Queda de cabelo por excesso de ferro

Queda de cabelo por excesso de ferro

A ampla divulgação de que a deficiência de ferro pode levar ao comprometimento capilar acaba ofuscando o fato de que também  pode ocorrer queda de cabelo por excesso de ferro.

O ferro é um dos minerais mais importantes para o crescimento saudável dos cabelos e também para o fortalecimento do sistema imune e das funções mentais.

Ferro e dieta

As principais fontes alimentares de ferro são:
• origem animal: fígado, carne vermelha, gema de ovo, ostras
• origem vegetal: feijão, lentilha, cereais, vegetais verde escuro

A ingestão diária recomendada (IDR) pelo Ministério da Saúde é de 14 mg de ferro por dia para adultos. Para gestantes, o valor recomendado é de 40 mg ao dia.

Para se ter uma idéia do que isso representa, cada 100 gramas de carne vermelha tem 3,2 mg de ferro elementar.

Metabolismo do ferro

Para o cálculo da quantidade de ferro obtida através da alimentação, deve-se considerar que apenas uma parte do ferro é absorvida, sendo sua disponibilidade maior em carnes do que em vegetais. A absorção de ferro em fontes de origem animal varia entre 15 a 35%; em vegetais, ela é de 2 a 10%.

Essa diferença ocorre pela facilitação de sua absorção em fontes animais pela ligação do ferro a uma proteína chamada heme, presente na hemoglobina e na mioglobina. A hemoglobina é a proteína que carrega o oxigênio nos glóbulos vermelhos. A mioglobina é uma proteína presente em músculos.

Por outro lado, a baixa taxa de absorção do ferro dos vegetais tem entre os responsáveis a presença dos fitatos. Os fitatos são substâncias presentes sobretudo em leguminosas como feijão, lentilha, ervilha. Eles se ligam ao ferro durante a digestão, dificultando sua absorção.

O nível de ferro no organismo tende a aumentar com a idade. Uma vez que o ferro é absorvido em excesso, ele permanece no organismo, já que não temos mecanismos naturais eficientes para eliminar seu excesso.

As quantidades de ferro excretadas naturalmente pelo organismo são muito pequenas, variando entre 1 a 2 mg ao dia. As principais vias de excreção de ferro são fezes, urina, suor, esfoliação de células mortas da pele e sangramentos, como o do fluxo menstrual.

Sintomas de ferro em excesso

O excesso de ferro no corpo pode se acumular nos tecidos e órgãos, afetando suas funções. Os órgãos mais acometidos são o coração, fígado e glândulas endócrinas, órgãos que produzem hormônios.

Sintomas de acúmulo de ferro incluem cansaço crônico, dor articular, arritmias, diabetes, cólica abdominal, irregularidade menstrual, perda de libido, alterações da cor da pele e queda de cabelo.
Por se tratar de uma doença de depósito, parte dos danos causados pelo seu acúmulo podem ser irreversíveis. A queda de cabelo por excesso de ferro, no entanto, costuma ser reversível.

Formas de acúmulo de ferro

Existem duas formas de doenças de acúmulo de ferro:
• hereditária: hemocromatose
• adquirida

A forma adquirida ocorre em pessoas que comem quantidades excessivas de carne vermelha, fazem suplementação sem necessidade ou que são transfundidos com frequência.

A hemocromatose é uma doença genética em que ocorre aumento da absorção do ferro no trato digestivo. O acúmulo resultante dessa absorção pode gerar lesões em alguns órgãos com o passar do tempo. Fígado, coração, pâncreas e articulações são alguns dos locais com lesões pelo acúmulo de ferro. Mulheres tendem a apresentarem sintomas mais tardiamente do que homens, já que perdem ferro periodicamente na menstruação.

Exames de sangue como hemograma, ferritina e saturação de transferrina podem ajudar no diagnóstico. A ferritina é a proteína que indica como está o estoque de ferro no organismo. A ferritina alta pode ser sinal de hemocromatose. Por isso, a ferritina alta pode ser um indicador da queda de cabelo por excesso de ferro.

Porém, como a ferritina aumenta em diversas situações como inflamações e outras doenças comuns, esse teste não é específico. A saturação de transferrina alta reforça a possibilidade de acúmulo de ferro. A transferrina é a proteína que carrega o ferro no sangue. Valores acima de 45% de saturação podem ser indicativos da hemocromatose.

O tratamento do acúmulo do ferro é forçar sua eliminação. Os métodos mais usados para reduzir o ferro são a sangria, doação de sangue ou uso de medicamentos.

Queda de cabelo por excesso de ferro: o que fazer?

Além da queda de cabelo por excesso de ferro, o acúmulo desse mineral também leva ao afinamento dos cabelos, sendo o quadro muitas vezes confundido com a calvície, também chamada de alopecia androgenética.

Trata-se de entidades com causas, tratamentos e perspectivas de recuperação diversas. Em comum, tem-se o potencial prejuízo pela demora no diagnóstico correto, com consequências para os cabelos e a saúde em geral, no caso do acúmulo de ferro.

Por isso, deve-se sempre procurar a ajuda médica assim que se nota aumento da queda ou afinamento dos cabelos. O diagnóstico correto e o tratamento precoce podem determinar não só a recuperação capilar como evitar problemas de saúde ainda mais graves.

A Clínica Doppio oferece uma estrutura especializada para tratamento capilar, contando com uma equipe de profissionais experientes, incluindo um médico especialista em cabelos.
Faça-nos uma visita ou agende uma avaliação agora.

9 respostas

    1. Olá, Jane

      O exame de ferritina é inespecífico.
      A maior correlação com queda ocorre com valores baixos de ferritina.
      Valores altos até podem significar excesso de ferro, mas devem sempre ser analisados juntos a outros exames, pois a ferritina também sobe com doenças inflamatórias e infecciosas.
      Para saber se essa é a causa da sua queda de cabelo, sugiro que passe por uma avaliação médica.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  1. boa noite fiz exames de sangue ,estou com ferro serico um pouco alto,e o indice de saturação transferritina tbm,a ferritina ta normal,tenho queda de cabelo ja a algum tempo!

    1. Olá, Andréia

      Os seus exames de sangue não são compatíveis com excesso de ferro capaz de provocar queda de cabelo.
      Entretanto, existem muitas possíveis causas para queda de cabelo (https://clinicadoppio.com.br/queda-de-cabelo-em-mulheres/) que precisam ser investigadas.
      Para isso é preciso passar por uma avaliação médica especializada.
      Somente após check up completo, com análise do fio de cabelo, couro cabeludo e outros exames de sangue, será possível determinar os motivos da sua queda de cabelo.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

  2. Olá, tomei porque confundi a quantidade a ser tomada dois comprimidos de gravipur. Meu cabelo começou a cair. O que posso fazer?

  3. Morro na cidade do Rio de Janeiro, os senhores possuem ou recomendariam uma clínica para que eu pudesse tratar de meus cabelos (estam ficando finos e caem)? Aguardo com confiança a resposta.

    1. Olá, Angela

      Infelizmente não temos uma indicação de clínica no Rio de Janeiro para que você possa se tratar.
      Mas caso tenha oportunidade de vir à São Paulo, teremos toda a satisfação em ajudá-la.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *