Stemoxydine para queda de cabelo funciona?

Diversos produtos para tratamento capilar da L’Óreal e Kérastase contêm em suas fórmulas o Stemoxydine.

Por serem produtos de venda livre de uma marca referência em cosméticos, o ativo passa quase desapercebido.

Mas antes de comprar ampolas e xampus antiqueda contendo stemoxydine, vale a pena ter mais informações sobre este composto.

O que é Stemoxydine?

Stemoxydine ou estemoxidina é uma molécula desenvolvida e patenteada pelo grupo L’Óreal para tratamento da queda de cabelo.

A proposta da substância é aumentar a densidade capilar através da estimulação de folículos dormentes.

O ativo está presente na concentração de 5% em diversas linhas de séruns capilares, xampus e ampolas antiqueda da Kérastase.

Como o Stemoxydine age no cabelo?

A estemoxidina foi desenhada para inibir a enzima prolil-4-hidroxilase (P4H) e, dessa maneira, simular uma hipóxia nas células-tronco capilares

Segundo pesquisadores da empresa, esse ambiente com pouco oxigênio estimularia a ativação das células pluripotentes foliculares e o crescimento capilar.

Na teoria, a privação do oxigênio reduziria a fase quenógena do ciclo do cabelo.

Essa fase consiste no período entre a queda de um fio e o surgimento de um novo fio.

Ao diminuir o intervalo de hibernação, a estemoxidina encurtaria o tempo para substituir um fio por outro.

Dessa forma, reduziriam-se o número de fios temporariamente ausentes pela queda,  aumentando a densidade e acelerando o crescimento capilar.

Portanto, a ideia do Stemoxydine é criar condições para estimular o ganho de volume e crescimento do cabelo.

Benefícios

De acordo com pesquisas da L’Óreal, o Stemoxydine traz uma série de benefícios no tratamento da queda de cabelo, incluindo:

  • ativação de folículos capilares dormentes;
  • aumento da densidade capilar;
  • combate ao afinamento dos fios;
  • compatibilidade com outros tratamentos, podendo reforçar a ação deles;
  • mecanismo de ação diferente dos demais remédios para queda de cabelo;
  • ser uma alternativa para pessoas com receio de tomar bloqueadores hormonais ou drogas anti-hipertensivas;
  • versatilidade, ou seja, ele pode fazer parte da fórmula de diversos produtos capilares como shampoo, condicionador, sérum ou loção;
  • universal, podendo ser usado por homens e mulheres.

Riscos e efeitos colaterais

A estemoxidina geralmente é segura, desde que se respeite as orientações de uso do produto.

Além disso, os efeitos adversos também são raros.

Entretanto, como todo fármaco, existe um risco potencial para o aparecimento de complicações.

Ao aplicar o produto no couro cabeludo, algumas pessoas, por exemplo,  apresentam sensibilidade, ressecamento, coceira, vermelhidão e ardor.

Embora excepcionais, também podem ocorrer dor de cabeça, palpitação, ganho de peso, inflamação e queda de cabelo.

Dessa forma, para minimizar as chances de ter problemas é importante seguir as instruções de uso do produto.

Também não se recomenda aplicar a solução se houver feridas, machucados ou irritação no couro.

Por fim, pacientes com antecedentes de alergia ou com problemas de saúde mais sérios devem consultar um médico antes.

Se mesmo assim houver efeitos indesejados, deve-se interromper o uso do produto e buscar ajuda médica.

Como usar Stemoxydine?

As orientações de uso variam de acordo com o produto.

Assim, por exemplo, no caso das ampolas, a indicação é aplicar 1 ampola ao dia por pelo menos 3 meses.

A aplicação deve ser feita com o cabelo seco ou pouco úmido, mas nunca encharcado.

Após abrir a ampola, deve-se distribuir seu conteúdo uniformemente pelo couro cabeludo, espalhando o líquido com os dedos.

Não há necessidade de enxágue após aplicação.

Segundo a empresa, os resultados começam a aparecer com 6 semanas de uso, sendo, contudo, mais consistentes após três meses.

Stemoxydine funciona para queda de cabelo ou calvície?

A estemoxidina é um produto cuja patente pertence ao grupo L’Óreal.

Logo, os estudos clínicos relativos ao Stemoxydine acabam sendo da própria empresa, limitando a análise sobre à eficácia do produto.

Além disso, nem FDA nos Estados Unidos nem a Anvisa o reconhecem como medicamento para queda de cabelo ou calvície.

Portanto, apesar dos resultados aparentemente favoráveis, ainda não há estudos e embasamento científico suficiente para atestar sua eficácia e segurança.

Assim, mais pesquisas são necessárias para avaliar os resultados da estemoxidina  no tratamento da alopecia androgenética.

Qual a importância do tratamento adequado para calvície?

Por ser de venda livre em farmácias, perfumarias e na internet, produtos com estemoxidina fazem parte das tentativas de automedicação.

O fato de ser tópico, como o minoxidil, e pertencer a uma marca famosa, tornam o composto ainda mais atraente.

Entretanto, é preciso ficar claro aos seus usuários as limitações dessa opção terapêutica.

A estemoxidina não é um medicamento, mas um componente de um produto cosmético.

Portanto, a ampola com Stemoxydine 5% não é um tratamento para queda de cabelo ou calvície.

Trata-se, pois, de um cosmético e não de um remédio com comprovação científica robusta7.

Além disso, embora aparentemente não gere grandes  riscos,  a estemoxidina pode ser prejudicial.

Isso porque ao retardar o início do tratamento correto para calvície, ela pode comprometer as chances de recuperação do cabelo.

A calvície tem tratamento, com resultados mais satisfatórios quanto antes se iniciam as terapias certas.

Assim, ao notar queda ou afinamento do cabelo, procure um médico especialista.

A Clínica Doppio  possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície. Além disso, contamos ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

Dr. Nilton de Ávila Reis

CRM: 115852/SP | RQE 32621


Posts Relacionados

Terapeuta capilar, tricologista e médico especialista: qual a diferença?
Existem diversos termos para denominar os profissionais que lidam com problemas no cabelo ou couro... (Leia mais)
Finasterida ou minoxidil: qual é a diferença?
Parte dos pacientes com problemas capilares ficam em dúvida se devem usar finasterida ou minoxidil.... (Leia mais)
Como engrossar o cabelo?
Na internet existem diversas receitas e dicas de como engrossar o cabelo. Embora muitas delas... (Leia mais)

Uma resposta

Deixe um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *