O comprimento dos fios depende de diversos aspectos relacionados ao crescimento dos cabelos.

Para que o cabelo seja comprido, é preciso que os fios, o couro cabeludo e o organismo se mantenham saudáveis por longos períodos.

Assim, a percepção de que o cabelo parou de crescer pode ser um indício de que possa existir algo a mais que precisa ser investigado.

Taxa de crescimento dos cabelos

O fio de cabelo é produzido por uma estrutura que fica dentro da pele do couro cabeludo chamada folículo piloso.

Dentre as partes que compõem o folículo piloso, encontra-se a raiz ou bulbo capilar.

Em média, existem entre 100 a 150 mil folículos no couro cabeludo.

Cada folículo produz cerca de 0,3 a 0,4 milímetros de cabelo ao dia.

Portanto, é esperado que cada fio tenha um crescimento médio de 1 centímetro ao mês.

Entretanto, essa taxa de crescimento pode variar dependendo de alguns fatores como, por exemplo, o tipo de cabelo.

Sabe-se que cabelos asiáticos crescem mais rápido que os demais, cerca de 1,3 centímetro ao mês. Em seguida, vêm os cabelos europeus com 1,2 centímetros ao mês. Por fim, vêm os cabelos afro com taxa de crescimento de 0,9 centímetros ao mês.

Além do tipo de cabelos, há participação de fatores como genética, hormônios, estado nutricional, dentre outros.

Mecanismos moleculares também têm sido propostos, como o do sistema Wnt. Esse mecanismo é a base para pesquisas recentes envolvendo medicações experimentais como o SM04554 e oWAY-316606.

Em um estudo publicado em 2018, o WAY316606 mostrou-se bem promissor. Esse medicamento, proposto inicialmente para tratar a osteoporose, ainda está em fase de testes, mas se mostrou capaz de estimular o crescimento dos cabelos em poucos dias.

Acredita-se, dessa forma, que mecanismos moleculares envolvidos no crescimento capilar também podem contribuir na busca pela cura da calvície.

Comprimento do cabelo

O comprimento final do cabelo depende não somente da taxa de crescimento, mas também do tempo que o fio permanece crescendo.

O fio não cresce sempre no mesmo ritmo, ele tem diferentes fases de crescimento.

Essas fases são orientadas pelo ciclo de cabelo.

O ciclo do cabelo é basicamente dividido em 3 fases: anágena, catágena e telógena.

A fase anágena é a fase de crescimento máximo do fio de cabelo. Essa fase dura entre 2 a 8 anos, sendo essa variação determinante para o comprimento final do fio.

Fios que permanecem em fase de crescimento por apenas 2 anos tendem a ter comprimento máximo próximo a 25 centímetros.

Por outro lado, fios com fase anágena de 8 anos podem cheagar a medir até cerca de 1 metro.

Apesar de todos os fios seguirem as mesmas fases do ciclo, cada fio de cabelo tem um ciclo próprio.

O fato de existirem fios de diversos comprimentos comprova a independência de cada fio.

Se todos os fios caíssem e crescessem juntos, teoricamente todos os fios teriam o mesmo tamanho.

Mas como eles são independentes eles possuem tamanhos diferentes.

Por isso sempre existem alguns fios mais curtos, responsáveis pelo efeito frizz e fios mais longos que precisam ser aparados.

Em pessoas de cabelos longos, o corte do cabelo tende a seguir o comprimento da maioria dos fios, corrigindo essas diferenças de crescimento.

Cortar as pontas ajuda no crescimento dos cabelos?

Cortar os cabelos é uma das primeiras atitudes de algumas pessoas quando elas percebem que os cabelos estão despontados ou que aparentemente eles pararam de crescer.

A ideia é que eles retomem o crescimento anterior e possam ficar ainda mais longos.

Entretanto, o corte do cabelo não gera nenhum tipo de estímulo ao crescimento do fio.

O fio é uma estrutura inerte formada de queratina, sem sinalização entre a ponta e a raiz do cabelo, onde ele é produzido.

Assim, em nada interfere cortar as pontas para o crescimento dos fios.

Outro erro comum é achar que o peso do cabelo, muitas vezes associado à queda, seria uma outra justificativa para seu corte.

Tanto a queda quanto o crescimento dos fios são determinados por fatores que atuam no local onde os fios são produzidos, ou seja, nas raízes dos cabelos.

Portanto, tanto o corte quanto produtos para passar nos fios em nada mudam seu crescimento.

Por que tenho a sensação que meu cabelo não cresce?

Alguns fatores podem ser responsáveis pela sensação de interrupção do crescimento dos cabelos.

A fase do ciclo do cabelo é um deles.

Como mencionado anteriormente, a fase anágena é a de maior crescimento do fio.

Essa fase, a mais longa do ciclo, é seguida por fases em que o fio vai diminuindo gradualmente sua taxa de crescimento até parar totalmente.

A diminuição do crescimento ocorre a partir da fase catágena, com interrupção completa do crescimento na fase telógena.

Em geral, a fase telógena dura em média 3 meses, mas ela pode se estender por até 6 meses.

Dessa forma, quanto maior a duração da fase telógena, mais tempo os fios ficam estagnados, sem crescer.

Além da duração da fase telógena, a quantidade de fios nessa fase também é importante.

Quanto mais fios permanecem na fase de interrupção do crescimento, maior a sensação de que eles não crescem.

Outra condição que pode explicar essa sensação de diminuição do crescimento e comprimento dos fios é a alopecia androgenética.

Na alopecia androgenética, também chamada de calvície, há uma diminuição progressiva dos fios conhecida como miniaturização.

Pessoas com esse tipo de alopecia percebem que os fios vão ficando cada vez mais curtos e finos.

Além da redução do comprimento, também é comum se notar diminuição do volume e falhas nos cabelos.

A progressão do quadro pode levar à extinção do folículo e calvície definitiva.

O que fazer para retomar o crescimento dos cabelos?

Como foi discutido, existem muitas situações e fatores a serem considerados quando o assunto é crescimento dos cabelos.

Além de manter uma alimentação e hábitos saudáveis, é fundamental descartar possíveis condições que levam ao comprometimento dos fios.

Afinal de contas, a sensação de que os cabelos pararam de crescer pode ser um sinal de alerta para problemas de saúde ou para condições como a alopecia androgenética.

Assim, ao notar que houve comprometimento do crescimento dos cabelos, não perca tempo e procure o quanto antes um médico especialista.

A Clínica Doppio além de possuir uma estrutura apropriada para avaliação e tratamento de queda de cabelos e calvície, conta ainda com um médico especialista em cabelos e profissionais preparados para ajudar com seu problema.

Faça uma avaliação e obtenha as informações e cuidados para o seu caso.

8 Comentários. Deixe novo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu