gastrite e queda de cabelo causas

Existe relação entre gastrite e queda de cabelo?

A associação entre doenças tem se tornado cada vez mais comum. Boa parte dessas relações tem sido feitas com condições que afetam o aparelho digestivo. Dessa forma, é esperado que surjam dúvidas se, por exemplo, há associação entre a gastrite e queda de cabelo.

A função da ciência é justamente buscar esclarecer essas questões e orientar possíveis condutas.

O que causa gastrite?

A gastrite é a inflamação das paredes internas do estômago. Essa inflamação pode ser leve, muitas vezes passando desapercebida, ou severa até o ponto de se formar uma úlcera.

Os sintomas mais associados à gastrite são:

  • queimação ou dor no abdome superior, que pode melhorar ou piorar com a alimentação;
  • sensação de empachamento ou plenitude gástrica após comer;
  • náusea;
  • vômito.

Os principais fatores associados à irritação da mucosa estomacal são:

  • uso de anti-inflamatórios;
  • estresse;
  • consumo abusivo de bebidas alcoólicas;
  • idade avançada
  • doenças como a gastrite atrófica, Chron, HIV/AIDS, parasitoses;
  • infecção bacteriana por Helicobacter pylori.

A bactéria Helicobacter pylori é uma das principais responsáveis por quadros de gastrite.

Em geral, bactérias não resistem ao ataque ácido do suco gástrico. Entretanto, a H. pylori tem alguns mecanismo que a ajudam a sobreviver nesse ambiente.

Um deles é sua capacidade de atravessar a camada de muco que protege as paredes internas do estômago do suco gástrico.

Ao se estabelecer abaixo dessa camada, ela acaba também sendo protegida pelo muco.

Além disso, a H. pylori produz uma enzima chamada urease, que altera seu pH interno, criando um ambiente de pH neutro que permite sua sobrevivência.

A infecção por H. pylori é comum e tem sido associada a diversas desordens imunes e não-imunes, incluindo condições dermatológicas, como:

  •  urticária crônica;
  •  rosácea;
  • psoríase;
  •  púrpura de Henoch-Schönlein;
  •  doença de Behçet;
  •  prurigo nodular;
  •  prurido cutâneo crônico;
  •  esclerose sistêmica progressiva;
  •  síndrome de Sjögren;
  •  síndrome de Sweet.

Pesquisas têm sugerido que pode haver variados graus de melhora dessas patologias com a erradicação da infecção por H. pylori.

Seguindo essa linha de raciocínio, também tem surgido investigações se há relação entre gastrite e queda de cabelo.

No caso, o foco das pesquisas tem se concentrado em um tipo específico de queda conhecido como alopecia areata.

O que é alopecia areata?

A alopecia areata é uma doença autoimune, ou seja, ela decorre de uma alteração da resposta imunológica do organismo que passa a não reconhecer e por isso começa a atacar componentes do próprio corpo.

Na alopecia areata o alvo é o folículo piloso.

Dessa forma, nesse caso, o sistema de defesa do organismo rejeita o fio de cabelo ou pelo, eliminando-os.

A queda de cabelo costuma ocorrer em tufos, sem formação de cicatriz, podendo também afetar pelos corporais.

Depois do couro cabeludo, a barba e a sobrancelha são os locais mais acometidos.

Mas qualquer outra área pilosa do corpo pode ser atingida, com queda de todos os pelos corpóreos em casos mais graves.

A alopecia areata tem sido relacionada com outros distúrbios autoimunes, como:

Essas mesmas condições autoimunes também têm sido associadas à infecção por H. pylori, o que levanta a dúvida se poderia haver alguma relação entre as duas.

Apesar da natureza autoimune da alopecia areata, não se sabe ao certo quais são as suas causas.

Algumas hipóteses incluem estresse, traumas, predisposição genética, hormônios, medicamentos e infecções.

O que dizem os estudos sobre a associação entre gastrite e queda de cabelo?

Alguns estudos têm sugerido uma possível associação entre a alopecia areata e a presença da bactéria H. pylori.

Um deles é o relato de caso de um homem de 43 anos com alopecia areata.

O paciente vinha apresentando queda de cabelo e falhas no couro cabeludo e barba há 8 meses, quando foi identificada e tratada uma infecção por H. pylori.

O paciente não fez nenhum tratamento específico para alopecia.

Após 4 semanas da erradicação do H. pylori houve remissão da alopecia, com reversão completa em 16 semanas.

Um outro estudo realizado com 162 pacientes observou uma associação entre a infecção por H. pylori e alopecia areata.

De acordo com o estudo, os resultados indicavam uma presença significativamente diferente da infecção por H. pylori entre os indivíduos com e sem alopecia areata.

Esse dado levou os pesquisadores a sugerirem que o H. pylori poderia contribuir para a doença capilar.

Gastrite causa queda de cabelo?

Com base nesses dados científicos, muitos pessoas tendem a acreditar que há associação entre gastrite e queda de cabelo.

Entretanto, esses e outros estudos sobre o tema não são conclusivos.

O próprio artigo que relata o caso de melhora concluiu que “após revisão da literatura médica não foi demonstrada claramente uma associação entre infecção por H. pylori e alopecia areata”.

O outro estudo, com mais participantes, também deixa claro que há limitações na pesquisa como uma correlação insuficiente entre os fatores e pouco controle sobre aspectos diversos.

De fato, mesmo com alguns estudos indicando essa possibilidade, a relação entre gastrite e queda de cabelo por alopecia areata é controversa e improvável, só podendo ser aceita se mais pesquisas científicas abordarem e confirmarem essa questão.

Se você está com problemas e tem dúvidas sobre o que pode estar fazendo o cabelo cair, faça-nos uma visita.

A Clínica Doppio possui uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície. Além disso, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

Atendimento

Categorias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo protegido.