Água oxigenada: usos, riscos e efeitos para o cabelo

Muitos usuários de tinturas capilares têm dúvida sobre se usar água oxigenada no cabelo faz mal?

Antes de falar sobre seus efeitos, no entanto, é interessante esclarecer alguns pontos sobre o composto.

O que é água oxigenada?

O nome científico da água oxigenada é peróxido de hidrogênio e sua fórmula química é H2O2.
O peróxido de hidrogênio é produzido principalmente a partir da reação com a antraquinona.
Esse processo, realizado por indústrias químicas, produz um líquido azul pálido levemente viscoso em sua forma original.
O composto é então misturado com água em diferentes proporções para se tornar o líquido incolor disponível comercialmente.
A quantidade de peróxido de hidrogênio na solução vai depender de qual a sua finalidade posterior.
Entre os usos da água oxigenada ligados à saúde destacam-se:
  • limpeza e desinfeção de superfícies e objetos;
  • higiene bucal e clareamento dental;
  • procedimentos capilares e em pelos.
No cabelo, a concentração do peróxido de hidrogênio geralmente varia entre 3 a 12%.
Nas farmácias e lojas de produtos especializados, a água oxigenada costuma ser vendida como Ox.
As versões mais frequentemente encontradas para compra são:
  • 10 volumes: 3% de peróxido de hidrogênio;
  • 20 volumes: 6% de peróxido de hidrogênio;
  • 30 volumes: 9% de peróxido de hidrogênio;
  • 40 volumes: 12% de peróxido de hidrogênio.

Para que serve a água oxigenada no cabelo?

A função da água oxigenada no cabelo é clarear o fio.
Dessa forma, torna-se possível mudar tons escuros, como preto e marrom, para tons claros, como loiro, ruivo e mel.
Para isso, o peróxido de hidrogênio precisa retirar a melanina, pigmento responsável pela cor dos cabelos.
Esse pigmento está presente no córtex do fio, ou seja, na sua parte interna.
Ao extrair a melanina, a água oxigenada promove uma descoloração definitiva dos cabelos no local da aplicação.
Conforme o fio cresce, essa parte vai sendo gradualmente substituída pelo fio na sua cor original.
Para remover a área de descoloração, é preciso cortar o cabelo.

Como a água oxigenada funciona?

A ação da água oxigenada no cabelo se dá através da oxidação da melanina.
Esse modelo foi demonstrado por um estudo científico de 2017.
Pelo estudo, ao se decompor, o peróxido de hidrogênio libera espécies de oxigênio reativo como, por exemplo, HO e HO2.
Esses compostos oxidantes reagem com a melanina, degradando-a.
Dessa forma, o pigmento vai se decompondo e, aos poucos, vai saindo da fibra capilar.
Um dos exemplos mais conhecidos de oxidação é a ferrugem.
No caso, o oxigênio presente no ar e na água oxida o ferro, levando a sua corrosão e destruição.

Quais os riscos de se usar água oxigenada no cabelo?

O peróxido de hidrogênio permite clarear fios escuros e, assim, dar liberdade para mudar a cor dos cabelos
O procedimento, no entanto, não é isento de complicações.
Alguns riscos associados ao uso da água oxigenada no cabelo serão descritos a seguir.

1. Irritação na pele e dermatite

O peróxido de hidrogênio pode provocar irritação, coceira e até mesmo queimaduras químicas no couro cabeludo.
Estudos testando o uso da água oxigenada no cabelo humano e pele de ratos mostram isso.
Situações de risco para desenvolver dermatite por peróxido de hidrogênio incluem:
  • peles sensíveis;
  • uso de concentrações elevadas de água oxigenada no cabelo;
  • tempo de exposição acima do recomendado.

2. Alteração das características dos fios

A ação principal da água oxigenada no cabelo é clarear a fibra.
O processo ocorre no centro do fio, onde estão os pigmentos de melanina.
Para atingir o cortéx, entretanto, a água oxigenada precisa penetrar profundamente nas fibras capilares, passando pela cutícula.
Tanto a entrada do Ox quanto a criação de um ambiente quimicamente favorável ao seu efeito são feitos pelo persulfato de amônio presente no pó descolorante.
A amônia altera a cutícula do fio, ou seja, modifica a sua camada mais externa de proteção.
Por sua vez, danos à cutícula do cabelo favorecem o ressecamento, frizz, pontas duplas e quebra do fio.

3. Quebra de cabelo

O peróxido de hidrogênio degrada proteínas, membranas lipídicas e o material genético das células.
O composto provoca estresse oxidativo e citotoxicidade em tecidos capilares como a queratina, principal componente do fio.
Dessa forma, o uso do produto pode desencadear quebra de cabelo por comprometer a integridade e estrutura do fio.

4. Crescimento capilar

O uso da água oxigenada no cabelo também pode afetar seu crescimento.
Essa é a conclusão de um trabalho de 2018 da revista Journal of Dermatologic Science.
De acordo com os pesquisadores, o peróxido de hidrogênio alterou o tempo de crescimento do cabelo, tornando-o mais lento.
A causa para o cabelo crescer menos foi a redução da atividade do sistema B-catenina, um dos mecanismos regulatórios do crescimento dos cabelos.

5. Queda de cabelo

A água oxigenada pode ser uma das responsáveis pela queda de cabelo provocada por tinturas capilares.
De acordo com um estudo de 2012, o composto foi capaz de induzir a queda de pelos em ratos de laboratório.
No experimento, a aplicação de peróxido de hidrogênio e monoetanolamina, ambos componentes de tinturas, provocou dermatite e queda de pelos nos ratos testados.
O mecanismo da queda, de acordo com os pesquisadores, seria o estresse oxidativo provocado pelas substâncias.

Como usar o peróxido de hidrogênio com segurança?

A água oxigenada causa muitos danos ao fio de cabelo, podendo até provocar dermatites e queda.
Quanto mais forte a descoloração, mais fraco fica o fio e maiores são os riscos.
Dessa forma, o mais aconselhado é não fazer o procedimento.
Mas como nem sempre isso é possível, pelo menos é bom se tomar alguns cuidados a fim de reduzir as chances de complicações graves.
Um deles, por exemplo, é proteger a pele em torno do couro cabeludo antes do procedimento para evitar irritações ou queimaduras.
Além disso, é importante respeitar as orientações do fabricante quanto ao tempo de exposição à substância.
Após o tratamento com peróxido de hidrogênio, recomenda-se fazer hidratação capilar para reduzir os danos à cutícula e a aparência ressecada do fio.
Por fim, sempre que possível, o mais adequado é procurar ajuda de profissionais capacitados.
Dessa forma, reduzem-se as chances de erros e de possíveis efeitos adversos associados ao uso incorreto do produto.
No caso de haver sintomas como coceira, queda de cabelo, vermelhidão e queimaduras no couro cabeludo após uso da água oxigenada no cabelo deve-se buscar um médico especialista em cabelos o quanto antes.
A Clínica Doppio além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.
Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.
blank

Dr. Nilton de Ávila Reis

CRM: 115852/SP | RQE 32621


Posts Relacionados

Por que o cabelo cai com com minoxidil?
A queda de cabelo com minoxidil preocupa e desestimula muitos pacientes a usar o medicamento.... (Leia mais)
Desintoxicação capilar: cuidados com o cabelo e couro cabeludo
A desintoxicação capilar é um importante passo para a manutenção da saúde dos cabelos. Por... (Leia mais)
Capilia longa para tratamento da caspa, calvície e queda de cabelo
É até certo ponto comum ver compostos derivados de plantas como, por exemplo, o Capilia... (Leia mais)

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *