Perda de cabelos por queimaduras do couro cabeludo: o que fazer?

Perda de cabelos por queimaduras do couro cabeludo: o que fazer?

Queimaduras são sempre associadas a traumas, sejam eles causa ou consequência. No caso de queimadura no couro cabeludo, além da cicatriz há ainda o risco de perda dos cabelos.

Queda de cabelo por queimadura no couro cabeludo

Dependendo da gravidade, as queimaduras no couro cabeludo podem resultar em queda temporária, perda parcial ou total dos cabelos.

A queda ocorre em função do estresse provocado pela queimadura no couro cabeludo, o que geralmente sucede queimaduras superficiais.

Mesmo que extensas, se as queimaduras forem superficiais a queda tende a ser temporária, com reposição dos fios que caíram. Nesse caso, o cabelo volta a nascer normalmente dentro de alguns meses. Isso ocorre em queimaduras de primeiro grau e alguns casos de queimaduras de segundo grau superficiais.

Já queimaduras profundas, de segundo ou terceiro grau, podem causar perda de parte ou de todo o cabelo da área atingida, quadro conhecido como alopecia.

Isso porque a queimadura destrói os folículos pilosos ou os tornam incapazes de produzir novos fios.

Nesse tipo de queimadura do couro cabeludo não nasce mais cabelo na área atingida.

Trata-se de uma alopecia cicatricial definitiva, por substituição dos bulbos capilares por cicatrizes.

Causas de queimadura no couro cabeludo

Além da profundidade, as queimaduras do couro cabeludo também podem ser divididas de acordo com a causa ou tipo do acidente.

Assim temos:

  • Queimaduras térmicas: provocadas por temperaturas extremas, seja calor ou frio. Podem ser causadas por fogo, líquidos, vapores ou objetos quentes, além de queimadura de Sol. No caso do frio, ela pode ser causada por contato com gelo, objetos ou líquidos de temperaturas muito baixas, como o nitrogênio líquido e a neve carbônica, usados na crioterapia.
  • Queimaduras elétricas: ocorrem por acidentes com descargas elétricas intensas.
  • Queimaduras químicas: causadas pelo uso incorreto ou inadequado de produtos químicos. O problema pode estar na toxicidade, quantidade ou qualidade dos compostos existentes no produto aplicado.

Queimadura no couro cabeludo por química

Os principais procedimentos capilares que podem ocasionar queimaduras no couro cabeludo são:

Todos esses procedimentos utilizam produtos químicos que podem resultar em queimadura no couro cabeludo.

Em geral, essas queimaduras químicas estão associadas ao uso inadequado dos produtos. 

É o caso, por exemplo, de queimadura no couro cabeludo com guanidina, formol, água oxigenada, amônia e outros agentes químicos presentes em tintas de produtos de alisamento.

A queimadura no couro cabeludo pode ocorrer quando se deixa o produto agir por mais tempo do que o recomendado.

Outra situação possível é a escolha de um produto que esteja fora dos padrões estabelecidos de segurança, como ter na composição altas concentrações de formol ou de peróxido de hidrogênio.

Dessa forma, é essencial que antes de optar por um tratamento químico, seja feita uma pesquisa sobre a confiabilidade e experiência do profissional que conduzirá a técnica, assim como das adequações e recomendações do produto escolhido.

Por sua vez, o profissional que for realizar o procedimento deve sempre fazer um teste com o produto em uma mecha de cabelo antes de prosseguir com a técnica.

Por conta dos riscos e de possíveis complicações sérias, deve-se evitar a realização de procedimentos desse tipo em casa, pois a aplicação errônea e falta de experiência podem provocar sérios quadros de queimadura no couro cabeludo.

Como identificar uma queimadura química no couro cabeludo?

Inicialmente é preciso saber que não é normal sentir ardência ou dor intensas no couro cabeludo após a aplicação de um produto químico.

Além disso, outros sintomas que podem ocorrer a seguir são: inchaço, vermelhidão, presença de casquinhas, formação de bolhas, machucados, úlceras e também queda de cabelo.

Na literatura médica, existem diversos relatos de caso de queimaduras por agentes usados em salão de beleza ou em casa, principalmente em processos de luzes e mechas.

Alguns deles com formação de extensas e profundas feridas no couro cabeludo, como o relato publicado em 2019 no Archive of Plastic Surgery e até no pescoço, como no caso publicado no Annals of Burns and Fire Disasters em 2012.

Em geral, nota-se falha na concentração dos produtos ou nas passos recomendados para a técnica.

O que fazer após uma queimadura no couro cabeludo?

Ao se notar sintomas de queimadura na cabeça, é necessário realizar os primeiros cuidados para evitar que o quadro se agrave.

Assim, recomenda-se lavar os cabelos somente com água corrente em temperatura morna ou fria por cerca de 10 a 15 minutos.

Além disso, deve-se evitar passar produtos como álcool, açúcar, café, pasta de dente ou mesmo pomada sem orientação médica

Outra recomendação é não coçar ou mexer na região machucada, evitando também pentear os locais mais agredidos.

Não usar secador ou nenhuma outra fonte de calor para secar os cabelos.

E claro, assim que possível procurar um serviço médico para avaliação e tratamento.

Qual o tratamento para queda de cabelo por queimadura?

O tratamento para a queda de cabelos por queimaduras no couro cabeludo vai depender da extensão e gravidade das lesões.

Em casos de queimaduras superficiais, a utilização de medicamentos tópicos e orais, além dos cuidados diários podem ser suficientes para a retomada do crescimento capilar.

Já casos mais graves, com cicatrizes, medicações tópicas e orais se limitam ao alívio dos sintomas.

Nesses casos, o tratamento da alopecia pode ser feito com técnicas de reconstrução do couro cabeludo. Entre elas, tem-se a micropigmentação, procedimentos cirúrgicos ou próteses capilares.

Reconstrução capilar

A micropigmentação é uma boa opção para cicatrizes em áreas pequenas em pessoas que não desejam fazer cirurgia.

Entre os possíveis procedimentos cirúrgicos para alopecias por queimaduras encontram-se a redução cirúrgica do cicatriz, o transplante e o implante capilar.

Dependendo do tamanho da cicatriz e elasticidade da pele, é possível diminuir a área de calvície através de excisão cirúrgica. Isso pode ser suficiente para corrigir a falha em cicatrizes. No caso de cicatrizes maiores, a cirurgia pode diminuir a área a ser coberta pelo transplante ou implante capilar.

No transplante capilar, fios de áreas não atingidas pela queimadura no couro cabeludo são transferidos para cobrir as falhas

Já no implante capilar, outros materiais como fios de cabelo sintético podem ser usados para substituir os fios que caíram.

Devido às cicatrizes, em ambos os procedimentos a taxa de rejeição dos fios transplantados costuma ser alta. Isso pode muitas vezes acabar inviabilizando o procedimento.

Desse modo, uma opção interessante para pessoas que não desejam se submeter a cirurgias é o uso de próteses capilares.

Hoje em dia, existem próteses com resultados estéticos bem interessantes e naturais.

Entre as vantagens do uso de próteses está a cobertura e proteção da queimadura, principalmente da radiação solar

Isso é especialmente importante devido ao aumento do risco de se desenvolver câncer nas cicatrizes por queimaduras no couro cabeludo.

Queimadura no couro cabeludo: o que fazer?

Ao se notar a queimadura no couro cabeludo deve-se procurar o quanto antes um serviço médico.

Apenas um especialista poderá diagnosticar a gravidade do caso e indicar o melhor tratamento para as lesões e queda de cabelo associadas à queimadura.

A Clínica Doppio, além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

4 respostas

  1. Meu enteado teve queimadura no couro cabeludo com óleo quente. Não nasce mais cabelo. Isso aconteceu há dez anos. Qual tratamento devo fazer pra nascer cabelo no local da queimadura?

    1. Olá, Alencar

      O tratamento de queimaduras profundas que deixam cicatrizes é a reconstrução capilar, ou seja, a reconstrução da área capilar perdida através de cirurgia ou métodos não-cirúrgicos.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-lo.

  2. Meu namorado descoloriu o cabelo em casa. O couro cabeludo está sensível, ardendo e soltando pus(alguns fios de cabelo grudam no couro e ficam duros) o que é recomendado neste caso?
    O procedimento foi feito a um dia, descolorimos o cabelo 2 vezes e depois passamos tinta 12.11 por 40 minutos.

    1. Olá, Gabrielly

      Sugiro que lave bem com água morna e xampu suave e assim que possível procure um médico para avaliar a necessidade de tomar antibiótico.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-los.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *