Queda de cabelo por problemas na tiróide

A queda de cabelo por problemas na tiróide pode ser o primeiro sinal do acometimento dessa glândula.

O cabelo é um reflexo da saúde geral. Sendo assim, quando o organismo está enfrentando problemas, pode ocorrer diminuição da velocidade de crescimento dos fios, afinamento ou até mesmo acentuação da queda.

Os distúrbios da tireóide são relativamente frequentes e, quando se apresentam com manifestações leves, podem demorar para serem diagnosticados.

Tiróide e queda de cabelo

A tireóide, ou tiróide, é uma glândula que se situa na face anterior do pescoço, posição e formato semelhantes a uma gravata borboleta. Nesse ponto, ela pode ser apalpada ao se pressionar o local durante o ato de deglutição.

Sua principal função é produzir hormônios responsáveis pela regulação do metabolismo no organismo. Esses hormônios são chamados de tiroxina (T4) e  triiodotironina (T3).

A diminuição da produção desses hormônios  leva a uma lentificação das atividades corpóreas, incluindo da produção de cabelos, que se torna prejudicada.

Os principais acometimentos que podem levar a queda de cabelo por problemas na tiróide serão descritos a seguir.

Hipotireoidismo

Ocorre quando há produção insuficiente dos hormônios tireoidianos.

A causa mais comum de hipotireoidismo é a tiroidite de Hashimoto, doença auto-imune em que há destruição da glândula pelas células de defesa do próprio organismo.

Outras condições que levam ao  hipotireoidismo:

  • Após retirada cirúrgica da glândula ou radioterapia do pescoço para tratamento de tumores locais;
  • Bócio endêmico, doença provocada pela carência de iodo na alimentação;
  • Outras tiroidites: pós-parto, pós-infeções virais ou por medicamentos, como lítio e amiodarona.

Os sintomas podem ser vagos, discretos e demorarem para se tornar evidentes, o que muitas vezes dificulta o diagnóstico.

Os principais sinais e sintomas são:

  • Cansaço, desânimo e sonolência;
  • Inchaço e ganho de peso;
  • Lentificação da fala e dos movimentos;
  • Constipação ou intestino preso;
  • Atraso ou ausência de menstruação, perda de desejo sexual, infertilidade;
  • Aumento ou dor na região anterior do pescoço.

O diagnóstico é feito através de exames de sangue, que além de mostrar alterações dos hormônios tiroidianos, podem dar dicas sobre suas possíveis causas.

O tratamento, em casos de perda permanente da função da glândula, é feito com a reposição oral do hormônio tiroidiano.

Hipertiroidismo

Caracteriza-se pela produção exagerada de hormônios pela tiróide.

A causa mais comum é a doença de Graves, em que há aumento da produção dos hormônios tiroidianos induzido por alterações do sistema imunológico, ou seja, do sistema de defesa do organismo.

Outras situações que levam ao aumento excessivo dos hormônios tiroidianos, ou tireotoxicose, são:

  • Uso inapropriado de medicações contendo hormônios tiroidianos. Pode ocorrer por erro na dosagem para reposição em pacientes com hipotireoidismo ou por uso de medicações manipuladas para emagrecimento;
  • Produção de hormônio por tecido tireoidiano ectópico, ou seja, por outro local além da glândula tiróide.

Os principais sinais e sintomas são:

  • Agitação, nervosismo, irritabilidade, insônia
  • Tremores, palpitação, sensação de calor e suor excessivos
  • Perda de peso mesmo com aumento do apetite
  • Olhos saltados, irritados, causando desconforto

O diagnóstico é feito através de exames de sangue e de imagem, quando necessário.

O tratamento consiste no uso de medicações anti-tiroidianas, cirurgia e sintomáticos, sempre acompanhado por um médico endocrinologista.

Queda de cabelo por problemas na tiróide: o que fazer?

Como os hormônios tireoidianos são responsáveis pelo metabolismo e velocidade de produção dos fios, os problemas envolvendo a tireóide afetam diretamente a vitalidade dos cabelos.

Tanto o hipotireoidismo quanto o hipertireoidismo podem cursar com fios finos, fracos, secos, opacos, descoloridos e com maior tendência a quebra e queda.

As mudanças nos cabelos provocadas por alterações tiroidianas, incluindo a queda excessiva, tendem a ser transitórias, com melhora gradual que se inicia após se tratar o problema  envolvendo a tiróide ou seus hormônios.

Sendo assim, quanto antes forem detectados e tratados os problemas tiroidianos, mais rápida será a recuperação dos cabelos.

Portanto, ao se notar mudanças nas características do cabelos ou queda excessiva, procure um médico especialista.

A Clínica Doppio além de contar com um médico especialista em cabelos, tem profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha informações e cuidados para o seu caso.

Dr. Nilton de Ávila Reis

CRM: 115852/SP | RQE 32621


Posts Relacionados

Umectação capilar noturna: dormir com óleo no cabelo faz mal?
Alguns sites e blogs da internet vem sugerindo dormir com óleo no cabelo para fazer... (Leia mais)
É bom usar Adeforte para cabelo?
Alguns sites e blogs da internet vêm incentivando as pessoas a utilizarem o Adeforte para... (Leia mais)
Fototerapia capilar: ações, indicações, efeitos e resultados
As diversas possibilidades de uso da fototerapia capilar justificam seu crescente emprego na medicina. O... (Leia mais)

5 Responses

      1. meu cabelo está caindo bastante,tá fino ralo e seco,minhas unhas tbm estão fracas sem falar no inchaço no meu corpo e dor na garganta.

Deixe um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *