes pode, por outro lado, aumentar a oleosidade e umidade do couro, favorecendo a proliferação de fungos e o aparecimento da dermatite seborréica.

Como a dermatite do couro pode induzir os fios a caírem, pode haver queda de cabelo por condicionador e outros cremes usados incorretamente.

Como evitar a queda de cabelo por condicionador?

Os agentes condicionantes devem ser aplicados apenas no comprimento e nas pontas dos fios, nunca na raiz.

Deve-se sempre preservar uma distância de pelo menos 2 centímetros do couro cabeludo, especialmente em casos de dermatite.

Tanto o couro como a raiz dos cabelos não necessitam de agente condicionantes, uma vez que o óleo produzido pelo couro é suficiente para manter a hidratação dessa região.

Queda de cabelo por condicionador ou outros cremes para cabelos: o que fazer?

Xampus e condicionadores são desenvolvidos para limpar e hidratar os fios.

Embora alguns produtos possam dar um aparente aumento do volume, trata-se de um efeito temporário, sem nenhuma ação na causa do afinamento dos cabelos.

Caso você esteja notando afinamento ou queda excessiva dos fios, o mais recomendado é procurar um médico especialista.

A Clínica Doppio além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu