O que é cauterização e como ela funciona?

O que é cauterização e como ela funciona?

Também conhecida como plástica dos fios, a cauterização capilar é um tratamento que se propõe a reconstruir fios danificados por calor ou químicas através da reposição de componentes perdidos durante esses procedimentos.

Como funciona a cauterização capilar?

O objetivo da cauterização é restaurar a hidratação, elasticidade, maciez e brilho do cabelo.

Além disso, a técnica também visa melhorar a aparência do cabelo reduzindo problemas como quebra, queda e aspereza do fio.

Para isso, esse tratamento procura repor uma proteína chamada queratina, principal componente do cabelo.

A queratina é responsável por boa parte das propriedades e características dos cabelos, sendo também frequentemente danificada por procedimentos estéticos capilares.

Onde age a cauterização capilar?

Cada fio de cabelo pode ser dividido em 3 camadas de fora para dentro: cutícula, córtex e medula.

A aparência, beleza e saúde dos fios dependem da integridade da cutícula, camada mais externa da haste capilar.

Por ser mais superficial, a cutícula é a camada mais frequentemente danificada por químicas e produtos capilares.

Danos na cutícula alteram o aspecto, maciez e até a textura do cabelos.

Além de reconstruir a cutícula, a cauterização capilar também visa recompor a força e estrutura do fio.

Essas propriedades são determinadas pela queratina existente no córtex capilar, logo abaixo da cutícula.

Procedimentos como clareamento, luzes, tinturas ou progressiva, agem nessa camada provocando perda de queratina e, portanto, enfraquecendo a estrutura do fio.

Para que haja reposição de queratina no córtex, é preciso que ela penetre profundamente na haste capilar.

Dessa forma, o tratamento inclui a abertura das escamas capilares existentes na cutícula e passagem da queratina ao córtex, onde ela deve ser reposta.

Como a técnica é realizada passo a passo?

Inicialmente, destaca-se que a cauterização capilar deve ser realizada por um profissional capacitado.

A exposição incorreta às substâncias usadas ou mesmo ao calor da prancha pode danificar os fios e inviabilizar bons resultados.

Os tratamentos caseiros são contraindicados, pois esses riscos são mais eminentes quando o procedimento é realizado de forma amadora.

A cauterização envolve, geralmente, sete passos:

1. inicialmente os cabelos são lavados duas vezes com shampoo antirresíduos visando abrir e as escamas;

2. após o lavagem, retira-se o excesso de água dos fios para melhorar a aplicação do produto;

3. o cabelo é separado em mechas pequenas e cada uma recebe o creme e o restaurador. Os produtos são mantidos por cerca de 20 minutos e depois enxaguados;

4. em seguida é aplicado o produto principal à base de queratina;

5. o cabelo é novamente separado em mechas e então utiliza-se o secador para retirar a umidade;

6. utiliza-se a chapinha nas mechas para que o produto fixe no cabelo e não saia com a lavagem.

7. na finalização utiliza-se óleos para dar brilho e controlar o frizz remanescente.

A cauterização repõe a queratina dos cabelos?

Dois tipos de queratina compõem o cabelo humano:

  • Queratina tipo I: dividida em 10 subtipos, chamadas de K31 a k40.
  • Queratina tipo II: dividida em 6 subtipos, chamadas de K81 a k86.

A queratina k31 é a principal queratina do córtex capilar. Portanto, ela é a principal responsável pela estrutura e força dos cabelos

Segundo estudo publicado no final de 2018, a queratina k31 foi incorporada à estrutura do fio em suas diferentes camadas, após uso de técnicas semelhantes às utilizadas na técnica de cauterização capilar.

O tratamento reconstrói a massa capilar?

Esse mesmo estudo revelou que a queratina k31 aumentou o diâmetro do fios quimicamente tratados e danificados em até 49%.

Além disso, ele também duplicou a força do fio que tinha luzes depois de apenas 1 sessão de tratamento.

Houve ainda melhora marcante na maciez, calibre e força dos cabelos danificados.

Um outro estudo realizado em Portugal e publicado em 2018 também sugeriu que a queratina tenha capacidade de recuperar ou mesmo melhorar propriedades mecânicas dos fios danificados.

A cauterização está indicada para todo tipo de cabelo?

Apesar de haver alguns estudos científicos sugerindo que seja possível repor a queratina perdida em cabelos danificados e recuperar sua força e calibre, nem sempre isso parece útil.

A incorporação de queratina à fibra capilar também pode aumentar a rigidez do fio e torná-lo propenso à quebra.

O tratamento alisa?

O estudo que avaliou a incorporação de queratina k31 ao fio também revelou que o procedimento foi capaz de alisar cabelos cacheados, mesmo sem chapinha.

Entretanto, esse efeito é durou apenas 1 hora, ou seja, foi passageiro, com volta ao formato anterior após esse curto intervalo de tempo.

Assim, um erro comum é buscar o procedimento para alisar o cabelo.

O bom resultado imediato provavelmente se deva ao uso da chapinha, mas se perde com a lavagem.

A falsa aparência de cabelos mais lisos pode ainda ser decorrente da técnica deixar os fios mais sedosos, macios e com menos frizz.

Para alisar os fios é preciso utilizar substâncias como formol, guanidina, ácido glioxílico ou hidróxido de sódio, que originalmente não estão presentes nesse tratamento.

Botox capilar, hidratação e cauterização são iguais?

Não hã padronização de procedimentos nos salões de beleza, com grande variação de produtos e técnicas.

Em geral, a diferença é que a hidratação é um tratamento mais superficial e que não consegue promover uma reestruturação no fio.

Ela visa envolver o fio em substâncias como óleos, silicone ou cremes capazes de diminuir o ressecamento e exposição dos fios aos possíveis danos secundários à falta de água.

Já a cauterização atua em diversas camadas do fio através da reposição da queratina e recomposição do fio.

Por sua vez, por botox capilar há uma gama de procedimentos que vão desde processos de hidratação dos fios, uso de ativos como vitaminas, até mesmo agentes de alisamento como formol e hidróxidos.

Cauterização capilar: quando fazer?

Por ser um dos mais importantes elementos no processo de embelezamento, existe uma ampla variedade de tratamentos cosméticos para os cabelos.

A cauterização capilar é um tratamento comum e que, por essa razão, está envolta em diversos mitos.

Algumas pessoas se equivocam sobre os resultados possíveis e a finalidade da técnica.

Para saber mais sobre essa e outras técnicas envolvendo cabelos e tratamentos capilares, faça-nos uma visita.

A Clínica Doppio, além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *