Queda de cabelos provocada por transtornos alimentares

O aumento da incidência de queda de cabelo por transtornos alimentares tem seus alicerces nos esteriótipos criados pela sociedade moderna.

Transtornos alimentares são descritos como sérios distúrbios envolvendo hábitos irregulares de alimentação e preocupação excessiva com o peso ou formato do corpo.

O estresse causado pela percepção do corpo leva à adoção de medidas e esforços extremos para controle do peso e da ingesta de alimentos.

Transtornos alimentares

Apesar de serem mais frequentes em mulheres jovens, eles podem afetar tanto homens quando mulheres de qualquer idade. Bailarinas, atletas e modelos são grupos especialmente susceptíveis.

Trata-se de desordens complexas, influenciadas por uma combinação de fatores biológicos, psicológicos e ambientais.

Os transtornos alimentares geralmente são acompanhados por outros distúrbios como ansiedade, depressão e abuso de substâncias.

Sem o tratamento correto, esses transtornos podem gerar grande sofrimento, com diversas consequências para o organismo, inclusive morte.

Anorexia

Estima-se que cerca de 0,9 % da população possa sofrer de anorexia nervosa.

As pessoas que sofrem desse transtorno tipicamente apresentam um medo obsessivo de ganhar peso, recusa de manter um peso saudável e uma percepção irreal de sua imagem corporal.

Pela alta prevalência, é a principal causa de aumento da queda de cabelo por transtornos alimentares.

A anorexia pode trazer riscos à saúde, como interrupção da menstruação, infertilidade, perda óssea, distúrbios cardíacos e danos cerebrais.

Bulimia

A prevalência de bulimia na população é de cerca de 1,5%.

A bulimia é caracterizada por um padrão alimentar que envolve consumo de grande quantidade de comida, seguida de medidas para compensar esse excesso, como forçar o vômito, fazer exercícios físicos exageradamente ou abusar laxantes e diuréticos. O uso dessas substâncias bem como o vômito são tipicamente mantidos sob sigilo, criando sentimento de vergonha, culpa e falta de controle.

A bulimia pode causar danos à saúde como problemas gastrointestinais, desidratação severa, insuficiência renal e distúrbios cardíacos.

Deficiências nutricionais

Quanto se tem um transtorno alimentar, qualquer nutriente pode estar em falta.

Entretanto, os principais nutrientes relacionados à queda de cabelo por transtornos alimentares são:

  • Proteínas: cerca de 80% do fio é feito de proteína, sendo a queratina seu principal componente;
  • Vitaminas: vitaminas B1, B2, B6, B9, B12, vitamina C, vitamina D, vitamina E, vitamina K;
  • Minerais: ferro e zinco;
  • Água: a desidratação, por vezes grave, observada nesses transtornos levam ao aumento do ressecamento e fragilidade dos fios, com maior tendência à quebra e queda.

Transtornos alimentares e queda de cabelos

Quando o organismo de uma pessoa é malnutrido, como ocorre em um transtorno alimentar, o estoque de nutrientes do corpo se torna deficiente. Nesse caso, o organismo passa a se preocupar em garantir a manutenção de funções vitais como o funcionamento dos órgãos.

Como o cabelo não é considerado essencial para o funcionamento do corpo, ele é um dos primeiros a sofrer as consequências da falta de nutrientes provocadas pelos transtornos alimentares. Assim, ocorre interrupção da produção dos fios de cabelo para que o organismo possa focar em manter a pessoa viva.

A parada da produção dos fios é o que caracteriza a fase de repouso do cabelo, também chamada de fase telógena. Nesse ponto, após interromper seu crescimento, o fio desprende-se do couro cabeludo, gerando aumento da queda de cabelos, também chamado de eflúvio telógeno.

Esse efeito é amplificado por outros fatores presentes na vida dessas pessoas, como o estresse emocional, psíquico e do próprio organismo ao sofrer as diversas consequências da falta de alimentos.

Além da queda, pode-se observar afinamento difuso dos fios, que se tornam opacos, ressecados e quebradiços. Mudanças na cor e tonalidade também podem ser notadas.

As alterações capilares provocadas pelas múltiplas deficiências nutricionais secundárias a esses distúrbios alimentares tendem a ser transitórias. Geralmente se observa melhora progressiva dos cabelos a partir da recuperação do equilíbrio nutricional do organismo.

Queda de cabelo por transtornos alimentares: o que fazer?

Devido à severidade e complexidade dessas condições, geralmente há necessidade de um tratamento mais amplo com uma equipe multiprofissional, incluindo especialistas em transtornos alimentares.

O plano terapêutico deve incluir o suporte necessário para atender as demandas individuais e severidade de cada caso.

O comprometimento capilar frequentemente encontrado nesses pacientes reflete todo o desequilíbrio orgânico e emocional que o corpo vem sendo submetido.

Uma abordagem médica cautelosa deve ser adotada para abordar o assunto e propor o melhor tratamento.

A Clínica Doppio além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

Dr. Nilton de Ávila Reis

CRM: 115852/SP | RQE 32621


Posts Relacionados

Erros ao usar minoxidil: por que ele não funciona?
O minoxidil é um remédio comprovadamente eficiente para tratar a alopecia. Mas existem alguns erros... (Leia mais)
Hemoglobina, ferro, ferritina e queda de cabelo: qual a relação?
É comum médicos dermatologistas conversarem com seus pacientes sobre a relação entre ferritina e queda... (Leia mais)
Umectação capilar noturna: dormir com óleo no cabelo faz mal?
Alguns sites e blogs da internet vem sugerindo dormir com óleo no cabelo para fazer... (Leia mais)

4 Responses

  1. Tenho bulimia já faz 2/3 anos, e agora estou me recuperando aos poucos, queria saber como que faço pro meu cabelo crescer novamente

    1. Olá, Bianca

      Parabéns pela recuperação.
      Com a regularização da sua alimentação seu cabelo volta a crescer saudável.

  2. Minha filha tem 14 anos e está passando por um momento muito delicado e triste da vida dela que é a Anorexia 😔 e o cabelo dela sendo comprido está perdendo muito mas muito cabelo diariamente e está muito fraco e sem vida super quebrado e eu não sei mais o que fazer pra poder ajudar..

    1. Olá, Mona

      Realmente é um assunto muito delicado e tem que ser abordado de maneira muito cuidadosa.
      Mas caso a sua filha esteja se incomodando pela queda de cabelo, talvez essa possa ser uma brecha para mostrar a ela as consequências de um dieta muito restritiva para o corpo.
      Portanto, se for da vontade dela, sugiro que procure um médico especialista.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-las.

Deixe um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *