Tricograma: exame para queda de cabelo

Um dos métodos utilizados para se fazer o diagnóstico de condições que provocam queda de cabelos é o tricograma.

O que é o tricograma?

O tricograma é um método de análise microscópica do fio de cabelo.

Para realizar o exame é preciso arrancar uma amostra de 50 a 100 fios de uma área do couro cabeludo.

A seguir, esses fios são distribuídos em lâminas e levados para análise no microscópio.

Para que serve o tricograma?

O objetivo do tricograma é avaliar a raiz do cabelo e determinar possíveis anomalias do fio.

Além disso, o exame permite estimar a quantidade de fios em cada fase do ciclo do cabelo.

Isso só é possível porque a raiz do cabelo se modifica durante as diferentes fases do ciclo.

Dessa forma, a análise microscópica dos folículos permite saber quantos fios estão em cada fase.

O tricograma normal apresenta as seguintes porcentagens de fios em cada fase:

  • Anágena: 85% – 95%;
  • Catágena: 0% – 1%;
  • Telógena: 5% – 15%.

Crianças têm as maiores porcentagens de fios em fase anágena (95% anágena x 5% telógena).

Por sua vez, mulheres adultas têm taxas (86% anágena x 11% telógena) maiores do que homens (83% anágena x 15% telógena).

Algumas condições que levam à queda de cabelo podem provocar alteração dessas proporções de fios em cada fase do ciclo.

Variações nessas taxas caracterizam, por exemplo, o eflúvio telógeno, uma das principais causas de queda de cabelo em homens e mulheres.

O diagnóstico de eflúvio telógeno é clínico, sendo o tricograma o melhor exame para sua confirmação.

Entretanto, mesmo sendo útil na investigação da queda capilar, dificilmente esse exame é solicitado por médicos.

Por que o tricograma não é um exame de rotina para queda de cabelo?

O tricograma não é um exame popular. Poucos médicos se dispõem a realizar o procedimento.

Talvez pela dificuldade técnica em arrancar uma mecha de cabelos de uma vez só.

Outro fator importante é a resistência do paciente em se submeter ao procedimento.

Isso porque, além de ser doloroso, também é desconfortável arrancar cabelos de áreas que já estão ralas.

Pacientes que estão sofrendo com queda de cabelo querem interromper a queda e não fazer procedimentos que arrancam mais os seus cabelos.

Assim, dificilmente eles se dispõem a fazer o exame.

O preparo para o tricograma também não é fácil.

Quem vai se submeter ao exame não deve lavar os cabelos 3 a 4 dias antes do procedimento para não remover os fios em fase de queda.

Tratamentos cosméticos como química ou mesmo chapinha devem ser evitados por pelo menos 8 semanas antes do teste.

O motivo para essa recomendação é que esses procedimentos podem causar danos à estrutura capilar, dificultando sua análise.

Além disso, o tricograma possui limitações, como a impossibilidade de se avaliar a pele do couro cabeludo.

Algumas condições que levam à queda de cabelo são secundárias a doenças inflamatórias da pele.

Nesses casos, portanto, é fundamental a análise do processo inflamatório ao redor do fio, sendo a biópsia por punch a melhor opção.

O desenvolvimento de outros exames menos invasivos também tem colaborado para que o tricograma seja cada vez menos solicitado.

A tricoscopia é um bom exemplo.

Qual o melhor exame para queda de cabelos e calvície?

Desde que a dermatoscopia do fio de cabelo e couro cabeludo começou a ser usada, ela vem ganhando importância na investigação de problemas capilares.

Através de aparelhos que amplificam as imagens, a tricoscopia permite a análise mais detalhada do fio e couro cabeludo.

Além de facilitar o diagnóstico de condições capilares, ela ainda facilita e seguimento e comparação de resultados.

Quando bem indicada e realizada, ela pode evitar a necessidade de outros exames invasivos, com cortes, dor e sangramentos.

Nesse sentido, um estudo realizado em 2012 mostrou a superioridade da tricoscopia sobre o tricograma para avaliação de alopecia em mulheres.

Entretanto, mesmo sendo superior ao tricograma na avaliação de algumas condições, a tricoscopia tem suas limitações.

A tricoscopia só permite a visualização do fio e couro cabeludo, ou seja, do que está para fora da pele.

Portanto, causas de queda de cabelo que necessitem da análise da raiz do cabeludo ou da pele do couro cabeludo se beneficiam de outros exames.

Nesse caso, o tricograma pode ser fundamental.

Considerações finais

O tricograma examina a forma e a estrutura dos fios e das raízes capilares.

Além disso, ele também é útil para o estudo das condições que afetam o ciclo do cabelo.

Entretanto, sem uma indicação correta, as informações do tricograma podem não ser muito úteis.

A queda de cabelo geralmente é multifatorial.

Médicos especialistas, no entanto, são treinados para identificar padrões típicos de queda de cabelos.

Além disso, a observação de aspectos importantes da história médica do paciente, estilo de vida e tendência familiar ajudam muitas vezes a evitar exames invasivos.

Portanto, para saber o que está causando sua queda e rarefação capilar, procure um médico especialista.

A Clínica Doppio além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

 

 

Dr. Nilton de Ávila Reis

CRM: 115852/SP | RQE 32621


Posts Relacionados

Erros ao usar minoxidil: por que ele não funciona?
O minoxidil é um remédio comprovadamente eficiente para tratar a alopecia. Mas existem alguns erros... (Leia mais)
Hemoglobina, ferro, ferritina e queda de cabelo: qual a relação?
É comum médicos dermatologistas conversarem com seus pacientes sobre a relação entre ferritina e queda... (Leia mais)
Umectação capilar noturna: dormir com óleo no cabelo faz mal?
Alguns sites e blogs da internet vem sugerindo dormir com óleo no cabelo para fazer... (Leia mais)

7 Responses

  1. Dr bom dia…
    Estou em mãos com um laudo capilar tricograma do meu couro cabeludo que diz o seguinte : Contagem de fios 145
    Fios em.fase anágena 79,8 %
    Fios em fase telogena 20.2 %
    Fios em fase de vellus 23.2%
    O que significa?
    Muito obrigada

    1. Olá, Enoe

      A interpretação de exames depende de uma prévia avaliação médica completa (https://clinicadoppio.com.br/diagnostico-e-exames-para-queda-de-cabelo/), que pode incluir análise do fio de cabelo, couro cabeludo e exames de sangue.
      Portanto, sugiro que agende uma consulta para que possa avaliar seu quadro.
      Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo número (11) 38539175.
      Estamos à disposição para ajudá-la.

    1. Olá, Lilian

      Peço a gentileza que entre em contato com a clínica pelo telefone (11) 38539175 ou Whats App (11) 938011653 para que possamos esclarecer suas dúvidas.
      Obrigado

Deixe um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *